Entrevista feita por Itala Jaciara e Marlene Pataxó

Realizamos no dia 19 de maio em meio ao evento da Teia na cidade de Natal uma entrevista com Joana Munduruku, sendo ela do estado do Pará e é também uma historiadora.

Nessa entrevista ela expõe o seu olhar feminino, o que é ser mulher, qual é a força, o poder e até mesmo a fragilidade.E também dos obstáculos e preconceito que a mulher a costuma enfrentar em meio à sociedade. A mesma fala também da sua experiência de vida por ser uma índia e ser criada por não-índios, o que não interferiu em sua identidade, em sua cultura.

Itala Jaciara

Para mim, Marlene Pataxó, eu achei essa história muito importante por ela ter o prazer de se assumir como índia e ela fala também que o homem pensa que pode tomar decisão por nós, como se fossemos um ser incapaz de decidir.

Marlene Pataxó

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

 

 

Comentários via Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. belo!!

    “Não é o homem que conduz a cultura, ele fica numa retaguarda de proteção…”

    VIVA AS MULHERES!!!

    Depoimento riquíssimo, obrigada Joana pela participação. Você fortalece a luta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here