O II Jogos Escolares Indígenas Pankararu, que este ano foram realizados nos dias 19 e 20 de Dezembro, nas aldeias Brejos dos Padres e Saco dos Barros, tiveram presentes cerca de duzentos e cinqüenta alunos e trinta professores das Escolas Indígenas Pankararu.
Os Jogos Escolares Indígenas Pankararu foram realizados pela COEP – Central de Organização das Escolas Pankararu e pelos alunos das escolas Pankararu.

Foram idealizados e coordenados pelo professor de Educação Física Diferenciada Pankararu Alexandre dos Santos, com a intenção de, através do esporte e as manifestações culturais do povo, preservar a cultura e valorizar a identidade étnica fortalecendo os jovens alunos Pankararu em suas tradições e ritos.Os jogos escolares tiveram modalidades esportivas tradicionais Pankararu como, 1) Luta dos Guerreiros Pankararu, 2) Bate Gancho, 3) Puxada do Cipó, 4) Arremesso de Lança e 5) Arco e Flecha, bem como as modalidades não tradicionais: Futebol de Campo, Futebol de Salão, Corrida de 100m e Corrida de 2.000m, todas as modalidades com exceção da Luta dos Guerreiros Pankararu e Bate Gancho, tiveram a participação de índias e índios.

No primeiro dia, dando inicio aos jogos, começamos com a corrida de 2.000m, corrida de 100m e todas as modalidades Tradicionais Pankararu, no segundo e ultimo dia do evento foram realizado, Futebol de Campo e de Salão. O objetivo dos jogos escolares, não foi de competir e sim de socialização, de partilhar. Todos os alunos das 13 escolas indígenas existentes no povo Pankararu, saíram premiados, com medalhas confeccionadas pelos nossos próprios artesãos Jeorge e Nozinho, assim conhecidos entre os índios Pankararu. As medalhas desse ano foram feitas de coco com detalhes de palha de oricuri, simbolizando os quatros terreiros tradicionais do povo Pankararu.
Para os jogos serem realizados tivemos o apoio de todos os professores indígenas Pankararu, do Deputado Estadual de Pernambuco Isaltino do Nascimento do PT e da GERE – Gerencia Regional de Educação do Sertão Semi Árido do São Francisco – Floresta – PE. Os jogos tiveram presentes convidados como Sebastian Gerlic presidente da ONG THYDEWA, Vera Rocha e Elenita Nakamura ambas da UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte e de Nilton Ambiental da Secretaria de Educação de Pernambuco.
Os Jogos Escolares Indígenas Pankararu foram encerrados como muita satisfação por parte de todos que estavam presentes. O professor Alexandre diz: “todos os objetivos foram alcançados, através da união de todos os participantes que deixaram de lado todas as rivalidades, existentes em jogos competitivos que são realizados pela sociedade capitalista que nos envolve, não dando importância aos critérios não indígenas para jogos e competições, e os alunos indígenas Pankararu, se juntaram formando em forma de união equipes, com outras escolas indígenas sem ser as que eles estudam, assim formando varias equipes Pankararu, e não equipe especifica de cada escola. E com isso inibiu a rivalidade entre as escolas indígenas Pankararu, causando um ambiente de paz e união entre todos que estavam presentes”.
O professor Alexandre também, se disponibiliza a estar repassando, a experiência dos Jogos Escolares Indígenas Pankararu, para que outros povos indígenas realizarem seus próprios jogos escolares, e que em um futuro próximo os povos indígenas estarem juntos realizando os Jogos Escolares Indígena Nacionais. Mais informações sobre Educação Física Diferenciada e Jogos Escolares Indígena Pankararu escrever para o e-mail alex@indiosonline.org.br.

João Paulo, Vagno Barros, Jailton Miguel, Raulive Lobo, Soraia Maria, Edivaneide Santos, Solange Monteiro.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Parabenizo os professores das escolas Pankararu pela iniciativa.

    Como incentivo a socialização destes alunos o espórte é realmente o caminho, aposto num pankararu diferente, humanizado com pessoas educadas e preparada para vida; o caminho sem duvida nenhuma é este, continuem assim, com iniciativas de inclusão social e de valorização pessoal, as escolas pankararu tem mostrado que estão abertos para inovar e fazer de pankararu uma sociedade diferente.

    parabens

    beijos para todos

    Carmem Andrade

  2. Alexandre, Tem muitas aldeias indigenas por ai que estao contratando professores de educação fisica não índios… Tenho vergonha disso estar acontecendo… Gostaria que voce estudase formas de estar incentivando para que outras nações possam estar vivendo a educação fisica diferenciada… Os Pataxo-hahahae por exemplo acabaram de contrar um professor branco… Gostaria voce promovesse esse debate com todos seus parentes!
    Parabens pelo trabalho, Sebas

  3. Parabenizo o empenho pankararu para a realização dos jogos de 2005.
    Infelizmente não pudemos ( eu e a equipe de pesquisa sobre educação física na educação escolar indígena da UPE) estar presentes, mas esperamos que 2006 possa estreitar nossos contatos.

    Um grande abraço!

    Vânia Fialho

  4. não sou formado em educação fisica mas sou mais um brasileiro que luta tenho como meus irmãos e mestres o povo indigena e os negros , não sou indigena mas também não sou branco acho que se deve se analizar toda forma de ajuda dos irmãos sou morador de periferia e também mais um resistente…

  5. Antes de mais nada quero parabelizar os professores da Escola por essa iniciativa. Me alegro muito como professor de educaçao física.
    Gostaria tambem de pedir mais informaçoes sobre os jogos indigenas. Estou fazendo um doutorado na cidade de Salamanca – España sobre a historia da Educaçao física do estado do amazonas… Precisamente sobre a cidade de Manaus. Mas tudo que tiver de informaçoes sobre jogos indigenas antes de voltar pro Brasil, melhor.
    No momento um forte abraço!
    e continu com esse brilhante trabalho:
    Cleves Pires

  6. gostaria muito de poder trabalhar nesta area se vcs podecem me forneceralguns materiais ficarei muito grato sou estudante em Educação Física como posso trabalhar com os indíos dentrode minha área não tenho conhecimento de alguem que tenha feito este trabalho

  7. Não dêem importância aos comentários de baixo nível. São de uma grosseiria e ignorância que faz pena! Vocês são lindos, inteligentes e têm muito o que ensinar a esse bando de bichos urbanos caóticos, ingorantes das coisas mais valiosas que podem haver no planeta e dentro de um ser humano!
    Um grande abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here