Depois dos índios responderem

Depois dos índios responderem as perguntas dos alunos (qual é a religião de vocês, que vocês comem, vocês andam nus, qual língua vocês falam, o que a FUNAI faz por vocês…) Os mesmos índios entrevistaram os alunos:

Salmã sai com o gravador pela escola:

(Aluna) Eu acho interessante os índios vir aqui, aprender uns com a cultura dos outros, sem violência, respeitando a cultura de cada um. Sem preconceitos.

(Salmã) Você gosta mais do agito da cidade ou da tranquilidade da Natureza?

(Aluna) Eu acho melhor a tranquilidade, aqui na cidade é muito barulho, muita confusão, muita poluição. Eu acho legal vocês estarem mostrando o artesanato, porque é uma forma de mostrar sua cultura, também vocês estão mostrando a raiz de agente, porque ao final tudo mundo tem sangue de índio.

(Kayani) Como é seu nome?

Yolanda.

(K) Como você se sente trocando idéia com os índios?

Estou achando muito legal, curtindo muito, é muito interessante saber dos problemas que os índios passam e de alguma forma tentar ajudar.

(K) O que você acha de agente estar preservando nossas caças?

Eu acho triste e bom! Acho triste que vocês estejam tão sozinhos em isso de preservar, poucos são os que têm essa consciência, e bom porque vocês estão preservando.

(K) Você gostaria passar uns dias na Aldeia?

Adoraria.

(K) Como você vê nosso trabalho de vir aqui e palestrar com vocês?

È interessante. É legal, é bom para agente.

(K) O que você acha dos posseiros que estão ocupando nossa terra hoje?

Injustiça é uma característica de nosso país. Eu acho que eles deveriam entregar as terras pra vocês!

Airã – O que você acho do nosso encontro frente a frente com um índio?

Thiago – Eu achei interessante saber como se fazem os arcos e flechas, os machados, e tenho curiosidade de ter um conhecimento mais profundo de sua cultura.

Quem quiser pode ler também :

KARIRI-XOCÓ PARTILHAM SEU PRIMEIRO DIA NO ISBA.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here