As Comunidades indígenas já estão cansadas de tanto sofrerem, pois a lei não estar ao seu favor.
É uma vergonha para as autoridades do nosso Brasil, mesmo sabendo que a terra nos pertence, mas mesmo assim eles querem arrancar a nossa mãe terra de nossas mãos, e isso não pode acontecer. No período de 1982 a 2006 nós Pataxó Hãhãhãe já perdemos mais de 16 lideranças, isso em busca do nosso território que está nas mãos de fazendeiros.
Nós índios do Brasil inteiro temos que mostrar que somos fortes e unidos, e que mesmo que a justiça não esteja do nosso lado, nós indígenas vamos conseguir o que queremos, e o que nós queremos é a nossa mãe terra, para que possamos viver do nosso próprio trabalho com liberdade e harmonia com a natureza, pois isso faz parte da nossa convivência, e com a força maior do nosso Pai Tupã conseguiremos ultrapassar todas as barreiras, essa justiça sim estar do nosso lado.
A justiça brasileira com toda certeza que as terras nos pertence, não querem enxergar, estar se fingindo de cego, essa é verdade.
Só queremos deixar bem claro que nós índios não queremos nada que não é nosso só queremos a terra em nossas mãos, por que ela sim nos pertence.Mas sendo nós os donos da terra, mesmo assim somos chamados de ladrões, e isso nós não somos, somos índios humildes, mas porém honrados.
Na verdade nós índios que deveríamos marcar o tamanho do território para os não índios, mas infelizmente é ao contrario. Já que existe a lei, que ela cumpra com a sua obrigação, e trabalhe com dignidade e respeite a sociedade indígena, e que a lei pelo menos enxergue que os verdadeiros donos da terra não precisa estar brigando por uma coisa que já é sua. E que exista lei para todos com igualdade.

ITOHÃ PATAXÓ (EDMAR)

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Itoha,
    É isso ai, é a mais pura verdade.
    O “Brasil” era só de Indios… E hoje os invasores não querem deixar nen um pouquinho!
    Proponho que voce mande esta carta a todos seus contatos e peça para que circule esta e todas as outras que estão no site. Temos que somar forças para divulgar esta ridicula e injusta realidade.
    Por favor, mantenhanos sempre informados! Grato, Sebas

  2. aprofundar essas questões indígenas se faz mais que urgente,claro que a propriedade da terra precisa ser legitimada a lei está aí falta seriedade no seu cumprimento.isso hoje passa por movimentos populares forças sindicais que possam juntos fortalecer as comunidades indígenas no que se refere a políticas públicas voltadas para as questões indigenas assim como as que dispõem os afrodescendentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here