156848.jpg

Edgar Rodrigues, no momento da invasão da sede da Funai, em protesto à sua exoneração

O caso aconteceu anteontem na cidade de Manaus capital amazonense. Onde a partir da exoneração do agora ex-administrador regional Edgar Rodrigues da Etnia Baré, indígenas de diversos povos protestaram sua saída. Isso porque o nome que saiu no Diário Oficial da União foi do novo coordenador, Pedro de Paula Ramos que por sinal não é indígena, fazendo com que o protesto fosse levantado até a sede da FUNAI.

A questão de colocar um representante indígena dentro da sede da FUNAI de Manaus nos leva até o ano de 2005, quando se obteve uma invasão na sede. Na ocasião o que se acontecia era oposto, a idéia era colocar o indígena na frente. Agora a FUNAI quer retroceder essa vitória conquistada com muito suor durante anos.

Confira um pouco mais na reportagem do Jornal A Critica de Manaus:

Elaíze Farias
Da equipe de A CRÍTICA

A coordenação regional da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Manaus, continua administrada por Edgar Rodrigues, exonerado do cargo na semana passada. É que o novo coordenador, Pedro de Paula Ramos, não chegou a tomar posse anteontem porque, aproximadamente, 20 indígenas invadiram a sede da Funai em protesto contra a substituição. Ontem, Pedro de Paula Ramos não foi à Funai. Edgar Rodrigues disse que, embora o nome de Ramos tenha sido publicado no Diário Oficial da União, o fato de não tomar posse ainda não legitimou sua nomeação.

Rodrigues disse que ontem à tarde aguardava uma manifestação da presidência da Funai, em Brasília, confirmando a presença de um representante do órgão para dialogar com os indígenas que não querem a indicação de Ramos. O ex-administrador (cujo cargo agora é coordenador), que é indígena da etnia baré e é funcionário de carreira da Funai, afirmou que não está insistindo em continuar no cargo, mas que é preciso dialogar com os indígenas para resolver o impasse.

Ontem à tarde, um manifesto divulgado por 34 lideranças das etnias mura e apurinã contestou a substituição da coordenação da Funai em Manaus. No texto, os indígenas afirmam que vão continuar “pacificamente na sede até a segunda decisão do presidente da Funai”. As lideranças defendem a permanência de um indígena na coordenação, um fato conquistado “à base de muita luta”. No documento, os indígenas dizem que “concordam com mudanças, desde que elas venham após amplo diálogo”. Eles também protestaram contra a demissão do chefe de posto da Funai, em Autazes, Hudson Henrique da Silva.

Edgar Rodrigues assumiu a administração da Funai no lugar do também indígena Pedro Garcia, hoje prefeito de São Gabriel da Cachoeira. Garcia tornou-se administrador da Funai após um período em que a regional de Manaus ficou apenas com administradores interinos, após a invasão do órgão ocorrida no início de 2005.

A assessoria de imprensa da Funai informou que a presidência vai enviar, ainda esta semana, um representante a Manaus para que se “estabeleça um diálogo com as lideranças indígenas”. Conforme a assessoria, o novo coordenador foi uma definição da presidência da Funai e é um cargo de confiança do presidente Márcio Meira. A assessoria esclareceu que Pedro de Paula Ramos vai permanecer na coordenação.

Fonte: www.acritica.com.br

Foto: Raphael Alves-08/02/10

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
Indígena do Povo Tukano. Natural de São Gabriel da Cachoeira- Amazonas- Brasil. Estudante de Biologia pela Universidade de Brasília- DF

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here