rio Panelão

 

 

A nossa luta maior nos dias de hoje é zelar da Mãe Natureza.

 Zelar da Mãe Natureza é uma prova de amor com o próximo.

 

 Um dia um fazendeiro empolgado me fez uma pergunta irônica:

-“Você sabia que uma pastaria, uma cerca de arame dá muito trabalho fazer?o que vocês  índios estão fazendo é destruindo o que nós fazendeiro fizemos com muito trabalho, deixando as pastaria se transformar em capoeira…”

 

No momento não tive uma resposta objetiva, foi quando Sebastian Gerlic (presidente da Thydewá) respondeu ao fazendeiro:

– “Olha velho, o que é importante para o índio é a natureza, é as matas que vocês destruíram. De onde eles encontram uma variedade de animais silvestre e plantas que lhe servem de alimentos e remédios. E para os índios não existe divisão de terras, por isso eles não dão tanta importância para as cercas. O índio gosta de comer um tatu, uma paca, um peixe… e as sua pastaria não oferecem isso para os índios.”

 

Essa capoeira é o começo de uma mata e para os potentes nós índios somos considerados um empecilho nos seus planos ganancioso, já que os mesmos nos roubaram a nossa terra. Porque o índio e a natureza estão ligados harmonicamente. Ainda bem que atualmente têm muitas pessoas que  busca preservar e recuperar as matas que foram destruídas. A verdadeira sabedoria está em uma vida simples, “o que adianta o homem ganhar o mundo e perder a sua alma.” A ganância pela a riqueza, pelos bens materiais, pelo falso poder de domínio sobre o outro é que tem levado ao AQUECIMENTO GLOBAL, que tanto a mídia tem divulgado. O índio de espírito não prejudica a estrutura da Natureza. Será que as futuras gerações terão orgulho dos que tem contribuído para a poluição dos rios, para os desmatamentos, para o aquecimento global? Seja diretamente ou indiretamente.

 

Se acredita que a nossa matéria tem um espírito ( Alma), ajude a reconstruir essa nossa terra. Se acredita que depois da morte vai para o CÉU, dê exemplo do seu comportamento aqui na terra. Vamos zelar da nossa natureza, vamos zelar dos nossos rios, vamos fazer nascer o espírito de amor dentro de nosso ser.  Há esperança, ainda nasce crianças, as sementes ainda germina, os pássaros ainda canta, o sol ainda nasce  e a chuva ainda cai. O que precisamos fazer? Se não Pedir ajuda a Deus para nos fortalecer.  As pessoas penderiam pedir perdão a Deus plantando uma mudada de arvores, que tal!

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here