Centenas de pessoas participaram do encontr�o e puderam discuti politíticas indïgenistas.

Monte Pascoal, Extremo Sul da Bahia.

Por: Edmundo Santos

A chuva deu uma tr�gua. O Sol, o ar de sua gra�a. O cen�rio estava montado, faltando s� os Atores principais, as comunidades. E elas n�o fizeram feio. Mesmo com as estradas em p�ssimas condi��es, apareceu um publico muito grande, sobrepujando ate mesmo as expectativas dos organizadores.

�Esses �ltimos dias foram de muitas chuvas em nossa regiões, as estradas est�o quase intrafeg�veis, mais mesmo assim, o povo atendeu o nosso chamado. Estou muito feliz com o n�mero de pessoas que est�o participando da nossa Assembl�ia�, avalia Joel Braz, um dos participantes do Evento.

O ponto alto da Assembl�ia foi � discuss�o envolvendo as comunidades sobrem os gts em curso, e o lan�amento da campanha internacional pela delimita��o do territ�rio do povo Patax�. A campanha ser� lan�ada em setembro na Holanda, B�lgica e Portugal.

�Parte dos recursos para o lan�amento da campanha j� est�o em caixa�, garante Guga, Antrop�logo da ANAI.

Uma novidade esse ano, foi � participa��o das comunidades – Tupiniquim Guarani (ES), Tupinamb�s da Serra do Padeiro e Patax� H� – h� – h�e (Sul da Bahia), al�m das aldeias, Barra Velha e Coroa Vermelha.

�Foi de suma import�ncia esta Assembl�ia para retomarmos os rumos da Frente, e firmarmos o caminho da esperan�a, de um dia termos uma terra sem males�, diz os Coordenadores da Frente de Resist�ncia Patax�.

A Assembl�ia teve o apoio dos movimentos sociais. Entre eles, CESE, CIMI, ANAI, CUT, CEPEDES, FETAG, COEDIN, APOIME, Rede �ndios on line e Sindicatos dos Banc�rios de Itamaraju.

A pr�xima Assembl�ia da Frente, j� foi marcada para os dias, 27 e 28 de outubro na aldeia, Craveira.

conaferd@hotmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here