A meta da reunião era recorrer à reconquista do direito da nossa terra, requerendo um auxilio ao presidente que pedisse a justiça para acelerar o processo da nossa terra que se encontra a 24 anos no Supremo Tribunal Federal. Muitos de nós indígena desejamos que a justiça julgue o processo para podermos tirar a dor da perda das 16 lideranças que morreram em defesa da nossa terra, exterminado pelos grileiros e assim recuperar nossa mae terra para nela vivermos em paz.

No dia 21 de agosto de 2006 foi marcada uma reunião com o Presidente da Republica Lula Inácio da Silva, junto com os Pataxó Hãhãhae, os índios Tupinambá de Olivença, em Brasília.
Mas infelizmente o encontro foi adiado por recesso político, que até então não está previsto quando remarcará um novo encontro. A meta da reunião era recorrer à reconquista do direito da nossa terra, requerendo um auxilio ao presidente que pedisse a justiça para acelerar a o processo da nossa terra que se encontra a 24 anos no Supremo Tribunal Federal. Que muito de nós indígena desejamos que a justiça julgue o processo para podermos tirar a dor da perda das 16 lideranças que morreram em defesa da nossa terra, exterminado pelos grileiros.
Além disso, o encontro previa a relembrar ao presidente da primeira reunião que tivemos com presidente que se comprometeu após a sua candidatura á presidente em nos auxiliar na questão da nossa terra assinando um termo de compromisso mas que até agora não tivemos nem uma reposta.
Em conseqüência deste fato estamos bastante triste por não ter realizado a reunião para nós seria de grande utilidade para nós recorrer o direito a nossa terra.Mas não é por ai, que nós não perdemos a esperança estamos na expectativa de remarcação para encontrar o presidente que será de grande importância para nós Pataxó Hãhãhãe, e outras etnias indígenas brasileira que está com a mesma finalidade de luta pela reconquista da Mãe Terra.

Yonana Pataxó

COLABORE COM nÓS!

ASSINE AQUI

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here