Manifestantes fizeram um ato público nesta sexta-feira (4), contra a Usina de Belo Monte em frente a sede do BNDES, no Rio de Janeiro.

Segundo o Jornal Valor Econômico, o BNDES enviou ontem ao MPF do Pará informações de que as obras civis vão custar R$ 15,6 bilhões. Garantias oferecidas pela Gaia Energia para um possível financiamento de longo prazo para Belo Monte não foram aprovadas. A Gaia pertence à Bertin Energia e tem 9% do consórcio Norte Energia, dono da concessão de Belo Monte.

O BNDES teria dito por meio de sua assessoria de imprensa: “sem comentários”. A Gaia, por sua vez, disse que não recebeu qualquer informação sobre o assunto e o consórcio Norte Energia informou que não iria se manifestar.

O Ibama concedeu uma autorização para o canteiro de obras em Belo Monte na  quinta-feira (27/01  ) e o MPF-PA entrou com uma ação contra decisão ilegal do IBAMA.

O processo movido pelo MPF (PA) foi autuado sob o número 968-19.2011.4.01.3900 http://processual-pa.trf1.gov.br/Processos/ProcessosSecaoOra/ConsProcSecaopro.php?SECAO=PA&proc=9681920114013900 e está tramitando na 9ª Vara Federal.


Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Seria bom,os homens pensasse no proximo, sobretudo nos oprimido que busca meio para conseguir um direito na sociedade , que muitas vezes é negado, mais este caso nao sabemos até quando vai se pará, enquanto as pessoas continuar em buscar apenas do lucro muitos vão sofrer, porque o poder vai ser tanto que esquece daqueles que estão passando por situaçôes dificis.

    Yonana

  2. São tantos absurdos, que confesso sentir-me impotente, principalmente, vendo milhares de brasileiros, sendo encantados pelos fetiches criados para manobrar, manipular, enquanto isso vão decidindo o destino do planeta – a destruição total de formas de vidas existentes.

    Mais carnaval, futebol, BBB’s, novelas, programas de auditórios, matérias sensacionalistas, paparazzis, revistas de homens e mulheres peladas, fofocas com celebridades, etc, enfim, tudo que possa desvirtuar a inteligência humana e tornar o homem narcotizado, assim o corporativismo se fortalece cada vez mais, e o discurso utilizado para justificar suas ações não são ouvidos, mas aceitos sem questionamentos, afinal é o governo quem decide, e se não me atinge ou atinge a algum membro da minha família, o resto que se exploda, a máxima é cada um por si.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here