Delegados para Etapa Regional, I CNPI-Bahia
Delegados para Etapa Regional, I CNPI-Bahia

O encontro aconteceu no dia 03 a 05 de julho de 2015, na aldeia Serra do Padeiro, no estado da Bahia. As lideranças Tupinambá participaram da III etapa local da I CNPI. Aonde o principal objetivo é elaboração das propostas que serão levadas para a etapa Regional, agendada para o próximo mês, onde será juntada com as propostas de outras etapas locais do Estado da Bahia, que posteriormente serão apresentadas na nacional, que vai acontecer no mês de Novembro do corrente ano.

 

No primeiro dia teve abertura com as boas vindas dada pelo o cacique Babau. No segundo dia pela manhã teve o ritual do Toré, Porancy, aonde as lideranças pediram permissão as divindades e ao nosso pai Tupã para abençoar a conferência. Em seguida teve a formação da mesa com os caciques Tupinambá, coordenada pela a liderança jovem Glicélia Tupinambá. Na fala dos caciques, apresentaram a importâncias das lideranças se juntar para avaliarem com firmeza as políticas do país voltada para os povos indígenas, aonde foram muito frisado a discriminação com a nação indígena. Foi lembrada pelos caciques, que nos últimos anos, 28 indígenas foram assassinados, e até o presente momento a justiça do país não colocou nenhum dos criminosos na cadeia. Em seguida, os lideres refletiram que o governo precisa lembrar e reconhecê-los que herdam culpas do passado de genocídio e homicídio contra ao povo indígena. “Essa é uma dívida histórica, e que precisa cuidar de nosso povo, basta os massacres cometidos contra ao povo indígena no passado e que na atualidade torna-se repetindo” Cacique Babau. Lembraram também que as comunidades indígenas é quem deve ser indenizadas e não os fazendeiros, que passaram o longo da história se beneficiando de nossas terras e que depois de ser tirados das terras, através das retomadas pelo os indígenas, querem ainda ser indenizados.

No terceiro dia teve apresentação das propostas, que foram construídas com base nos 6 eixos temáticos da I CNPI, nos trabalhos em grupos. Sendo discutidos as proposta na plenária aonde foram aprovado depois de uma leitura minuciosa e bem refletidos. Pelo o que agente tem acompanhado e notado as lideranças indígenas, tem construido em conjuntos com os parceiros, propostas que vem revolucionar a histórias dos povos indígenas no nosso país. No final da apresentação das propostas foram escolhidos os representantes delegados para participar da etapa regional. Tivemos também um momento muito importante para fazer um plantio de duas mudas de árvores, uma Pau Brasil e outra Baobá, doada por Joelson coordenador do assentamento Terra Avista- Arataca-Ba. Esse símbolo no final do encontro foram muito forte e importante representanto a resistência.

Todos os participantes ficaram muito felizes com a acolhida da comunidade de Serra do Padeiro. Faz presença durante toda a etapa: FUNAI, SESAI, CIMI, IFIBA, CETA, representante de Assentamento Terra Avista, todos com objetivos de ajudar na discussão. Um tema muito importante citado pelo cacique Babau é a importância de cuidarmos da Natureza, preservar o meio ambiente, por que é notório que os órgãos do governo responsável pelo meio ambiente não têm correspondido com a preservação do ecossistema, entretanto é preciso que agente continue insistindo para que as florestas, os animais silvestres, os rios não venha ser destruídos.

 

 

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here