Depois de anos sofrendo com a política educacional do município de Ibotirama, o povo Tuxá agora tem sua grande oportunidade de trabalhar com autonomia, dignidade e respeito.

Na tarde do último dia 07 foi realizada uma reunião na sede da Procuradoria da República em Barreiras, por determinação do Procurador da República Doutor Fernando Tulio da Silva, para tratar do processo de estadualização da Escola Indígena Marechal Rondon, situada na Terra Indígena Tuxá Ibotirama. Compareceram o Prefeito e a Secretária de Educação do município de Ibotirama, WILSON DE OLIVEIRA LEITE E ROSANE AKEME MINEIRO YAMAGUCHI, respectivamente, os caciques Manoel Novaes da Silva e Sidevaldo Juvino de Barros, e as professoras Lucimar Maria de Lima (Mazinha) e Valdineide Rodrigues dos Santos. Na oportunidade, foram analisados os elementos constantes no procedimento administrativo instaurado na Procuradoria em Barreiras para investigar as denúncias formuladas pelas professoras tuxá sobre a gestão municipal da escola. Foram também mencionados os relatórios das vistorias realizadas por perita antropóloga do MPF em 12.05.2009 e em 16.03.2010, que constataram o péssimo estado de conservação do prédio escolar, a falta de merenda, de utensílios de cozinha e de material de limpeza, além da inexistência de conteúdo programático e calendário específicos, como previsto na Resolução CEB nº3. Face ao exposto, foi deliberada a imediata estadualização da escola, com a anuência expressa do Prefeito, como relatado na ATA de Reunião lavrada pela Procuradoria da República em Barreiras:

” Diante de todo o ocorrido, o senhor Prefeito Municipal, em atenção ao interesse público manifestado acima (de melhoria das condições da escola) sinalizou, em convergência de entendimento com os presentes, pela estadualização da escola. Para tanto, o Município expressa concordância com a estadualização escolar, fato então tido pelo Estado da Bahia como impeditivo para o andamento da estadualização”.

Autor(a): Mazinha.

As manhas utilizadas, pelo sistema municipal para induzir os indígenas a continuarem suportando as irregularidades na escola, eram sustentadas por indivíduos da própria comunidade, pessoas que só pensavam no seu bem e no bem da sua família...agora isso pode acabar...agora é a vez do coletivo e da valorização do todo.

O prefeito da cidade de Ibotirama/BA, ao ter noção do mal que estava provocando a comunidade Tuxá, acabou concordando e assinando em favor da estadualização. E o incrível, muitas lideranças que eram beneficiadas pelo sistema, não concordam com a mudança preferem ver suas crianças, jovens e adultos com o futuro ameaçado  por não terem uma educação de qualidade.
Com a estadualização, os Tuxá de Ibotirama, poderão escrever uma nova história, onde seus verdadeiros heróis(professores,alunos,pais,lideranças...) estarão atuando de forma participativa, na construção de uma escola democrática e libertadora.

Jandair-Tuxá.

jandairribeiro@hotmail.com

(75)8807-6332.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. NA CERTEZA QUE CUMPRIMOS COM A NOSSA MISSÃO ENQUANTO EDUCADORAS, PRINCIPALMENTE QUANDO SE FALA PELA LIBERDADE DO MEU POVO!AGRADEÇO A DEUS POR TER NOS DADO TANTA FORÇA, TANTA CORAGEM PARA SAIRMOS DA BÔCA DOS LEÕES! POSSO FALAR QUE QUE ENQUANTO COORDENADORA INDÍGENA DA DIREC 22, NÃO ME ACOVARDEI DIANTE DAS AMEAÇAS! POSSO COLOCAR A MINHA CABEÇA EM CIMA DE UM TRAVESSEIRO E DORMIR.POIS NÃO ME TRANQUILIZAVA ENQUANTO NÃO CUMPRISSE COM ESSA MISSÃO! COMO DIZ UM REFRÃO ( LUTAR LUTAR LUTAR) POIS É! NÃO HÁ LUTA SEM VITÓRIA E NÃO HÁ VITÓRIA SEM LUTA! A CASA ESTÁ SENDO DESOCUPADA PARA SER ENTREGUE AOS DONOS ( AO ESTADO) VALE AGORA OS DONOS ZELAR POR ELA E PELOS FILHOS QUE ALI ESTÃO( OS ÍNDIOS )E QUE CLAMARAM POR ESSE MOMENTO!
    VAI LÁ ESTADO ZELE PELO QUE É SEU ! ZELE PELO SEUS FILHOS ! CUIDA DO ÍNDIO COMO SE ESTIVESSE CUIDANDO DOS VOSSOS FILHOS! ZELA PELA EDUCAÇÃO DO ÍNDIO, COMO SE ESTIVESSE ZELANDO PELO SEU PRÓPRIO FILHO! SOU E SEREI SEMPRE MAZINHA A GUERREIRA ÍNDIA QUE NÃO FOGE DA GUERRA NUNCA!NUNCA!PELA LUTA PELA LLIBERDADE DO POVO TUXÁ DE IBOTIRAMA OBRIGADA MEU DEUS!!!!!!!!!!!PARA TUDO TEM O SEU TEMPO! E O TEMPO JÁ CHEGOU
    VAEU JANDAIR! AGRADEÇO A TODOS QUE TORCERAM POR ESSE MOMENTO

  2. um ano depois a triste decadencia o fracaso uma escola em ruinas fadada ao fracaço. professores desatualizados direçao cem formaçao cem conhecimento quer estalar detro da escola um rgime de ditadura onde a cumunidade nao pode falar, espresar o que sente no ano que vem minha filha nao vai estudar la na escola indigena marechal rondon uma ecola que nao tem educaçao de qualidade as professoras dao aula de chortinho nao tem escrupulo nem desencia.Deus que me livre dessa escola sem falar no ensino que e uma negaçao os professores dao aula no dia que quer o diretor nao tem autoridade e nem conheçimento para resolver os problemas ele quer proibir a entrada da comunidade dentro da escola por isso eu falo a escola indigena esta caminhado para o seu fechamento porque a escola ja esta na uti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here