“ÍNDIOS”
As primeiras pessoas que chegaram nas terras que se tornariam o Brasil foram os índios. Ninguém sabe de onde eles vieram. Ficaram morando espalhados por suas terras. Portanto, quando os portugueses, depois de muito tempo, chegaram aqui, o Brasil já era habitado pelos povos indígenas. Após observar o local escreveram uma carta para o rei de Portugal, explicando como era tudo. E nessa carta contaram as impressões que tiveram sobre os índios:
Os índios tinham a pele morena, meio avermelhada, cabelos pretos e lisos, pintavam o corpo, andavam nus, descalços e usavam enfeites feitos com penas de aves. Não tinham vergonha de mostrar o seu sexo, eram inocentes. Tinham medo dos animais que não conheciam, como galinha ou carneiro, pois estavam acostumados apenas com os animais selvagens, nativos da mata.
Os portugueses queriam explorar suas terras e suas riquezas. Pensaram que os índios eram inocentes e sua cultura inferior, portanto, decidiram escravizá-los, matá-los e roubar suas terras. Além disso, quiseram ensinar aos índios a sua religião sem levar em conta aquilo no que eles já acreditavam.
Os índios sofreram muito nas mãos dos portugueses, além de perder suas terras, perderam a liberdade de viver como haviam aprendido com seus antepassados. Foram contaminados com as suas doenças, foram mortos com crueldade, pois várias pessoas queriam as riquezas que havia em suas terras. Perderam suas plantações, suas ocas e seus parentes.
Além dos portugueses, outras pessoas, através dos séculos, continuaram massacrando os índios, que hoje estão passando fome e necessidade. Precisam de cuidados e medicação. Não tem médicos nem hospitais perto de suas aldeias e eles, que são sensíveis às doenças “dos brancos” acabam morrendo. Hoje muitos índios estão misturados ao restante da população, já não moram em ocas, mas em casas; estão em contato com computadores e isso é bom, pois melhora sua qualidade de vida, mas por outro lado isso faz com que fiquem longe da sua cultura. Nós acreditamos que ninguém deixa de ser o que é, pois a cultura permanece no coração. Há índios que tentam se proteger se escondendo no fundo da mata, ou reagindo, lutando, aprendendo a cultura dos brancos como a leitura e a escrita para saber as leis e lutar pelos seus direitos. São grupos que permanecem vivendo em harmonia e respeito à natureza, sem poluir o ambiente, pois precisam da natureza para viver. Às vezes ouvimos notícias tristes sobre eles estarem sendo expulsos de terras e perdendo suas plantações.
Existe uma lei, que é o Estatuto do Índio, para garantir os direitos dos povos indígenas, que são: o direito a viver e trabalhar em suas terras, de ter educação dentro da sua cultura e costumes para continuar em harmonia como sempre fizeram, mas a lei não é cumprida por culpa do governo, da própria sociedade e de pessoas que querem explorar as terras onde os índios vivem. Essas pessoas não deveriam tomar as terras dos índios, pois eles são gente como nós. Os índios devem ter seus direitos preservados, do mesmo modo que todos os cidadãos também têm seus direitos.
Para ajudar os índios nós podemos evitar a poluição, não queimar as matas e aprender com os eles a forma de respeitar a natureza. Perguntar como estão, se precisam alguma coisa, quando a gente se comunica pelo computador e mandar alimentos aos necessitados.
Se cada um de nós falar sobre isso para mais uma pessoa e cada um for falando, falando… Logo muitas pessoas saberão do problema e isso vai ajudar. Quanto mais gente tiver consciência de ajudar e principalmente respeitá-los, melhor será o nosso mundo, pois viveremos em paz.

Texto produzido e revisado coletivamente a partir de pesquisas bibliográficas, leituras e contatos com o Site www.indiosonline.org.br, pelas crianças do 1º. Ano do Ciclo 2 – “I”, da EMEB “Professora Janete Mally Betti Simões” em São Bernardo do Campo – SP, sob orientação da professora Maria Elisa Serrano Stauder.

Comentários via Facebook

15 COMENTÁRIOS

  1. Primeiro agradecer as crianças e a professora pela visita e pela produçao.
    Depois dizer que encontrei coisas genias no texto e algumas coisas que acho que ainda dão para conversar… coisas das quais eu gostaria continuar a dilogar, a trocar pontos de vista, a buscar o enriquecimento atraves do intercambio…
    Este site pode ser canal.
    ANtes de fazer meus comentarios… Quero aproveitar para solicitar aos INDIOS ONLINE ler este texto e deixar aqui suas visoes…deste forma estaremos juntos construindo… elevando nossas consciencia…
    a disposicao,
    Sebas

  2. Ler este texto me deixa muito feliz, pois um dos objetivos deste projeto é mostrar a realidade dos povos indígenas e nada melhor do que uma escola para mostrar esta realidade.
    Precismos dar continuidade a estes encontros com o grupo do EMEB.
    Estamos abertos para novos agendamentos.
    Vcs serão sempre muito bem vindos!
    Obrigada!

  3. atravez de textos como esse e que temos a serteza que no nosso brasil tem pessoas que realmente acredita na verdadeira indentidade di indio,o emeb fez eu como indio perseber que ser indios não e so ter direitos e sim ser sidadão e ser realmente brasilheiro como qualquer outro…
    se todos que ler tentar ajudar,nós consiguiremos uma solução para esses problemas…desde já agradeço a emeb por esse trabalho e dizer a todos dessa escola que estão de parabens e que possamos contribuir para melhorar a visão de muita gente em pros da causa indigena.
    thyrry…

  4. Sempre acreditei que o projeto http://www.indiosonline.org.br pudesse sim abrir novos horizontes, eis ai uma prova disso, abrindo caminhos, espaços para uma nova discussão em torno da visão indigenista. Este texto nos mostra a importância de passarmos informações cada vez mais transparentes para toda humanidade, independentemente de qual cultura pertençam. Temos sim que agir realmente como somos, seres humanos com direitos, e deveres universais para que possamos ter direito a uma CIDANIA PLENA.
    Quero apenas ressaltar, que o Estatuto do Índio infelizmente, ainda não foi aprovado, o que rege nossos direitos na Constituição, é o artigo 231, e 232, e que precisamos fazer garantir.
    Parabéns, ao EMEB, e todos aqueles que tiveram essa iniciativa de levar seu alunado para um contato vivo com nossa cultura, seria muito bom que iniciativas como essa surgissem de forma ampla, vindo de todos os rincões desse planeta!
    Meu muito obrigada de coração!!!

  5. Gostaria de parabenizar a todos da EMEB pela iniciativa! Os alunos e professores estão de parabéns!! O texto ficou ótimo! Seria bomse esta iniciativa tivesse continuidade, que mais textos fossem elaborados abordando outros temas… Que Tupã ilumine a todos!!!

  6. Adorei o texto e apoio o trabalho desenvolvido pelo Emeb, gostaria de receber mais informações sobre o projeto.
    Aproveito para dar uma sugestão: seria muito interessante se vocês colocassem mais textos produzidos pelos próprios índios, onde eles falassem sobre diferentes assuntos da sua cultura, do seu dia-a-dia.

  7. ta otimo o site soque tem falar mais sobre onde o indio mora que e na oca o que tem dentro das ocas onde eles dormem oque eles comem etc…

  8. Me desculpe quem elaborou esse texto,mas e necessario ter mais coerencia e coesao ao relatar um fato importante como esse. Preste mais atençao e boa sorte!!!

  9. oi tudo bem purai eu esto fazendo um trabalho sobre voce eu gosto muito de indio um beijao pra quem leu isso que eu mandei pra voceis

    um beijao pra voce assinado juliaaaa

  10. boa noite, quero saber o que os indios tem a dizer sobre a calvície dos brancos, já visto que os índios tem muito cabelo e forte, qual é o segredo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here