Nosso Povo procura uma resposta , mas só continua as interrogações diante das graves situações vividas , devido a falta de atendimento à saúde indígena  entre eles o fechamento do Polo Base  no mês de dezembro 2010 ficando todos  desesperados a mercê da sorte . As demissões dos Agentes de saúde e a falta de médicos fortalecendo o agravo  de doenças  e aumento de mortalidade . Bem como a retirada  dos transportes à assistência  do Povo . Vejo que  os maltratos e prejuízos dessa transição  não justifica dizer meramente :  A FUNASA ACABOU!!!

As lutas pela garantia dos nossos  direitos são para melhorias. Entendo  que nossos representantes bem como o próprio órgão deve , respeito e esclarecimento  para nós POVO INDÍGENA PANKARARU, referente  a essa transição de secretaria e da Fundação  Nacional de Saúde ( FUNASA)

Há  anos esperamos uma reunião aberta ao Povo , e até então só acontece com portas fechadas  aos funcionários.

QUEREMOS PARTICIPAR!

Mas não estamos ouvindo a voz dos conselheiros , tanto locais como distritais , das lideranças e  do movimento indígena.

PATRÍCIA PANKARARU

PROFESSORA INDÍGENA PANKARARU!

E-mail: patricia.indiosonline@gmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Realmente, a FUNASA acabou.
    Não é só o povo Pankararu que sofre com o descaso da FUNASA com a saúde dos indígenas. Nós Potiguara também sofremos.
    Mesmo nós, ainda, tendo um posto de saúde. Não temos devida atenção a nossa saúde. É tudo muito demorado e dificultado pelos responsáveis pela FUNASA na nossa área.

    Isto é um ABSURDO!!! Nós INDÍGENAS merecemos mais ATENÇÃO E RESPEITO.

  2. Meus parentes não se abata com esta situação, no meu ponto de vista, tudo neste mundo há uma solução mais esta inciativa parte do próprio povos indígenas, se as comunidade indígenas continuar aceitando todos os erros dos órgão seja qualquer deles vão continuar sofrendo pelo resto da vida, o que precisa fazer; é organizar o seus trabalho, e começarem a fazer a sua metodologia de trabalho, se os órgão constrói o seu cronograma os índios também precisa fazer o seus, o índios precisa por no papel como quer a assistência da saúde do seu modo, e ver os casos que precisa ser mais trabalhado, colete todas as demanda da aldeia e leve para Funasa, mais este trabalho precisa da colaboração de todos os membros da aldeia, lembre-se uma luta só surte efeito quando se tem um movimento.
    um abraço.

  3. Galera ate onde foi passado para nós, agora quem vai cuidar da questão da saúde de nós povos indígenas é a SESAI e a FUNASA vai tomar conta da questão do saneamento nas aldeias!
    “A Secretaria Especial de Saúde Indígena – SESAI – área do Ministério da Saúde criada para coordenar e executar o processo de gestão do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena em todo Território Nacional. A Sesai tem como missão principal a proteção, a promoção e a recuperação da saúde dos povos indígenas e exercer a gestão de saúde indígena, bem como orientar o desenvolvimento das ações de atenção integral à saúde indígena e de educação em saúde segundo as peculiaridades, o perfil epidemiológico e a condição sanitária de cada Distrito Sanitário Especial Indígena – DSEI, em consonância com as políticas e programas do Sistema Único de Saúde – SUS.

    Cabe a Sesai coordenar e avaliar as ações de atenção à saúde no âmbito do Subsistema de Saúde Indígena; promoção, articulação e a integração com os setores governamentais e não governamentais que possuam interface com a atenção à saúde indígena. É responsabilidade da Secretaria também identificar, organizar e disseminar conhecimentos referentes à saúde indígena e estabelecer diretrizes e critérios para o planejamento, execução, monitoramento e avaliação das ações de saneamento ambiental e de edificações nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas.

    Em relação ao controle social e responsabilidade da Sesai a promoção, o fortalecimento e apoio o exercício pleno do controle social no Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, por meio de suas unidades organizacionais.

    Em sua estrutura administrativa a Secretaria conta com dois Departamentos: Departamento de Gestão da Saúde Indígena e Departamento de Atenção à Saúde Indígena.”

    Fonte: http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/area.cfm?id_area=1708

    Vamos ficar atento quanto isso, buscando o melhor para nosso povo.

  4. Realmente esta realidade de dificuldade, não só de entendimento, mas também de recursos, financeiros e humanos está se propagando, não só pelo nordeste, mas também pelo Sul e Sudeste e as etnias kaingang, Guarani, Xokleng e Charrua, estão se sentindo prejudicadas, não somente pela falta de informação mas, também, pela falta de repasse para dar continuidade aos serviços, que hoje são prestados por uma ONG. Essa ultima parcela deveria ser repassada pela Funasa que se diz não ter mais haver coma saúde indígena…quem será que vai pagar por isso?Com certeza o indígena, novamente!Esperamos que a Sesai assuma de uma vez suas responsabilidades e que estas se tornem bem definidas para o nosso povo!Um abraço solidário a todos!

  5. ñ nos conhecemos, mas qndo se trata de saude indigena é comentario p ninguem botar defeito,é precariedade mesmo.por isso temos q lutar unidos pelo nosso direito só assim conseguiremos o nosso objetivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here