A política educacional do povo Pankararu, vem tomando uma dimensão ampla, nos últimos anos, em decorrência da integração com outros povos indígenas do Nordeste, e do Brasil bem como a sociedade envolvente.
A luta pelo respeito e resignação da nossa identidade, nos torna, mas firmes e resistentes em nossas ações, enquanto povo, e trabalhadores em educação comprometidos, com a causa indígena e educacional. Por isso, os professores Pankararu, abordando uma pedagogia onde a proposta, curricular é norteadora a partir das especificidades do povo Pankararu, onde hoje dia 28 de julho de 2006, estão socializando esse currículo, concretizando as atividades, ação e valores.
E o primeiro momento do Seminário que é hoje, está sendo muito importante, na historia da educação Pankararu, pois a parceria como Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Secretaria de Educação e Cultura de Pernambuco e a Gerencia Regional de Educação – Floresta/PE, foi efetivado a publicação do livro e do vídeo. Produzido por professores Pankararu, num período de estudo, pesquisa e ação, e os que fazem parte deste grupo étnico, estão felizes, e continuam nesta luta de formação continuada especifica, mostrando a todos e a todas, que não acreditam que os povos indígenas, não são capazes de caminhar, com suas próprias pernas.

Mas alem de todas as discussões pedagógicas, o Seminário teve seu monto de espiritualidade, que foi a abertura, com a participação dos Praias, que são a maior divindade depois de Santsé, do povo Pankararu. Esse foi o resumo do primeiro dia do Seminário, a onde deu para notar, que a educação indígena diferenciada, está avançando e adquirindo mas autonomia.

Antonio José dos Santos

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Este texto trás esperança e muita alegria. Entendo a educação como caminho para transformação social e acredito que só a educação diferenciada abrace de verdade esta tarefa, pois se enquadra a realidade de cada grupo étnico.
    É fantástico vê-los organizados, construindo juntos, aprofundando questões…
    Vcs são um exemplo de resistência, de luta, de esperança, de profissionalismo, de compromisso e de AMOR !
    Parabéns povo Pankararu!
    Acredito em vcs !
    Acredito na educação!
    Acredito na UNIÃO!
    Acredito na Luta!
    A AÇÃO de construir juntos é que nos faz caminhar!

    Obrigada por partilhar conosco momentos como este!
    Um grande abraço!

    A Luta Continua…

  2. o seminário dos povos indígegenas de pernambuco é um evento importante onde todos os povos participam na reevindicação dos direitos em uma politica de educação diferenciada.

  3. É muito gratificante para mim ter perticipado do seminário índigena aqui em recife, embora que no apoio técnico. Mas, mesmo assim foi um previlégio estar presente diante de tantas demostrações tão exprecivas como a de todos os povos, sinto-me como uma grávida preste a dar a-luz,pois,
    fui fécudado ao ver as reveedicações expreçadas no seminário,que já estou dando á luiz oas meus direitos e deveres que antes eram órbiscuros para mim.fiquei maravílhado com um povo que vem sofrendo oa longo dos tempos mas que não param de cantar.Como verdadeiros ´´Paulos e Silas que mesmo presos cantavam e com canticos poderam quebrar as cadeis,romperam portôes e tiveram á liberdade“ com força expreciva,gritos,emoções e lágrimas mudaremos esse País.Samos como pequenos grãos de arei num grande deserto, mas quando nos juntamos num só objetivo, nos formamos em grandes dunas de arei,que difício escalar. Juntos não seremos vencidos. aos irmãos e amigos Índios de todos os povos e oas pankararu. Clício Leite

    Recife 04/08/2006 grato á todos os povos

  4. É muito gratificante para mim ter perticipado do seminário índigena aqui em recife, embora que no apoio técnico. Mas, mesmo assim foi um previlégio estar presente diante de tantas demostrações tão exprecivas como a de todos os povos, sinto-me como uma grávida preste a dar a-luz,pois,
    fui fécudado ao ver as reveedicações expreçadas no seminário,que já estou dando á luiz oas meus direitos e deveres que antes eram órbiscuros para mim.fiquei maravílhado com um povo que vem sofrendo oa longo dos tempos mas que não param de cantar.Como verdadeiros ´´Paulos e Silas que mesmo presos cantavam e com canticos poderam quebrar as cadeis,romperam portôes e tiveram á liberdade“ com força expreciva,gritos,emoções e lágrimas mudaremos esse País.Samos como pequenos grãos de arei num grande deserto, mas quando nos juntamos num só objetivo, nos formamos em grandes dunas de arei,que difício escalar. Juntos não seremos vencidos. aos irmãos e amigos Índios de todos os povos e oas pankararu. Clício Leite

    Recife 04/08/2006 grato á todos os povos

  5. Fico muito feliz com a política educacional do povo Pankararu. Na Bahia , em Serra do Ramalho, estão os Pankaru. Eles não falam mais a língua de origem ( que segundo eles é a mesma dos Pankaruru)e estão lutando por uma escola indígena na tribo. Como trocar estas experiências pedagógicas tão ricas?Por favor, entre em contato. Um abraço. Valéria

  6. É muito bom saber que cada vez mais um número maior de pessoas indígenas e não indígenas têm se interessando pelo tema da educação.
    Sou aluna do curso de pedagogia e gostaria de receber mensagens sobre a questão da educação indígena mais especificamente a dos pankararú.
    Parabéns pela matéria!

  7. É muito bom saber que cada vez mais um número maior de pessoas indígenas e não indígenas têm se interessando pelo tema da educação.
    Sou aluna do curso de pedagogia e gostaria de receber mensagens sobre a questão da educação indígena mais especificamente a dos pankararú.
    Parabéns pela matéria!

  8. VCS PODERIAM ADICIONAR MAIS FOTOS DA NOSSA TRIBO PARA OS VISITANTES DO SITE PODEREM TER UMA BASE DO QUE É NOSSA ALDEIA,POIS TEM PESSOAS QUE QUEREM CONHECER MAIS NÃO TEM ENTENDIMENTO DA NOSSA CULTURA.
    UM GRADE ABRAÇO, SOU FILHA DE MARIA DE ENDINA DO SÍTIO CALDEIRÃO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here