ENCHENTE DE INVERNO

No período das chuvas todos os afluentes do São Francisco cerca de 168 rios, riachos e regatos, aumenta o volume dágua na bacia hidrográfica. È a chamada enchente de inverno, rios mais importantes do Baixo São Francisco como o Ypanema, Capivara, Traipú, Jacaré , Poxim e outros mais, inundam todo o vale. Na aldeia Kariri-Xocó os meninos aguardam a chegada da enchente de inverno, porque é neste período que descem no rio troncos de madeira, árvores inteiras, arrastadas pela força das águas, vindo do alto sertão. A madeira que descem no rio, os meninos e a população ribeirinha aproveitam a lenha para fazer as fogueiras de Santo Antônio, São João e São Pedro. Os meninos indígenas quando vêem os troncos descer o rio, caem na água nadando, sobem na árvore boiando, e arrasta até a margem, chamam os adultos para levar a lenha das festas juninas. Não é uma grande enchente, mais um grande enxurrada no rio, descem no rio além da madeira, tatus, cobras, teus, camaleão e outros animais silvestres. As águas do rio ficam cheias de basculho, paú , bagaço de vegetais secos, que descem nas enxurradas. Nas portas dos indígenas ficam cheias de madeira, tiradas do rio, colocam no Sol para secar, para quando chegar o tempo das fogueiras, a lenha já ali estar. Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here