No dia 26 de setembro de 1937 aconteceu nas margens do Rio Cururupe, em Ilhéus, um grande massacre de índios, conhecido pelos mais velhos como: “A ÚLTIMA REVOLTA DO CABOCLO MARCELINO”. Neste massacre, foram mortos vários índios e nunca se fez um julgamento para punir os culpados.

A Marcha em Memória aos Mártires do Massacre do Rio Cururupe é considerada a única expressão pública de massa do Povo Tupinambá. O evento tem o intuito de somar forças em prol da demarcação das terras e de dizer não à violência praticada contra o Povo Tupinambá de Olivença.

Este ano homenagearemos nos dia 24 e 25 de setembro o Caboclo Marcelino, Liderança Tupinambá no Período de 1922 a 1938, quando foi degredado ou morto.

24/09 – Chegada dos (parentes) índios das 22 comunidades
18:00 – Apresentação de documentários no Centro Cultural – Irmãos no Mundo Tupinambá/Tumbalalá, Ervas e Curandeira, Festa de São Sebastião 2002/2003.
20:00 – Grande Porancin – Praça Claudio Magalhães

25/09 – Saída da V Marcha, ás 08:00 horas, Concentração em frente a Igreja.
12:00 – Horário previsto para chegada no Cururupe. Faremos um ato Público em defesa da imediata Demarcação da terra Tupínambá
Enceramento: Porancin

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Parabens Thedewá, estamos muito feliz por ter o site de volta.
    Convidamos a todos e estar presente nesta V Marcha, onde revindicaremos a imediata demarcação de nossas terras,e homenagearemos o caboclo Marcelino.
    Abraço a todos. Auêre.

  2. alguem me informa melhor. Pelo que sei os Tupinambás, formados por aimorés, goitacazes e carijós, entre outros, habitavam o Rio de Janeiro. Agoro leio a tragédia de Ilhéus, se referindo, também, a Tupianmbás…fiquei meio sem entender.
    Por favor, obrigado.

  3. Parabens thydewá,por fazer pacerias com ministerio da cultura e coloca internete de vouta nas aldeias,nos povo tupinambá de olivença estamos muito feliz.
    Famos juntos fazer valer este chat de vouta estamos ligados 24h na nete,auêre…

  4. Parabéns pela atitude de preservação da história do Brasil e da valorização da historia de um povo ancestral do povo brasileiro, preservando sua cultura.
    Parabéns, também, pela oportunidade de crescimento de uma comunidade antes sem acesso a toda essa riqueza.
    Os edudadores asgradecem pela oportunidade de trazer a teoria para a prática e enriquer o conhecimento de seus educandos.
    Desejo que o Prefeito Francisco Ribeiro “Chiquinho da Eduacação” continue tendo atos de coragens como este.

  5. Parabéns gostaria de ter mais informação sobre os TUPINAMBÁ DE OLIVENÇA uma sintese da chegada dos portugueses ate a atualidade. katukaruene

  6. Sou professor de História, e estou interessado na história do caboclo Marcelino.
    Sou oriundo de Ilhéus, e estou preparando um projeto de pesquisa, objetivando retratar a dura existência do desfavorecidos nesta região, que tanto enaltece antigos dirigentes.
    Toda ajuda será bem vinda, pois atualmente resido em Juazeiro-BA onde exerço minha profissão.

  7. É aprimeira vez que visito este site e gostei de ver que existe mais um canal de comunicação e divulgação dos povos indigenas,pois existe muita mentira que se fala em nome do indio por pessoas que não vivenciam a tradição,e algumas mentiras são sustentadas até hoje,como no caso dos Tupinamba,que entraram para a História como canibais.
    Ficom feliz em saber que esse povo se sustentam até hoje e de poder ouvir a sua versão da História.

    Porã Eté ndereikórapé,

    Saêytáyby

  8. Conheci voces em brasilia no acampamento,conheci o cacique,seus colegas e seu Alício.Espero q se lembram de mim….Beijos…………!!!!!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here