É triste uma pessoa esta chegando de viagem e ainda no meio de caminho recebe uma noticia de que ha um índio morto na estrada da região de Taquari dentro mato, noticia que para nós é muito chocante.

No dia 19 de maio de 2007 nós administrador da Funai de Ilhéus, Agnaldo e o chefe de posto indígena, Uilson, conhecido como Ninho, estávamos vindo para a aldeia na tarde de sábado ao chegar na cidade de Pau Brasil encontramos laguns aprentes indígenas desesperados e preocupados junto com colegas da Funai, Paulo que acaba de receber a noticia de um índio que estava morto, mas ainda nao a tinha certeza absoluta de quem seria o indio que foi assiando. Fomos a procura do delegado da policia civil e o tenente Juldinei da policia militar, que nos aguardava para ir ao local, em seguida seguimos junto com delegado Francesco, e Marilton Paulo e o motorista da Funai, tenente Juldinei e outros índios, chegando ao local do crime por volta da 19:00 só que nao podemos chegar de carro e sim só através de animal que foi possível localizar o corpo numa pequena ribanceira coberta de mato e reconhecemos o corpo do índio Aurino Pereira Silva. o indígena residia na serra do Ourinho divisa ao Braço da Duvida.

O indígena deixou a esposa e não tinha filho, veio para a cidade de Pau Brasil com é de costume de c toda a comunidade oa sabado irem fazer compra ao retornar para sua residência foi pego em uma emboscada que liga a cidade de Pau Brasil a Jacareci município de Camacan.

Seu corpo foi encontrado nas mediações na região de Taquari apresentando varias perfurações de balas de revolvel . O delgado civil não autorizou retirar o cadáver no momento disse ele:que só a policia federal podia fazer o levantamento do cadavel. Retornamos para a cidade de Pau Brasil onde o administrador fez vários contato com as autoridade para informar a veracidade dos fatos e articular a vinda dos peritos que só chegou no dia de domingo por volta das 12:30 fazendo o levantamento do cadavel e imediatamente embarcou o corpo para o instituto medico legal ( iml) na cidade de Itabuna. o sepultamento foi no dia 21 de maio as 6:00 horas da manhã no cemitério da aldeia.

Com a morte que aconteceu os índios que mora nesta mesma região não querem se identificar por motivo de segurança. O índio vinha para a cidade de Pau Brasil passou pela sede da fazenda Letícia do proprietário Durval Santana, o índio montado de moto mais adiante avistou um cavalo, chegando mais perto conhecendo que o animal era do índio Aurino uns 20 metro a frente desceu da moto voltando em direção do animal vendo marca de sangue na pata do cavalo e falou para os outros parentes que achava que alguém tinha matado Aurino, neste momento um pouco mais atraz, Durval Santana saiu de dentro do mato com dois capangas e caminhou em direção aos índios e disse as seguintes palavras: “o que vocês estão procurando meu velho”. Os índios responderam que tinha visto este cavalo e conheciam o dono dele e esta sozinho! O fazendeiro respondeu pode ser que ele esteja caido por ai nos matos bêbedo, enquanto isso outros índios estavam procurando vestígios do índio Aurino encontrando seu chapeu na beira da estrada pouco metros depois ecnontram o Índio Aurino morto, que do qual o índio chamou outros companheiro que estavam conversando com o fazendeiro, o índio tinha encontrado o corpo dizendo achei – achei! Esta aqui vem vê todos vinhereram em direçãoao corpo chegando deu uma olhada e com muito medo montou em uma moto rápido e seguiram para a cidade de Pau Brasil para da a noticias as autoridades.

Partir daí Durval Santana para nós não deixa duvida, passa a ser suspeito direto do crime uma vez que temos informações e terceiros de quem execultou por boca, e que estava mais ou menos aos 300 metro da sua fazenda sua sede( Fazenda Letícia).

Durval Santana tem aproximadamente oito mil equitare de terra na área indígena, é considerando um do maior chefe da pistolagem da região, suas fazenda é quartel de recrutamento de presidiário fugitivo dos grandes centros urbanos da cidade de Itabuna e outras regiões.

Alem disso comandou vários ataques contra os índios entre eles atiram com bombas nos indigena que reside na região do ourinho em 2002 onde saíram índios baleados, outro crime que ocorreu que o proprietario será suspeitos diretos pois hove o assinato de: Milton Mato da Silva em 18 de julho de 2002, Raimundo Sota em 02 de janeiro de 2002, e Alexesandro Pereira de Souza em 26 de dezembro de 2006, autor identificado apelidado de pôpô e outros, Aucides Francisco filho baleado na perna onde Guito liderou com o fazendeiro Marco Ruim da região de Itaju do Colonia fazendo refém de muitos índios em 27 de janeiro de 2007, todos esses crimes estão arquivados na delegacia da policia federal, policia civil da cidade de Pau Brasil e Itaju do Colônia, alguns na justiça federal, sem nenhuma providencia. O fazendeiro acaba de fazer um a declaração na semana do índio ao Jornal Folha de São Paulo, que antes de perder as suas terras para a união vai levar uns 2 índios ainda isso quer dizer ( vai matar muitos índios da comunidade indígena).

A cada crime que acontece a comunidade fica na expectativa de ver os assassinos e os mandantes preso na cadeia punido e condenado, mas cada vez mais , os índios perde esta esperança e prevalece a sensação da impunidade. A cada ato de violência que acontece na reserva indígena Caramuru, o chefe de posto junto com a administração tem feito relatórios minuciosos e detalhados por bem conhecer a região, mas não tivemos resultados. No ultimo relatório falando da morte de Alexsandro datado de 28 de dezembro de 2006 entregamos na administração de Ilhéus dia 29/12/06, sobro o protocolo nº 1174.Já mencionava neste que tinha mais gente na listra para morrer, isso são as noticias que rola naquela região dita pelos próprios pistoleiros de Durval Santana e família de Luiz Alves que são pessoas influentes e que paralisa qualquer inquérito de crime que envolva seus nomes perante a justiça, o crime organizado atua em três município que abrange o território Pataxó Hãhãhãe, e que a Funai já pediu intervenção de uma força tarefa urgente para combater o crime dessas regiões a onde a pistolagem coloca seus serviços a disposição regional de Ilhéus, já vem anunciando para as autoridades superior de segurança publica se não tomarmos medida urgente de combate prejuízos irreparável na vida do povo Pataxó Hãhãhãe, o administrador da Funai e o chefe de Posto esta sem autoridade para impedir qualquer reação da comunidade indígena que venha contra os fazendeiros que vem matando índios sem ter punição, deixando nós da Funai sem ter outra alternativa a não ser apoiar as decisões coletiva da comunidade no sentido de impedir que mais índio do seu povo sejam mortos daqui a 30 ou 60 dias, porque na listra que se anuncia 10 indios devem ser executado, só resta saber quem será o próximo, mas ainda acreditamos que justiça ainda é divina.

wylson funcionario da Funai o Senhor Adminstrador da Funai Agnaldo Francico Santos.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Como é que matam 20 indigenas…

    pegam os corpos…investigam… e nunca ninguem vai presso?

    Os organismos internacionais vem, investigam seriamente…

    Todos sabem quem sao os mandantes e estes continam usufruindo de seus poderios contruidos a bala!???!!

    Cmo é que pode?

    Os assassinos, os mandantes e os juizes estam na boa… os indigenas morrendo a toa!

    estamos no ano 2007… 507 anos matando indios e nada muda!

    pesquise por exemplo: Durval Santana e Pataxo no google!

    http://www.global.org.br/portuguese/arquivos/raimundorosaneres.html

    Pistoleiros matam mais um líder pataxó Hã-Hã-Hãe… Durval Santana
    http://www.wald.org/cimi/2002/cimip521.htm

    ex-prefeito Durval Santana…
    wald.org/cimi/2002/cimip496.htm

    CMI Brasil – PATAXÓ HÃ-HÃ-HÃE AGUARDAM JULGAMENTO DOS ASSASSINOS …Apenas cinco dos mais de 300 fazendeiros foram à Justiça pedir reintegração de posse da terra que invadem. Dentre estes estão Durval Santana e Jaime do Amor …
    http://www.midiaindependente.org/front.php3?article_id=9592&group=webcast

    Centro de Mídia Independente – para o ex-prefeito de Pau Brasil Durval Santana, invasor da terra indígena Caramuru Catarina Paraguassu …
    http://www.midiaindependente.org/pt/blue/newswire/archive82.shtml

    :: Cedefes – Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva ::Pataxó Hã-Hã-Hãe: Mais uma vida se vai diante da impunidade e da prepotência. … capangas do ex-prefeito Durval Santana atacaram uma área ocupada pelos …
    http://www.cedefes.org.br/new/index.php?conteudo=materias/index&secao=1&tema=30&materia=940

    Tive a oportunidade de visitar as comunidades dos guaranis e …Eles cobram da Justiça Federal o julgamento da Ação de Nulidade de Títulos … a fazenda titulada para o ex-Prefeito de Pau Brasil, Durval Santana, …
    legis.senado.gov.br/pls/prodasen/PRODASEN.LAYOUT_DISC_DETALHE.SHOW_INTEGRAL?p=319290

    … ironiza o fazendeiro Durval José de Santana…
    http://www.estado.com.br/editorias/2007/04/20/cid-1.93.3.20070420.30.1.xml

    IHU – Instituto Humanitas UnisinosGaldino Jesus Santos Pataxó. Dez anos depois o seu povo não tem terra … ironiza o fazendeiro Durval José de Santana, de 70 anos, 40 deles com propriedade …
    http://www.unisinos.br/ihu/index.php?option=com_noticias&Itemid=18&task=detalhe&id=6640

    as coisas sao claras para quem quiser olhar!!!

  2. nos endigenas temos que da um basta nessa situação abiçurda.não é posivel que altoridades,fechem os olhos diante de tanta maldade,principalmente porque nos indigenas,fomos os primeiros habitantes do brasil.deicho aqui o meu recado,e pergunto serar se mais um assacinato indigena vai ficar em puni?

  3. DIVULGUE
    O Assassino do índio Pataxó agora é funcionário federal
    Ganha R$6.600,00 por mês
    É o fim da picada…
    Assassino do índio Pataxó agora é funcionário federal!
    Bruno, o rapaz que matou o Índio Galdino queimado foi libertado, “passou”
    no concurso público e agora ganha R$ 6.600,00 por mês.
    “Nomeado com louvor”, este foi o título da reportagem do Correio
    Brasiliense do dia 22/12/02, a respeito da seguinte situação:
    O filho do presidente do TJDF, Bruno (aquele marginalzinho que pôs fogo no
    índio pataxó), fez concurso público para o cargo de segurança (12 vagas
    disponíveis; salário de R$1.300,00; nível exigido 2º grau) e ficou em 65º
    lugar. Depois do resultado do concurso, o número de vagas aumentou para 70!
    Após 12 dias no cargo, ele foi promovido a dentista do TJDF para ganhar R$
    6.600,00. O presidente do TJDF, o pai, juiz (?!) Edmundo Minervino, ainda
    teve a cara-de-pau de afirmar na entrevista: “Não houve ato ilegal nenhum”.

    Depois dessa vergonha toda, nós, cidadãos brasileiros, perguntamos:
    1) Se Bruno é tão bom assim, por que não fez concurso para o cargo de
    dentista?
    2) Por que aumentar o número de vagas exatamente para 70 ?
    3) Como estão se sentindo as outras pessoas que foram melhores colocadas
    que Bruno no concurso? Será que, algum dia na vida, estas pessoas vão
    ganhar R$ 6.600,00? E os outros profissionais que já estão trabalhando há
    mais tempo no TJDF?
    4) O que se pode esperar de um país que tem na sua justiça um juiz federal
    com esse comportamento?
    E mais duas perguntas que não querem calar:
    Que julgamento foi esse, que pena foi essa que o assassino cruel de uma
    pessoa já cumpriu, já foi solto e até teve tempo de fazer concurso e tudo?
    2) Assassinos podem fazer concurso público ?

    Coisas do Brasil….Isso é uma vergonha…..
    Beto Carmona

  4. é uma vergonha mesmo…parentes morrendo e os
    culpados se beneficiando de nossas riquesas e assasinando
    tbm nossa natureza, choramos por perder os parentes, e
    sofremos por não ter as terras tão fertil para plantar,
    por não ter as aguas limpas para matar nossa sede sem
    precisar pagar, sofremos muito por não poder usufruir
    de nossa herança como é por direito, e por ver os assasinos
    se beneficiarem de nossa herança com a justiça apoiando..rsrs, isso
    é o pior dos sofrimentos, até qnd vamos viver assim? sem ter nosso espaço sendo
    respeitado como merecemos.
    força aos parentes Pataxó Hahahãe
    jaborandy@indiosonline.org.br

  5. É PARENTES COM TD ISSO QUE ACONTECEU FICAMOS MUITO TRISTE,MAS NUNCA ABAICHAMOS A CABEÇA PARA UNS VANDALOS NÂO.LUTAMOS COM NOSSA FORÇA DE VONTADE PARA ISSO NÂO ACONTECER PRA ISSO TEM A JUSTIÇA PARA NOS PROTEJER DESSES ANIMAIS OU DESSES NÂO SER BRUTO.

  6. Parentes fiquei muito triste com essa matéria que li, gente isso não se fas. como que esses maginais vazem do que fais e a justisa não agem. e os indios morrendo cada vez mais,até quando nós indios vamos te que atura isso. enquando nós indios lutamos por nossos direitos esses poderrosos figam ganhado seos milhões e não fazem nada.
    cade ajustisa?

  7. isso é muito revoltante, como é que uma pessoa faz uma coisa dessa e fica livre pintando e bordando do mesmo jeito,cade as autoridades? como é que os policias, delegados, juiz, enfim cade as autoridades que não faz nada com esse vandalo, isso é o que ele quer.
    Uma pessoa dessa merece ir a forca, se não existe autoridades para punir, nós mesmo puniramos, porque se somos indios, temos o mesmo sangue, somos uma só nação indigena.
    Nós indios temos nossos direitos, e se a lei não quer nos ajundar nós mesmo procuramos nossos direitos.
    Parentes, não deixa que um louco acabe com a vida de seus irmãos,façam por um capricho.
    Estamos aqui para dá a força que precisarem, qual quer coisa comuniqueci com nós pankararu.

  8. Desculpeme a franqueza, particularmente não tenho amizado com o Sr Durva Santana, mais muito me admira um Senhor de idade que tem dificuldade em se locomover, de sair de dentro do mato acompanhado de capangas. Ele mau anda só, anda capengando, todos podem ver como a sua deficiencia é notoria.

    pesso que reflitam um pouco antes de fazerem os seus proprios julgamentos.

  9. DURVAL SANTANA É MAIS QUE SUSPEITO, O CONHEÇO DESDE QUE EU ERA CRIANÇA E ELE SEMPRE FOI CRUEL E CORVARDE; DESEJO-LHES BOA SORTE E QUE A JUSTIÇA MESMO QUE TARDE FAÇA-SE PRESENTE .

  10. MEU DEUS, FICO INDIGNADA, SABE PORQUE, PORQUE A FILOSOFIA AGORA É INDIO PODE TUDO, INVADEM PROPRIEDADES PRIVADAS E SE DIZEM DONOS, ROUBAM, AMEAÇAM, SEGUESTRAM, FAZEM REFENS, A MORTE NÃO JUSTIFICA, MAS EU NÃO GOSTO DE INDIOS E ISSO É FATO.
    TENHO 31 ANOS, SOU CASADA, TRABALHO DURO,TENHO DUAS FILHAS PEQUENAS, E TENHO VERGONHA DE FALAR QUE HOJE TRIBOS/INDIOS VIROU COMÉRCIO.ESTOU MUITO REVOLTADA, MUITO MESMO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here