Parentes, estamos nos prepara-nos para o 38º congresso da união Brasileira dos estudantes secundaristas – UBES. Nesse sentido, encaminho algumas questões que devem ser consideradas e encaminhadas nas escolas das aldeias dos seus estados e informadas tb à mim, através deste e-mail.

O congresso é uma experiência única. Por isso, devemos nos esforçar para trazer o máximo de parentes possíveis, de estudantes indígenas das escolas indígenas. Lembremos que um dos principais objetivos das etapas estaduais da UBES é fortalecer a luta das entidades estudantil nos estados. No nosso caso, fortalecer a luta indígena, antifascista e pela liberdade na América Latina.

Devemos nos esforçar para ganhar a consciência de cada parente, já que essa é a chance de participar de um Encontro da importância desse, e do peso político que a UBES no país, e o significado histórico que ela representa. Quem participar sairá mais convicto de que nossa causa é justa e necessária. Sairá mais comprometido com nossa organização e nossa luta.

Portanto, não devemos medir esforços para garantir a vinda das bancadas indígenas.

É fundamental entendermos que construí-la é uma tarefa de todos, em todos os indígenas do Brasil. A taxa é barata, considerando o número dos dias, a quantidade de refeições, alojamento, as atividades culturais, a infra-estrutura. Esse é um encontro da juventude e dos estudantes e cabe a própria juventude construí-lo, com suas forças e suas relações políticas. Temos tido pouco apoio de setores do governo, mas temos tido apoio de muitos aliados e pessoas que acreditam na nossa luta e admiram a juventude indígena e o nosso trabalho.

Nossas decisões, tomadas durante o Pleno da juventude devem ser cumpridas integralmente.

Nossa prioridade nacional é garantir o transporte de acordo com as cotas estabelecidas e propostas pelos próprios estados em nosso último encontro. Somado a isso, as finanças. É bom conversarmos com o máximo de parentes para que peguem de seus próprios contatos, na família, amigos, escolas ou universidades, seu credenciamento.

Enfim, mobilização, transporte e finanças são as nossas tarefas centrais. Vamos garanti-las!

Cada parente deve traze seu colchonete, seu cobertor e seus pertences pessoais nos dias das etapas estaduais  nos estados será de muito calor de dia e muito frio de noite. Venham preparados! Pois estaremos alojados em ginásios.

Vamos indicar os nomes das comissões e apresentá-las tão logo cheguem às bancadas no local das etapas. Todos os parentes da Coordenação devem vir preparados para trabalhar e com o espírito de ajudar a dirigir, resolver os problemas, ser atuante naquilo que for determinado para ser feito, nas etapas estaduais que já estão funcionando em álguns  estados a pleno vapor . Aqui em Pernambuco será dia 31 de outubro!

Nessa reta final, nosso empenho total e entrega vai ser garantida com o retorno de um grande encontro, que vai fortalecer a JUVEMTUDE INDIGENA e a nossa luta por um novo mundo e uma nova sociedade.

Viva o Internacionalismo Proletário!

Viva a União da Juventude Indígena!

Viva o 38º congresso da UBES!

Viva a unidade internacional da Juventude Indígena!

Lafaete Pankararu, Lideraça da Juventude e dos Estudantes Pankararu.

Comentários via Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here