PREZADOS PARENTES e demais interessados,

Este ano de 2009, estamos em plena discussão sobre educação escolar indígena. O tema é relevante e merece atenção de todos nós: pais, alunos, lideranças, comunidade, ONGs, Universidades e governo que está organizando (e financiando!) as discussões – MEC /SECAD – e parceiros FUNAI, CONSED, UNDIME, CNNEEI e CNE.

Estamos convidados a participar das discussões que serão realizadas em forma de CONFERÊNCIAS, ou seja, estamos convidados a dialogar coletivamente sobre a educação escolar indígena para apresentarmos nossos anseios, nossas idéias, nossas propostas para melhorar a educação escolar em nossas comunidades e, ao mesmo tempo, fortalecer ou criar políticas públicas que contribuam efetivamente com nossos projetos de futuro, nossa autonomia e cidadania.

As conferências estão organizadas para acontecer em três momentos diferentes, sendo o primeiro momento nas comunidades educativas, que são as próprias comunidades.

A proposta é refletir sobre as seguintes questões:

a)Por que queremos a escola?

b) O que conquistamos?

c) O que fazer para avançar na educação escolar que queremos?

Todas as orientações constam com maiores detalhes no documento de referência da I Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena. O segundo momento são as Conferências Regionais e o terceiro momento a Conferência Nacional. De 9 a 13 de março (em Salvador) estará acontecendo a Conferência Regional Nordeste I, dos povos indígenas de Alagoas, Sergipe e Bahia, na qual serão escolhidos os delegados para a nacional, a ser realizada em setembro, em Brasília.

Maria Pankararu – FUNAI/CNE

Para maiores informações clique aqui

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É isso aí parente… vamos todos de mãos dadas fazendo uma corrente de força para discutir sobre a Educação Indigena, pois mais do que nunca está na hora de decisão.
    Abraços.

    Akanawan Baênã

  2. venho aqui deixar meus sinceros elogios a comição organizadora .
    mas tambem venho aqui mostrar a profunda indignação do povo tupinambá pois nossas vagas para essa conferencia foi lesada .
    1ª acho eu que quem tem que discultir assuntos correspondentes a nossa educação são as pessoas que vivem a base e não indigenas que vivem na cidade e não sabe de nada que se acontece na aldeia .
    2ªacho eu tambem que, a funai não tem que dizer quem vai ou não pra conferencia.
    3ªos pais de alunos os professores e as verdadeiras lideranças do povo tupinambá de Olivença em fim a comunidade, não concorda a forma que foi feita a escolha dos delegados.

    obs: o povo tupinambá hoje encontra-se despedaçado com uma divisão interna muito grande estamos com 10 caciques cada um desses com menor numero de essoas em seus cacicados onde ainda exis uma cacique a primeira que tem maioria de familias na aldeia , ela coordena 22 duas comunidades .
    a FUNAI foi muito infeliz quando resouvel dividir as vagas por cacique .
    onde sabemos que existe caciques que nunca estiveram nem ai pra educação indigena .
    acho que para discultir politicas publicas para nossa educação tem que ter pessoas que realmente vivem a base e que para tirar os delegados seja feita a escolha democraticamente !!!

    estamos muito indignados .
    a administração da FUNAI de Ilheus tem um setor de educação que só esta servindo para isso para dividir nosso povo a cada dia .
    acho eu que a função da FUNAI na educação é buscar junto ao povo melhorias e não a piora a cada dia!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here