presumi é da Bahia quem será? Curioso como bom e-indio que sou retornei para minha surpresa era Sebastián Gerlic (Sebas) a qual só havia conversado por meio de MSN (Microsoft Service Network) é uma coleção de serviços oferecidos pela Microsoft em suas estratégias envolvendo tecnologias de Internet, veja + link http://pt.wikipedia.org/wiki/MSN , achei legal depois de anos a primeira vez que conversava com alguém da Thydewas via tel quando ele disse que tinha uma proposta para mim que era de diagramar e desenvolver o projeto gráfico do livro do meu povo Índios na Visão do Índios – Pataxó-Hã-hã-hãe ai lembrei que nos já tínhamos conversado antes e ele me perguntou se eu sabia usar o Pagemaker, Photoshop e Indesign programas para fazer livros, revistas, cartazes e tratar imagens, disse que sabia usar. Os dias passaram e chegamos a 10 de março veio com a fabulosa proposta de um e-índio criar o projeto gráfico e diagramar, já que o conteúdo foi produzido por matérias on-line dos demais e-indios. Aceitei, ai veio o porem o prazo para a confecção e impressão do livro era curtíssima tínhamos 10 dias de prazo e eu moro no Rio de Janeiro – RJ e a Thydewas Salvador – BA, e agora o que fazer? Poderíamos fazer via Internet? Sebas vim ao Rio? Eu ir a Bahia? Entramos em um acordo eu iria para Salvador – BA, mais uma vez a tecnologia foi usada adquirir a passagem aérea novamente via Internet no sitio da empresa aérea , a passagem foi comprada em Salvador um comprovante foi enviado via e-mail veja link http://pt.wikipedia.org/wiki/Email, foi a um Cyber Café veja link http://pt.wikipedia.org/wiki/Cibercaf%C3%A9 , imprimir o comprovante de reserva esperei a data de ida dia 14 de março chegou o horário de ir para o aeroporto peguei uma carona com um amigo , me levou ao Aeroporto do Galeão – RJ fiz o meu check in veja link http://pt.wikipedia.org/wiki/Check_in entrei no avião tecnologia pra tudo que é lado para manter aquele monte de ferro no ar só com muita tecnologia duas hora de vôo estou em Salvador co ajuda de muitos computadores a qual ajudaram os pilotos a decolar criar uma rota de vôo e também pousar e solo baiano chegando pego minha bolsa no desembarque encontro Sebas agora visto pela primeira vez nos cumprimentamos ele acho que eu era mais alto índio alto é meio difícil a genética não nos ajuda muito nisso não nascemos para ser jogadores de vôlei ou basquete, fomos para a Republica de Thydewas onde fomos nos acomodar antes teve um acarajé não foi digital apenas minhas digitais tiveram contato com o saboroso acarajé baiano, amigos e-indios neste trecho de matéria escrita veio mostra que estamos cercados de tecnologia digital a inclusão é necessária nos já utilizamos todos o dias a partir de hoje vamos conversar como usar bem estas ferramentas de forma cuidadosa e responsável para nosso engrandecimento e nos fortalece,r você não deixa de ser índio por usar um computador, um celular, um e-mail, estaremos nos unidos para tirar duvidas e trazer novidades para todos os parente, de todas as etnias do Brasil, obrigado por estar comigo agora de forma digital por meio deste texto. Breve falarei sobre como foi feito o livro Índios na Visão dos Índios – Pataxó-Hã-hã-hãe.

Anápuáka Muniz Pataxó-Hã-hã-hãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Comentário de: sebastian [Membro] · ONG THYDEWAS
    Adorei seu conto!!!
    Hiper real….e para quem quiser entender mias tem os links!
    Cade a historia de como o livro foi feito????
    ——————————————————————
    Exatamente!! Cadê a história?? Aliás: cadê o livro???
    Importantíssimo o tintim por tintim do acesso à informática!
    Parabéns, viu, seu moço!

  2. ola Boa Tarde!!!!!!
    tudo bem com você??????
    meu novo amigo virtual….
    acho que você deve ser muito engraçado, porque acontece coisas que nen mesmo você acredita que esta acontecendo, olha esta história sua acima, que engraçado…… você ficou louco…… quando fui pego de surpresa, se ia ou se não ia, fico tão doido que acabou indo…… rsrsrrsrsrrsrsrsr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here