Nós índios Pankararu estamos indignados com a falta de respeito dos dirigentes da Funasa em relação à saúde indígena da nossa aldeia, pois nosso povo vem sofrendo muito com falta de medicamentos, aonde chegamos a passar até 4 meses a espera dos mesmos, isso quando ainda temos a sorte de recebe – los .Quando é um caso simples pode até esperar pois a maioria do nosso povo não tem condições de comprar esses remédios. Mas se for um caso mais grave e a família não puder comprar, com certeza o paciente irá morar no centro da aldeia onde fica localizado o cemitério da etnia.”
Pessoas hipertensas, como o caso da minha mãe, nunca recebem os medicamen-tos corretamente, quando recebem uns faltam outros, e assim a pressão arterial dela nunca fica controlada, pois tenho que leva – lá sempre ao o hospital às pressas por falta do medicamento. Não posso comprar o medicamento por ser um remédio controlado e só é vendido com a receita medica. Realmente essa espera é humilhante para todos nós, pois nada é feito para que isso mude. Fiz uma cirurgia dia 22/05/07 e até hoje espero o remédio, já cansei de esperar, pois sempre vou ao Pólo Base Pankararu e nada, só di-zem: “Estamos esperando a liberação de Recife, pois essa liberação é feita pela farma-cêutica e não temos culpa dessa demora, ainda não chegou, falta o seu e o da sua mãe”.
Até quando devemos esperar por essas pessoas que não estão nem aí com a saú-de do nosso povo?
Será a burocracia que atrapalha essa entrega de remédios ou a falta de interesse dos dirigentes da funasa?

Patrícia pankararu
patriciapankararu@paty.com.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem minha parenta, esse problema que Pankararu está passando, é uma preocupação nacional nós povos indigenas estamos totalmente por conta de Deus e a força encantada, enquanto os orgãos publicos, tem um regime de descepar os povos indigenas, dividir e promover co0nflitos internos nos povos indigenas para isso eles são bons.
    Muito bem minha parente, fale escreve desabafe, pois só assim seremos ouvidos e respeidados, por uma sociedade que ainda sonha com o exterminio dos povos indigenas no brasil.
    Força e não desista nunca, essa materia que vc escrevel só foi um passo de uma caminhada longa.

  2. Olá todos nos estamos preocupados com a situação da funasa pos agui em nossa aldeia estamos enfrentando varias dificuldades os funcionarios não tem dinheiro para comprarem o combustivel para por nos carros e o nosso povo estão passandouma situação de calamidade pelo que estamos vendo vai morrer muita gente do nosso povo porque eu fiquei sabendo que são os chefão de Brasiliaque não estão mandando o combustivel para o povo trabalhar e com tudo isto nos e quem estamos sofrendo so pareçe que e um esterminio marcado para os nossos povos.Temos que tomar providencia porque quem gosta de nos somos nós02/07/2007

  3. Parente pankararu,

    Concordo que este tema venha causando tanto mal estar, entre os povos indígenas não só de pankararu, mais de todos os povos indígenas do Brasil, posso afirmar que o controle social através dos conselhos locais e distritais de saúde indígena bem como o fórum de presidentes,vem incisivamente, cobrando da Funasa, a descentralização das compras de medicamentos, com relação a distribuíção nos polos base, depende do processo de aquisição, que demanda processos licitatório, em fim precisamos encontrar mecanismos para desburocratizar estes processos, por que quem tá doente não pode esperar, precisamos de medidas urgente da funasa, para minimizar o sofrimento de quem espera pela saúde.
    obrigado por denunciar, isto é fazer controle social.
    Conte com migo e com o conselho local de saúde pankararu.

  4. É isso aí colega, vamos denunciar os abusos que sofremos e principalmente vamos abrir a boca e expressar os nossos desejos, a nossa vontade… O trabalho tá bom ? Tá!!! mas… precisa melhorar!!!
    Parabéns pela matéria colega!!!!
    Abraços de Aram pankararu!!!

  5. estive aqui colega dando uma olhada na sua materia so posso te dizer que e deste tipo de ajuda que precisamos com bastante veracidade e segurança no que falamos pois precisamos gemer quando sentimos a dor .

  6. me muito bem parentes quando tudo era muito dificil na nossa aldeia.dificuldades continuarão,é preciso cobrar, lutar sim pelos nossos direitos.mais é preciso tambem aprendermos agradecer pelo bem recebido.28.07.07

  7. Patricia está de parabéns!
    pelo seu depoimento queremos isso
    que não calamos pra nada sempre temos que egirgir nossos direitos é muitas injustiças que vem fazendo com os |ìndios Pankararu¬¬

  8. olá parentes
    etou passando aqui para deixar uma simples palavrinha.
    NUNCA DESISTAM, DE NADA NE SE CALEM.!

  9. Olá parente….
    Posso dizer que toda dificuldade que nos indigenas estamos passando e de nos todos…..
    E portanto a luta tem que ser conjunta também……
    Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here