Antigamente No período de São Jão nós fazia a nossa festa no nosso Ritual que é o nosso Toré. Com toda a Comunidade, Mas Hoje Em dia Os índios da aldeia Kariri-Xocó Preferem Passar Nove noites dançando forró Na cidade e Os, mas velho fica Triste com essa atitude dos Jovens Índios. A cidade de Porto real do colégio Fica menos de KL da aldeia então é muito perto da aldeia. Era muito, mas Fácil para nós se voltasse o que era antes, mas ta muito difícil de muda essa historia isso nos entristece muito os, mas Velho da Comunidade. O que, mas nus entristece é sabe que cada vez, mas os índios esta consumindo bebida alcoólica. Depois de Beber eles vão arruma briga não só com Branco, mas com os próprios parentes coisa que antes não acontecia mesmo a sim estamos Lutando e com a força de tupã vamos conseguir.Não Temos um trabalho para ocupar os jovens índios é por isso que eles começa a beber ,Estamos dando graça a deus que coisa pior não aconteça ,é por essas coisa que pedimos ajuda a nossa autoridades tribal que nós ajude com isso é por isso e outras coisa mas que cresce cada vez mas os casamentos de índios com Branco coisa que era difícil de acontecer . Eu espero que esses Jovens Pensem em seu futuro não só no seu futuro, mas no futuro da comunidade Que daqui pra frente eles é que vai ser Os índios da aldeia.

Ayra Índio da aldeia Kariri-Xocó

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vc falou tudo Ayra , tocou no ponto principal , auto estima , ocupação para juventude indígena dentro das aldeias. É necessário buscar projetos , para atuarem , informarem , abrir opções de sustentação , oficinas de artesanato , e assim se voltarem mais para o dia a dia da aldeia e seus problemas. Só o fato de vc perceber isso já é um grande passo , resta agora buscar alternativas , que tal universidades ou ongs que desejassem fazer algum tipo de trabalho com vcs ? è uma opção !!! Um abraço !!!

  2. Acredito mesmo que essa é a situação.

    Seria interessante entrevistar uns 10 jovens e perguntar a eles mesmos o que que eles querem…. Qual são as coisas que desejam….. Para todos juntos irmos atras de concretizar isso.

  3. Sebas,
    Ayrá

    Acho que a pesquisadora da UnB Alejandra, gostaria de estar junto entrevistando os jovens para o projeto da biblioteca indígena ( Unesco), voces não querem entrar em contato com ela?
    Logo que eu estiver de férias vamos sentar e ver esse projeto, e Kariri Xocó me parece ser um bom lugar para este começo, pois sei que há a Biblioca e também alguns jovens interessados em leitura.
    Concordo com Ayrá que a proximidade da cidade e a facilidade das bebidas alcóolicas são um perigo constante para os jovens e compreendo a tristeza dos velhos ao ver os jovens se afastando dos valores tribais.Em algumas aldeias, um grupo de teatro (Umutima)e de danças tradicionais (Pankararu) tem experiencias interessantes de trabalhos com a juventude, que seria bom conhecer! Um abraço a vc, a Nhenety e suas famílias!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here