I SEMINÁRIO DAS MULHERES INDIGENAS SOBRE A LEI MARIA DA PENHA

4 25

Esta acontecendo na Aldeia Bahetá pela primeira vez o I Encontro de Mulheres Indígenas para Debater sobre a Lei Maria da Penha.

O Encontro começou no dia 26 e termina no dia 28 do mês de novembro do corrente ano. Esse evento conta com a presença de Daniela da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da Republica, Karina da Funai, Jovanildo Vieira dos Santos Coordenador Técnico Local de Itororó das Aldeias Bahetá e Panelão, Josiane Santana representante da Secretaria de Educação.
As Mulheres Indígenas estão focando a Lei Maria da Penha como ferramenta para buscar seus direitos e torná – lo autentico e respeitado, no primeiro dia foi feito o credenciamento e recepção dos visitantes, logo em seguida o Cacique Akanawan Baênã Hã Hã Hãe tornou oficial o Seminário dando as boa vindas falando da relevância do encontro para as mulheres indígenas da Aldeia Bahetá. Em seguida Dona Maura parabenizou todas as pessoas que acreditaram na realização do evento. As mulheres indígenas consideradas guerreiras pelo Povo Pataxó Hã Hã Hãe se apresentaram falando das expectativas e desafios a serem sanados ao final desse encontro. Depois o Grupo Tyhi Xohã fizeram uma apresentação cultural de boas vindas ao Seminário.

4 comentários

  1. Gostaria de agradecer a presença de todos que compareceram e colaboraram de forma direta e indiretamente pela importância desse grande evento.
    Parabenizo a todos que se engajaram com propostas, idéias que muito contribuirão para que todas as reivindicações sejam colocadas em prática.
    Vale ressaltar também a participação voluntária da servidora da FUNAI a senhorita Priscila, a sra. Maria Pankararu, o companheiro Sebastian, a professora mestre Nelma Pimenta, Vossa Excelência- Prefeito de Itaju do Colônia, Padre, a sra. Juçara da Sec. de Assistência Social e demais participantes índios e não-índios.
    Esse encontro foi graças ao patrocínio da FUNAI, Prefeitura Municipal de Itaju do Colônia e Ong Índios On-Line.
    Registro aqui o meu grande abraço aos meus parentes índios e não-índios.

  2. Quero demonstrar o imenso prazer em conviver com todas as pessoas desse encontro.
    Tenham a certeza de que aprendi muito.
    E, o maior legado que vocês, indígenas, ensinaram-me foi que apesar de todos os sofrimentos, nunca devemos desistir do que acreditamos e que a luta não morre jamais para aqueles que acreditam.
    Muitos de vocês tiveram parentes assassinados,ainda hoje são discriminados, maltratados, massacrados, mas não perderam o fôlego da luta justa, e, com certeza, um dia, a vitória de vocês chegará.
    Contem comigo para o que precisarem e dentro dos meus conhecimentos e possibilidades.
    Desistir e recuar jamais!
    A luta ainda há de continuar! E, certamente, estarei com vocês!
    Abraços fraternos a todos participantes desse rico, valioso e enriquecedor encontro.
    Nelma Pimenta.

  3. Não presensiei o fato, mais tenho certeza que é um bom começo para a igualdade social entre homens e mulheres, e que seja de conhecimento de todos que elas têm o seu espaço na sociedade.
    MUITOOO BOM!

Partilhe um comentário