Foto/Aratimbó TitiáhFoto/Aratimbó Titiáh

Aconteceu no Hotel Vila Romana, em Salvador, o encontro, reunindo lideranças indígenas de base do estado da Bahia, com objetivando a elaboração do Plano Plurianual dos Povo Indígenas. Junto ao governo do referido estado.

Nesse encontro, foram abordadas pelas lideranças do Movimento Indígena da Bahia (MIBA), as principais demandas das comunidades indígenas. É interessante ressaltar que houve uma avaliação das várias secretarias do governo, como também foram levantadas as propostas e prioridades que necessitam o povo indígena do Estado da Bahia.

O mês de Abril tem como foco “o dia do índio”, em que a sociedade se volta para refletir esse dia, que na realidade são todos os dias do ano.

Foi muito interessante a iniciativa do governo estadual Rui Costa em realizar esse Fórum de Politicas Indígenas em nosso estado.

Nesse evento, estiveram presentes representantes do governo, como exemplo, o Superintendente de Direitos Humanos da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Anhamona de Brito, representando o secretário Josias Gomes, o chefe de gabinete da Secretaria de Relações Institucionais (Serin), Martiniano Costa A coordenadora de assuntos indígena Ilclenia Tuxá, Coordenador da CAR Gil Nunes Maia, Representante da Educação Rosylene Tuxa, Representante da SESAB Sra. Amanda M. Brauth, entre outros. O MIBA considerou o resultado positivo, tendo em vista que o governo abriu as portas para um dialogo positivo com os povos indígenas da Bahia.

É importante ressaltar o respeito que foram tratadas as particularidades e diversidades dos nossos parentes índios e o comprometimento em incluir ações do atual governo baiano na comunidade indígena, observando, assim, mais avanços tanto para as classes trabalhadoras quanto para os povos tradicionais.

O secretário Geral se sentiu muito à vontade na reunião com os membros do MIBA, como também toda a equipe do governo-geral lá se fez presente.

Houve, na abertura dos trabalhos, um momento de Ritual para pedir forças a Tupã a fim de iluminar as discussões tratadas e discorridas nesse encontro.

O resultado maior é que o movimento MIBA saiu mais fortalecido e com mais ações para acompanhar as politica públicas para os povos indígenas, no nosso estado. É de suma importância fiscalizar, como também exigir do governo que faça o devido acompanhamento nos projetos do governo passado que foram destinados a atender às comunidades indígenas, sua execução e os resultados que não chegaram nas bases.

O governo atual nos informou que muitas verbas foram destinadas para os povos indígenas da Bahia, como também há responsáveis pela administração dos recursos repassados e que já está havendo fiscalização nas demandas adquiridas. Caso comprovem irregularidades, serão punidos no rigor da lei os seus responsável.

 

Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Foto/Aratimbó Titiáh
Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
A muito tempo lutando em prol do Povo indígena do qual faço parte, até ameaças de morte já recebi. Mas não me calo! pois os espíritos de meus antepassados está comigo. E a proteção de Tupã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here