No dia 06 de novembro de 2006, nós Pataxó hãhãhãe, os pai dos alunos, liderança, caciques, que fizeram um manifesto na cidade de Salvador, no setor de Educação no (MEC), com objetivo de reivindicar o pagamento dos professores, e da empresa de ônibus que traz os alunos para colégio da Aldeia Caramuru, até a cidade de Pau Brasil para estudar. Além o Estado o esta atrasado o pagamento dos índios há meses, o dono da empresa diz: se não pagar a divida não vai mas funcionar, e nós alunos fiara com grande prejuízo, para nós é grande injustiça que estão fazendo com nós.

Mesmo assim estamos lutando pela melhoria dos estudos dos nossos filhos, queremos dizer a estas pessoas qui temos direitos igual a eles, ninguém é melhor do que o outro.O que estamos fazendo é lutando pelo nossos diretos como todos tem.

Yonana pataxó

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Acho interessante e muito rico saber sobre a cultura indígena, conhecer um pouco do índio já é importante, afinal nós brasileiros fazemos parte desse cultura, pois somos integrantes dessa etnia.
    P.S. Gostaria de receber e-mail atualizado sobre índio e cultura, também sobre o desenvolvimento da atividade turística nas tribos existentes na Bahia.
    Obrigada!
    Ionara Muricy
    Estudante de Turismo / Salvador – Ba

  2. Yonana,
    Qual a resposta que vcs receberam da secretaria de educação do município sobre o pagamento do transporte escolar?
    Quando a questão vai se resolver?

  3. Ocupar espaços, se fazer presente, aprender com os erros, não desistir jamais!!!!

    A luta fica mais suave pq sei que vcs existem e caminham comigo!

    Um abraço bem apretado!

  4. EU COMO INDIA ESTOU MUITO FELIZ COM EVOLUÇÃO DO MEU POVO ESPERO QUE CONTINUE ASSIM SEMPRE LUTANO PELOS OS NOSSOS DIREITO,E SÓ IRREMOS EVOLUIR CADA DIA MAIS, QUE TUPÃ NOS AJUDE,ATÉ FORÇA PARA LUTA SEMPRE.SOMOS GUERREIROS.

  5. eu estou muito feliz por evolução do nosso parente .
    pois assim sempre lutamos pelos nosso direito.
    quetupã nos ajude,e nossos de força para luta como nos aldeia.
    gilmara tupinambá de olivença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here