No dia 24 de setembro de 2006 foi realizada uma passeta na Aldeia OLivença até Cururupe, está caminhada é feita a todos os anos que os
indios Tupinambás fazem uma homenagem aos seus parente indigena gerreiros que morreram na luta por defender direito da sua terra.
Então nós indigena de todas tribos unidos ajudamos nesta luta: Pataxó Hãhãhãe, Pankararu, kiriri da Bahia,Xucuru Kariri de Alagoas,Tupinambá da
Serra do Padeiro,Tumbalalá, além dos ongs: Cimi e Thydewas.
Além disso fizemos um protesto pela reivindicação da demacação do territorio do Tupinambá, também pela uma educação diferenciada mas de boa qualidade, saúde, direito, respeito como o nosso povo, por que somos
uma nação que são discriminada dentro da sociedade, mas a nossa intenção é querer tornar esta sociedae igualitaria sem preconceito com o outro irmão um respeitando um ao outro.
Apesar de todas dificuldade que nós vem passando nunca desitimos por que
somos um indio gerreiro.

Yonana Pataxó hahahae

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

27 COMENTÁRIOS

  1. Vamos em frente Yonana, os guerreiros de hoje lutam com outras armas: conhecimento, informação, diálogo, parcerias e principalmente união entre os parentes. Um graveto só se quebra fácil, mas um feixe de gravetos juntos, ninguém quebra!

  2. Dizemos a união feitos a força. Bravo para a mobilização, ter sido juntamente com outros tribos irmãos para este grande passeata no território do Tupinamba. E beleza pura para o vosso combate.. Cumprimento o cacique Jamopoty, Dona Zilda e os outros amigos indianos, respeito e abraço.

  3. Quando o homem branco tem a intenção de realizar seus intentos, ele se une a outros brancos, de outras terras, que falam outras línguas, que tem outros costumes; e vence. A força do pensamento, que rege toda a discórdia, é a de que os fins justificam os meios.
    Os Filhos da Terra, devem, unir-se e com sabedoria lutar, para que toda a beleza de seus costumes não desapareça, na fumaça negra da ganância.
    Deve de ser usada a superioridade de um verdadeiro, filho da Grande Mãe Terra, e mostrar que mesmo com todas as diversidades, ainda há força, para se resgatar toda a dignidade, que foi roubada de forma tão inescrupulosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here