Miutos indios que se forma o segundo grau não tem como pegar um emprego na aldeia geralmente é muito dificio,ai saimos da aldeia para coseguir emprego em outro lugar.
muito deles se dão bem,consegue emprego de professor garçon e etc.
ai com esses umildes emprego eles pagam uma facudade para conseguir ume emprego
melhor,ai depois de alguns anos eles se aposenta nesse emprego e volta para aldeia
mas tem alguns que vão e não se emprega,eles não tem onde ficar morando chega até
passa nessecidade,ai começa usar drogas se juntar com bandidos e sim vão esquecendo suas cultura e tradição,e também vai ter que ir para cadeia eu fico
muito indignado com isso,mas eu tenho muita fé em Deus e sei que as coisas vão
melhorar

JOSÉ LUIZ

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Esse texto é a mais pura verdade, mas não podemos aceitar como uma realidade imutável, ou seja, mesmo sendo dificil e cruel, essa realidade pode e tem que mudar.
    Precisamos nos reunir, nos organizar e buscar força na coletividade e acreditar que um futuro melhor pode ser construido e muitas vitórias ja foram alcançadas no passado em muitos lugares, onde povos se organizaram e reivisndicaram seus direitos. Parece utopia, ou mesmo poetico, mas se deixarmos de acreditar num futuro melhor, ou deixarmos de sonhar, seremos reduzidos a nada. O sonho gera força e suscita coragem ancestral para estarmos de pe e, se tivermos que morrer, que seja lutando pelo nossos sonhos e direitos de sermos cidadãos livres,com identidade e raizes próprias.Morrer é aceitar não ter direitos, é cruzar os braços e não lutar. Não estamos só, estamos com Tupã nhande ru.
    Um dia o mundo vai olhar para nós indígenas e vão ouvir o nosso grito.Esse é meu grande sonho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here