ÉPOCA DA PIRACEMA

O Rio São Francisco tem seu curso natural, enche, vasa, fauna, flora, afluentes, regulado pelo regime das chuvas. A partir de 15 de fevereiro os peixes sobem rio acima, é a época da piracema ( reprodução dos peixes), para desovar. Muitos peixes que reproduzem no Rio São Francisco são do mar. Os peixes do mar aqui encontrados, temos : a sardinha, tainha, curimã, bagre, corvina, robalo, cará-peba, pilombêta e outras mais.As espécies do rio são mandim, surubim, pacõmõ,crumatá, locró, tubí, sarapó, lambia, aragú, niquim, espora-pé, piaba, piranha, camurupim, pirambeba, jundiá etc. Neste período de reprodução, os peixes sobem em cardumes, chamadas pelos índios de manjuba, vai aos milhares, procurar seus locais de desova. Muitos pescadores pegavam muitos peixes, porque aos cardumes ficava mais fácil, mais agora é proibido pelo IBAMA, nós achamos certo, temos que preservar o meio ambiente. Mais aqui queremos lembrar que a época da piracema, significa muito para nós indígena, povos da cultura do rio, porque isso acontecia todos os anos, uma tradição ver-mos os peixes subir, era sinal de fartura. As lagoas do rio são criadouros naturais, os peixes entram e crescem, retornando ao rio no mês de junho, época da enxurrada de inverno. Assim o rio regulava a vida em todo Vale do São Francisco, enchente e vazante, era a ordem natural, harmonizando todo o ecossistema. Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here