O que nos preocupa é porque o nosso povo esta passando risco de vida ao trafegar a estrada, existe em nossa aldeia um transporte escolar que locomove os nossos estudantes da região da Água Vermelha para estudar até a aldeia e cidade, além de outro transporte que leva o nosso povo para vender os seus produtos na cidade de Pau Brasil e Camacan.

Na luta pela melhoria da nossa estrada nós estávamos fazendo mutirões para concertar a nossa estrada, porém não foi o suficiente para resolver todo o problema. Além disso, já fizemos varias reunião com prefeito da cidade de Pau Brasil o senhor Antonio Prado para nos ajudar a concerta a nossa estrada, mas até então este prefeito não tomou nem uma solução sobre o nosso caso, o motivo da sua rejeição vem de problema político com o nosso povo que esta prejudicando a nossa comunidade.

As pessoas que vêm visitar a nossa aldeia acham um absurdo que o prefeito esta fazendo com nós, pois a cada dia que passa estamos sendo prejudicado os pais dos alunos estão amedrontado com o situação, pois sente muito medo de acontecer qualquer acidente com o nosso estudante e com toda comunidade.

O que nós gostaria que autoridade competente no auxiliasse a concerta a nossa estrada para que não haja acidente,e ajuda a solucionar as preocupações que os pais tem com seus filho que estão passando risco de vida.Pois sabemos que os nossos estudantes esta lutando por um objetivo e que do qual o este prefeito não esta nem ai pela a nossa causa e com isso a nossa comunidade esta sofrendo demais.

Em nossa aldeia encontra um visitante que veio conhecer a nossa aldeia e observou de perto a nossa situação:

Eu Graciele Silva moro em na cidade de São Paulo é pela segunda vez que venho visitar a aldeia Água Vermelha, a região é uma maravilha onde é natureza é bela e tranqüila.
Mas o que me deixou bastante triste é a situação da estrada que se encontra ruim. Na ida para aldeia confesso que fiquei bastante assustada com situação da estrada estive bastante medo que acontecesse uma tragédia. Mas graça a Deus ocorreu tudo bem.
O medo e a preocupação não vinham só de mim, mas também daqueles que vinham no carro comigo, os buracos para nós é uma ameaça colocando a mim e toda a comunidade indígena em risco, os indígena me olhava de uma maneira que estavam bastantes preocupados comigo e eu também sentia preocupação com eles. O que eu mais tinha vontade era de ajuda os índios a resolver todo aquele problema que eles estão passando.

O que eu mais gostaria era que as autoridades dessem a atenção a este povo. Que alem deles sofrer pelo resgate da sua terra, hoje estão sofrendo com situação da sua estrada, o que eles estão passando é uma injustiça isso não deveria esta acontecendo.
Nós não índios vamos fazer um esforço para ajudar os indígena porque estão passando uma fase muito ruim.Será que o prefeito não respeita os eleitores da sua cidade?

Seria uma tragédia muito grande se acontecer um acidente com este veiculo que transporta criança e adulto para o colégio da aldeia e colégio da cidade de Pau Brasil.

Yonana Pataxó Hãhãhãe

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Sou apaixonada pela minha origem, morro de vontade de conhecer de perto minha verdadeira familia que tanto préso.Sou filha de Brasileiro, filho de índia pataxó-hahãhãe,sei apenas isso.
    Meu pai tem cor de índio, cabelo lisos, e olhos puxados,comporta-se como tal. Eu também cabelo lisos e olhos puxados, mas sou mais clara.
    Meus primos são como meu pai, adoro vê-los, para contentar-me a não ir fundo, ír atrás de minha origem.
    Como vê, ainda não mim contentei…
    Desejo ao menos ir numa aldeia, viver pelo menos 1 dia dessa vontade louca, espero que mim conpreendam.

  2. Em Setembro de 2006 visitei a bonita cidade de Porto Seguro, irmã gemea da minha cidade que é Fafe – Portugal, visitei a aldeia dos INDIOS PATAXÓS na Reserva INDÍGENA DA JAQUEIRA, passei uma tarde maravilhosa com os Indios, houve apresentações de danças os seus costumes indígenas, jogos de corda e corrida, foi uma visita inesquecivel, pena é que os acessos não estejam à altura da visita. A estrada estava em muito mau estado a via tinha buracos e como tinha chovido havia muita lama, O Sr. Perfeito devia ter em atenção, como é uma zona turistica, mandar arranjar a via de acesso à aldeia, que é um perigo para quem lá vive.
    Um abraço para todoo povo irmão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here