O Presidente Lula assinou no dia 26 de Agosto o contrato de concessão da Usina Belo Monte (Altamira-Pará) violando mais uma vez os Direitos Humanos e Constitucionais de nós Indígenas. Segundo o Presidente a oba significa uma “vitória do setor energético”.

Eu pergunto: E AS MAIS DE  50 MIL PESSOAS (indios e ribeiinhos) QUE VIVEM ÀS MARGENS DO RIO XINGU???????????

Será que elas acham isso???  Para muitos desses essa obra é a “sentença de morte do Xingu”.

Vale dizer que agindo assim não se levou em conta os acordos internacionais como a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho, a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas e a Convenção sobre Diversidade Biológica, que exigem o consentimento livre, prévio e informado dos Povos Indígenas e Comunidades Locais em caso de empreendimentos que afetem as vidas das Populações Indígenas.

Esse ato arbitrário foi assinado antes do Ibama ter concedido Licença para a obra e antes de julgadas as 15 ações civis pública conta a Licença Prévia, contra o leilão e por violação de Direitos Humanos e Constitucionais das populações ameaçadas

Vejam o vídeo que encontrei no canal do Greenpeace Brasil no youtube. Ele explica dieitinho tudo que vai acontecer… mostra a indignação de nossos parentes, as conseqüências e quem realmente será beneficiado com a obra…

Imagem de Amostra do You Tube
Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
Advogada Indígena, militante social pelos Direitos Humanos Indígenas. Potyratupinamba@indiosonline.org.br

4 COMENTÁRIOS

  1. Obras como essa muito me inquieta e me causa frustração… Por vários motivos, dentre eles, a imposição da ação que causa a retirada de povos indígenas, bem como, os danos a mãe natureza. Construções como essa são um assassinato a vida e a cultura. Acredito que os reais danos, são incalculáveis, deve ser por isso que as autoridades não enxergam.
    É como se as práticas culturais e as tradições indígenas fossem inúteis e que a natureza fosse tão “valente” ao ponto de não sentir tamanho “baque”.
    Quanta cegueira, quanto desejo capitalista empregado em projetos que só usurpam a vitalidade da vida na terra. Estamos vivendo e convivendo diariamente com as consequências das terríveis ações humanas sob a natureza. Mas ainda assim, mãos e idéias ” maléficas e destruidoras” se põem em ação. LAMENTAVEL!!!

    Talvez deva terminar com o provérbio indígena:
    “Quando a última árvore tiver caído,quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come.”

  2. é uma vergonha esse nosso governo brasileiro, que diz que é um governo de todos sendo que nós povos indígenas nem somos ouvidos por eles é uma puta sacanagem esses caras mas depende de nós agora saber em quem votar e buscar nossos direitos!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here