Marcos Paulo e as crianças matsés do Alto Rio Jaquirana -AM

Há muitos anos os povos que habitam a Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas, fazem reivindicações e pedem socorrro, pois suas comunidades vêm sofrendo de doenças que seriam controláveis com prevenção, vacinação e medicamento adequados.

O Povo Matsés, conhecido também como Mayoruna, habita a região de fronteira Brasil-Peru.A localização de  suas comunidades é ao longo da bacia do rio Javari, no extremo oeste da Amazônia, é uma  região de difícil acesso.

Apesar do trabalho que a Fundação Nacional de Saúde – FUNASA diz está desenvolvendo na região, doenças como Hepatite A, B e C  ainda  assustam os povos indígenas locais.Epidemias de malária também  são bastante  frequentes.

Estou trabalhando com crianças Matsés no rio alto Jaquerana, tem 45 crianças indigenas. O Governo tem esquecido a  criança indigena do rio alto Jaquerana do Amazonas que morre com malária e hepatite C, B, A.Dentro do território Indigena morre em silêncio ás crianças, declara o assessor indígena do Vale do Javari – AM, ”Matasenpe Mayoruna”, Marcos Paulo Gonçalves Fortz.

Não é de hoje  que denúncias  da situação  da saúde indígena na região vem sendo  feitas.Embora no Boletim Informativo Especial  da FUNASA, de Abril de 2008, diga que o Vale do Javari, é o alvo principal das operações.Não é o que parece, se faz necessário que os orgãos responsáveis ajam com a máxima urgência, porque a vida de crianças indígenas está ameaçada.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here