Indígenas Pataxó Hãhãhãe juntamente com a ONG Thydewas conseguiram fazer um livro de grande importância: INDIOS NA VISAO DOS INDIOS: PATAXO HAHAHAE. Vários membros da Comunidade Indígena Pataxó Hãhãhãe escreveram sua própria história.

Foram convidados indígenas de etnias diferentes: Pankararu (Pernambuco), Kariri-Xocó (Alagoas), Tupinambá de Olivença (Bahia) para o lançamento do novo livro da coleção INDIOS NA VISAO DOS INDIOS. Todos juntos participamos de várias palestras e entrevistas. Mantivemos um espaço dentro da Bienal do Livro da Bahia, onde conversamos com milhares de pessoas. Cada um contou sua história (cultura e tradição). Ações como essa, ajudam fortalecer nossas culturas e tradições, é um momento de comunhão entre as várias Nações Indígenas. Contar hoje nossa própria história é possibilitar a nós indígenas, o direito de comunicação, não só entre os Povos Indígenas, bem como, todas as culturas existentes.

Esperamos que as instituições governamentais, ou não-governamentais continuem nos apoiando em projetos de suma importância para nós Povos Originários (Povos Indígenas, Povos da Floresta). É preciso reparar o equívoco gerado pela intelectualidade “civilizada”, em detrimento aos ditos “poderosos”, que ainda conspiram contra nós.
Indígenas presentes no evento: Mayá Pataxó Hãhãhãe, Yaranawy Pataxó Hãhãhãe, Yonana Pataxó Hãhãhãe, Atia Pankararu, Aratykum Pankararu, Airá Kariri-Xocó, Nhenety kariri-xocó, Akanawã Pataxó Hãhãhãe (Cacique), e Yakuy Tupinambá de Olivença.

Aratykum pankararu aratykumpank@hotmail.com
Yakuy Tupinambá yakuy@indiosonline.org.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Aos amigos Pataxós Hã Hã Hãe, parabéns pelo livro que conta a história verdadeira dos índios do Nordeste, deste povo valente e resistente, fico muito feliz com o lançamento do livro e com a participação das lideranças Pankararu, Kariri-Xocó, Tupinambá de Olivença,apoiados pela Thidewa. Vocês que são professores de Cultura das suas etnias, Atiã, Nhenety, Maya, têm a missão de ajudar a desenvolver o pensamento e o sentimento de identidade dos jovens guerreiros, fortalecendo a luta e resistência de suas comunidades.Yakuy Tupinambá, com seus escritos fortes, é uma guerreira que muito admiro também. Um abraço meu a cada um de vocês!

  2. Parabenizo as comunidades indígenas e todas as iniciativas para resgate e total respeito da cultura deste povo maravilhoso. Gostaria de saber como poderia ajudar como voluntário em algum evento, eu moro no RJ, em Botafogo. e teria um imenso prazer de fazer parte de algum grupo indígena para colaborar nesta etapa de resgate cultural.

  3. eu acho fundamental esse tipo de iniciativa, não só porque leva ao conhecimento de uma classe de pessoas tão distantes da realidade indigena mas também porque ajuda no sentido de conhecimento da nossa cultura, o que é preciso fazer para o índio ter a visibilidade e o respeito que mereçe e ter o dialogo e a aproximação entre índios, eu vivo aquí no Rio de janeiro onde creio que haja mais ou menos uns 40 indios mas falta o contato, também tem o problemade pessoasque não são índios e se passam pelos mesmos para aproveitar uma situação de poder político, é verdade no Rio tá cheio de índio “branco”, você parente que tiver algo interessante sobre sua etnia entre em contato comigo através do meu imail:caradeindio@uol.com.br ou telefone 0..2133091959, pois estou com um projeto literário e pretendo repassar para todos essa iniciativa, tchau.

  4. SOU NATURAL DO MATO GROSSO DO SUL ATUALMENTE ESTOU MORANDO EM SANTA MARIA RS GOSTARIA DE SABER, OQUE PRESISAMOS PARA DIVULGA A NOSSA ASSOCIAÇÃO/

  5. SOU NATURAL DO MATO GROSSO DO SUL ATUALMENTE ESTOU MORANDO EM SANTA MARIA RS GOSTARIA DE SABER, OQUE PRESISAMOS PARA DIVULGA A NOSSA ASSOCIAÇÃO/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here