Prezados irmãos Indiosonline, depois de nove noites de novenas em louvor a nossa mãe Nossa Senhora da Saúde, padroeira da cidade de Tacaratu-PE ; Voltamos a falar sobre a abertura da festa e acolhida dos devotos que foi pregada por mim Miguel Pankararu.
Amados irmãos Pankararu, hoje dia 24 de janeiro de 2008, estamos aqui no Santuário de nossa mãe Nossa Senhora da Saúde, para juntos poder-mos vivenciá-los mais uma noite de novena e ao mesmo tempo, queremos pedir-te, oh mãe que nos cubram com sua benção de saúde e de paz para todos nos indígenas, primeiros habitantes desta terra.
Chega oh mãe! De tanta aberração pela opressão, omissão, preconceito e varias injustiças por parte dos nossos governantes e da sociedade brasileira, que após 500 anos de luta e resistências nos mostram que quase nada mudou neste país a não ser dar continuidade o regime da ditadura e do militarismo.
Por todo tempo os costumes capitalista das grandes potencias brasileira e mundial vem prejudicando pela degradação da biodiversidade, das nascentes de águas, fauna e a flora; Porem mesmo que a constituição Federal e a convenção 169 da O I T garantam os nossos direitos a proteção ambiental, nossa forma de vida e o nosso saber tradicional que é dado por Deus; Os governantes, os mesmos manhosos escolhidos por nós, para nos representar, preferem ferir as Leis se apropriando e explorando a nossa mãe natureza, sem se importar com o extermínio dos patrimônios naturais, a biodiversidade e a crise do mundo natural.
Preferem perder a ética pelo respeito e avançarem no poder e no capital do que ir contra aos seus prós pios interesses burgueses que os mantem empoderados. Já não bastou a exploração da hidroelétrica de Itaparica, que desfez tamanha perfeição, sangrando ainda nossos corações. Por que era lá o nosso espaço sagrado de resistência, fonte de inspiração com a nossa mãe natureza.
Ainda assim lutando, estamos vivenciando historias de sofrimento e ameaça por nossos governantes que se encontram paralisado diante do nosso grito a não transposição do Rio São Francisco, por que os patrimônios do nosso território estão à mercê de setores políticos e econômicos contrários do nosso projeto de vida.
Por estes e outros motivos viemos até vós oh mãe Nossa Senhora da Saúde para pedir coragem, força e fé e não esquecendo de lembrar de tantos irmãos Pankararu que já tombaram,partindo desta vida para outra eternidade. Lembrai-vos dos irmãos que são descriminados por não terem condições de permanecerem em sua terra natal e por todos os irmãos que estão sofrendo e morrendo nos leitos dos hospitais públicos a espera de um milagre.
Bem vindos todos os irmãos indígenas Pankararu, nossa Senhora da Saúde te esperam, toquem suas gaitas em balance seus maracás, respirem fundo aqui não se usam a inveja, a maldade a mentira e nem as injustiças sociais. Sintam-se como se estivessem nas suas própias casas. F I M.

Com este apelo espero chamar atenção de todos os irmãos indígenas para, tomarem consciência de que este ano político antes de escolher o dito cujo para nos representar necessitarmos pensar e repensar em quem vamos colocar no poder para nos mentirem, enganarem e roubarem nossos direitos mais uma vez.
Abraço a todos de Miguel Pankararu

miguelpankararu@hotmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Caro Miguel fico muito triste em ver um indio, com plenos conhecimentos naturais e forças tradicionais, tendo como base espiritual uma imagem da igraja catolica, e tambem sitar varios orgãos governamentais como opressores, e esquecel que ao longo dos tempos quem mais contribuio com a desimação dos povos indigenas no Brasil foi a igraja catolica.
    E realmente do fundo do coração, vejo que a igraja catolica foi suberana em sua erarquia, que presencio um indio ives de valorizar suas foraçã tradicionais e culturais, chama uma santa de mãe. Kd seu povo tem seus proprios Deuses? Ou vc não si importa pra eles?
    Meu caro amigo vc escreve muito bem, e é um grande sabedor das leis e diretrizes, agora vc precisa saber um pouco mais da historia dos povos indigenas do Brasil.
    Não leve a mal só foi um toque, pois eu estudo muito os povos indigenas, e tenho os indios on-line como base de minhas pesquisas.

  2. Olá, Miguel

    Td bem com vc?

    Olha, quero te dizer q está de parabéns por ter tido coragem e iniciativa de escrever o que pensa e o que sente!
    Para mim, que acredito na libertação das pessoas através da capacidade de colocar o pensamento no papel, seu texto está maravilhoso! Nele existe dor, luta, garra, fé, verdade!

    Não, vc não tem culpa de terem invadido este país ha 508 anos e de terem esmagado a sua cultura!
    Por isso vc se agarrou na fé que te apresentaram e isso não é um mal em si, desde que vc não esqueça jamais de suas raízes e da necessidade que existe em GRITAR ao mundo que vcs existem e que, graças a Deus, ainda existe uma cultura própria!
    Este site, pelo que entendo, é um espaço de divulgação da cultura indígena e a Nossa Senhora, não faz parte das raízes dessa cultura …masss…faz parte de sua religiosidade e aí fica complicado demais dizer a vc para não colocar no papel o seu sentimento, pq vc é vítima de toda opressão e se criou nesta opressão!

    Por outro lado gostaria de deixar claro que pensamentos como os do João Amadeu, não nos fazem crescer!
    Perdoe-me João Amadeu, mas é minha opinião!
    Sabe João , eu concordo plenamente com vc …massss…tem um grande porém:
    Nem tudo que reluz é ouro e nem todo católico não presta e nem tudo que vem da Europa não vale nada.
    O Vaticano, que manda na Igreja Católica, não presta, não vale nada mesmo! Nem sei pra q existe aquilo!
    Mas o “Homem” que viveu aqui e foi crucificado não criou Igreja alguma e Ele tinha uma Mãe, que não era só Mãe dele mas que tbm lutava por organização social e libertação daquele povo!
    Este Homem, morreu numa cruz, que era punição para crimes políticos… pq tentou organizar o povo contra o poder da época, que escravizava , oprimia, marginalizava…tal qual, acontece hoje! Nem ELE e nem a mãe dele, oprimiram o povo ou disseram para esmagar a cultura de alguém! Mas até hoje assim faz a Igreja Católica Apostólica Romana!
    Digo tudo isso a vc, de forma bem confortável pq sou católica e tenho HORROR ao Vaticano e a opressão que 99% dos setores da Igreja fazem!
    Mas….. tbm digo a vc que existem uns poucos que são católicos, são Igreja e, assim como eu, não concordam com essa matança anti cristã, feita pelas Igrejas…por todas as Igrejas…não só a católica!
    Em minha opinião, só ha um jeito de vcs começarem uma luta séria contra a falta de respeito a cultura indígena, que é a politização…sem politização…e sem UNIÃO entre os povos…vcs não se LIBERTARÃO!

    Não sei se o site permite mas gostaria de deixar aqui um texto de um “Pai Nosso Revolucionário” que mostra só um pouquinho de como, pessoas que acreditam em Jesus e Maria…os de Nazaré e não os do Vaticano…realmente pensam:

    Um grande abraço a vc Miguel e tbm a vc João Amadeu
    Fiquem com o texto que foi escrito por um padre católico!

    Pai Nosso, dos pobres marginalizados,
    Pai Nosso, dos mártires, dos torturados.
    Teu nome é santificado, naqueles que morrem
    Defendendo a vida.
    Teu nome é glorificado
    Quando a justiça é nossa medida.
    Teu reino é de liberdade,
    De fraternidade, paz e comunhão.
    Maldita toda violência que devora a vida pela repressão.
    Queremos fazer Tua vontade, és o verdadeiro
    Deus libertador.
    Não vamos seguir as doutrinas corrompidas pelo
    Poder opressor.
    Pedimos-te o pão da vida, o pão da segurança,
    O pão das multidões.
    O pão que traz a humanidade, que constrói o homem,
    Em vez de canhões.
    Perdoa-nos quando por medo ficamos calados
    Diante da morte.
    Perdoa e destrói os reinos em que a corrupção
    É a lei mais forte.
    Protege-nos da crueldade, do Esquadrão da Morte,
    Dos prevalecidos.
    Pai Nosso Revolucionário, parceiro dos pobres,

    Deus dos Oprimidos.

  3. Esta matéria feita por nosso irmão Miguel Pankararu valoriza a fé que temos a Nossa Senhora da Saúde. Quero deixar bem claro ao nosso pesquisador João Amadeu, que o que contribuiu para a desimação dos povos indigenas no Brasil não foi a Igreja Católica, e sim as pessoas impócritas e ferinas que usavam ou representavam o nome da Igreja Católica. Digo isso porque os segredos existente em nossa Etnia Pankararu, das quais não tenho permissão de esclarecer detalhadamente, não exclui a Nossa Senhora da Saude. Pois o que for do bem, jamais será sacrificado. Já pensou se eu chegar em um lugar destruindo tudo usando o nome de Pankararu, quem iria para o abismo não seria eu, e sim tudo que fáz parte de Pankararu. Espero q todos que lerem o meu comentário saibam a importâcia que o que é de bom tem. E que a 508 anos atras não foi a igreja católica que fez o papel de mal, e sim, foram as pessoas perversas que naquele momento estavam fazendo o papel de mal.

  4. Oi, Israel
    Td bem com vc?

    Pois é, amigo eu tbm concordo com vc em parte.
    Acho q vc escreveu uma coisa muito importante sobre O QUE É DO BEM.
    Tbm não vejo a fé em Nossa Senhora atrapalhar os valores etnicos de seu povo.
    O que atrapalha e muito e o desrrespeito a estes valores: Explico:
    SE a Igreja Católica de sua aldeia…(os padres)…respeitam seus rituais e SE fazem na Igreja (prédio)
    Liturgias INCULTURADAS (se levam pra dentro da igreja a vossa cultura DEIXANDO DE LADO A CULTURA EUROPÉIA…
    aí sim, eu concordarei plenamente com vc que esses padres agem com respeito e comtribuem para valorização de vossa cultura.
    SE eles não fazem isso, eu lamento muito mas não estão respeitando vcs…ao contrário…estão ajudando a oprimir e dizimar vossa cultura.

    Tudo que é bom…que é REALMENTE do BEM, não pode oprimir, nem afastar, nem competir com a cultura de um povo!
    Tudo que é REALMENTE DO BEM, deve valorizar as reízes de um povo e ajudar, contribuir para que estas JAMAIS sejam abandonadas ou esquecidas.

    Eu não conheço sua aldeia, não sei como agem os padres daí mas de todo coração, digo a vc que se eles não agem como te falei, vcs devem exigir q o façam.
    É um direito e um dever que vcs TEM, em preserver o pouco que resta de vossa cultura e eu sei, que existem padres que sabem fazer isso. A morte de um povo começa com o aniquilamento de sua cultura e religiosidade e mexer com a fé é uma arma poderosíssima. Cuidado, meu amigo…muito cuidado!
    Exija respeito às suas tradições!
    Exija que sua cultura esteja sempre em primeiro lugar!
    Se vc quiser conversar sobre LITURGIA INCULTURADA, estou a disposição.
    Procure saber mais sobre o Igreja Católica e a história dela, pq ela matou sim!
    Aliás ela ainda mata! Oprime, aniquila!
    Massss como vc mesmo disse, existem padres que não agem assim.
    Estes estão em um setor da Igreja… onde vc encontra pessoas mais lúcidas q entendem q DEUS não pertence a religião alguma e celebrar junto é a base dos valores verdadeiramente cristãos!
    Se não valorizam e se não respeeitam sua cultura, estão matando!
    Pense nisso!

    Um abração!

  5. Com relação ao comentario do Joao Amadeu,me admira muito uma pessoa que se diz estudiosa das culturas indigenas ter um português desses. Vc nao sabe nem se expressar,primeiro deve aprender a escrever o português e ter conhecimento do assunto a ser comentado para depois disparar comentarios na rede.E outra coisa a respeito da religiao,cada um tem a sua fé. Deixa de ser ridículo,e para de comportar como um verdadeiro idiota.

  6. Esta é uma poesia de autoria minha, e gostaria que todos lessem.

    Ò Galdino

    Galdino, por você eu sinto
    muita dó e muitas dores
    Por você nós sentimos dor, porque você
    é um parente pataxó.
    E porque você é um filho de uma terra perto de Salvador.

    Galdino, e por você ter ido para uma capital
    que tem muito general, que é Brasilia, Distrito Federal
    por você ser queimado, por cinco rapazes que nao tem
    a mentalidade de um animal, por que o animal nao pensa mal.

    Galdino, por você ter ido para Brasília, para sua terra demarcar
    acabou fazendo muito xorôrô
    Por causa de cinco filhos de senhores, doutores e por isso nós
    sentimos muitas dores.

    Galdino, nós somos os primeiros índios
    por que quando Pedro Alvares Cabral aqui chegou
    foram os nossos parentes Pataxó que ele aqui encontrou…
    Mas estes doutores não sabem respeitar o nosso valor.

    Galdino, será que estes doutores pensam que, só eles que podem ser doutores?
    o índio gosta da mata, para caçar, o rio para pescar, e o mar com suas aguas salgadas…
    ver as ondas do mar, e onde os índios gostam de pescar…

    Galdino, os nossos parentes também gostam de estudar,
    o índio já nasce sendo um doutor
    e respeita os senhores doutores, enquanto muitos desses doutores
    não sabem o nosso valor, viu doutor?

    Autor: Puhuy Pataxó

  7. Massa Miguel valeu pela materia, mas alem da materia eu gostei dos comentarios, e acharia mais massa ainda se pudessemos abrir um espaço de debate sobre esse assunto sobre a igreja catolica.

    O debate teria o tema “a ingreja catolica ajudou ou prejudicou os povos indigenas”?

    valeu mesmo, essa materia e essa discução qie rolou nos comentarios, mostra que nosso portal é um grande espaço democratico.

    Ah agora eu quero mandar uma seujestão para meu parente Puhuy seu poema é lindo, mas publicar ele como comentario acho que não dá uma visibilidade se ele estivesse na abertura. Então publique meu parente seu poema na abertura, se vc não souber como publica me mande um email que eu te ajudo!!!

    Alexandre Pankararu
    alex@indiosonline.org.br

  8. Oi, Alex

    Gostaria de sugerir outro tema p o debate, pq esse que vc sugeriu, é claro que já tem uma resposta:
    A Igreja Católica prejudicou e prejudica os povos indígenas!

    Em minha maneira de entender a quentão o tema deveria ser…
    “Até onde a Igreja Católica prejudica ou ajuda aos povos indigenas?”
    Pq o passado e o presente se misturam em ações trágicas mas não se pode mais mexer no passado…a ação de quem quer transformar algo, se faz no presente.
    OU

    Será que dá para arrancar do peito a fé que foi implantada à 508 anos?
    Como viver esta fé imposta de forma a respeitar as raízes culturais dos povos indígenas…até q um dia exista um verdadeiro respeito mútuo?

    Como fazer esta fé imposta ser caminho de libertação e valorização cultural?

    Para mim, meu amigo, estas seriam as principais questões a serem abordadas.

    Um abraço,
    Juliani

  9. Estou na internet, e assistindo a tv hoje, observei uns indios dando entrevista para a reporter do fantastico e me bateu a curiosidade de ligar o computador e verificar sobre as etnias diversas, e vendo aqui, fiquei sinceramente e do fundo do meu coração em saber que pensava que só os brancos que tinham uma renda baixa passavam por tais necessidades socio-economicas, não fazia idéia de que um povo como o de vocês viviam com tais dificuldades em vários aspectos, um povo que tem uma bagagem cultural tão rica e bela, parabenizo todo o povo indigena e espero poder ajudá-los de algum modo através da internet. Divulgando de alguma maneira os povos indigenas, podem contar comigo.

  10. amigo gostaria muito de saber se voce sabe mim dizer onde fica a casa de apoio indigena. na cidade de recife
    pois gostaria muito de saber poisa estou precisando .
    por favor aguardo resposta, sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here