Educação física diferenciada Pankararu

8 80


Alexandre dos Santos (professor de Educação Física), junto com a COEP – Centro de Organização das Escolas Pankararu, desenvolveram a educação física que corresponde, com as necessidades dos alunos Pankararu. Para isso foi realizado um trabalho de pesquisa, junto com os alunos para descobrirem, quais eram as brincadeiras, jogos e danças de antigamente, e as que são realizadas nos dias de hoje. Entendendo que educação física, se identifica com movimentos corporais, e envolve outras atividades, como dançar, brincar e jogar.

E com o resultado das pesquisas, pode se notar que há diferenças, entre esporte em Pankararu para o esporte de Pankararu.
O esporte de Pankararu, é tudo aquilo que pertence à cultura a várias gerações, como a luta dos guerreiros, o bate gancho, puxada do cipó, arco e flecha e arremesso de lança. E o esporte em Pankararu, são todas aquelas atividades, que foram trazidas pelas comunidades não indígenas, como futebol, vôlei, atletismo, etc.

Mas a maior preocupação, dos coordenadores pedagógicos Pankararu, foi como incluir os alunos indígenas, em todas as atividades. A solução foi respeitar o ritmo de cada aluno, não diferenciar gordo de magro, nem menino de menina, ou seja, tratar todos iguais. A outra preocupação, era como fazer para que os alunos, participarem das atividades mesmo que não queiram. Para isso foi desenvolvido um método, de inclusão onde se o aluno não quiser participar diretamente, o professor o convida para participar indiretamente, como reconhecer as regras e os movimentos das atividades, atreves de relatórios e até auxiliando o professor, e o resto da turma nas atividades.
A Educação Física Diferenciada Pankararu, tem o objetivo de através das danças, brincadeiras e jogos, tanto indígenas quanto não indígenas preservar o cultura, fortalecer a identidade étnica e aumentar a afetividade, dos alunos Pankararu uns com os outros.
A Educação Física Diferenciada, foi implantada a três anos em Pankararu, e essa metodologia alcançou vario resultados até os dias de hoje, um exemplo disso é a diminuição da evasão das escolas indígenas.
Mais informações sobre Educação física diferenciada Pankararu falar com Alexandre dos Santos – Coordenador da Educação física diferenciada Pankararu.
E-mail: alex@indiosonline.org.br

Joabson Gomes de Almeida.

8 comentários

  1. Sou eu, Juliani
    Vcs estão de parabéns com este trabalho. São um exemplo para muitas escolas q hoje tentam trabalhar com Educação Diferenciada.
    Sou Educadora e poucas vezes vejo um trabalho tão integrado como o de vcs!
    Parabéns pelo projeto e pela matéria!

  2. Parabéns pelo projeto desenvolvido através da educação diferenciada. Nós professores nos sentimos muito orgulhosos quando nos encontramos com idéias inovadora dentro da educação,derrubando barreiras, comceitos e preconceitos.Que tenhamos como exemplo para nossas próprias acões como educadores.Parabéns.

  3. OIEU ME CHAMO NORMA SOU ACADEMICA DE EDUCAÇÃO FISICA ESTOU FAZENDO A MONOGRAFIA SOBRE EDUCAÇÃO FISICA DIFERENCIADA, VEJO A REPORTAGEM DE VCS,ESTÃO DE PARABENS, GOSTARIA DE PEDIR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE ASSUNTO PARA PODER ENTENDER MELHOR, EU PRECISO DE MATERIAL PARA PODER CONCLUIR A MINHA MONOGRAFIA, VCS PODERIAM ME AJUDAR, SE FOR POSSIVEL SOU INDIA GUARANI DA REGIÃO DE MATO GROSSO DO SUL,
    aTÉ MAIS AGUARDO SUA RESPOSTA.
    NORMA

  4. Gostaria de receber as instruçoes para jogar o jogo a onça e os cachorros , inclusive as dicas de uso e como fazer o tabuleiro

  5. Nós profissionis de Educação Fisica,devemos nos preocupar com o futuro do amanhã.As crianças são o futuro. Seu trbalho e maravilhoso,adoro conhecer novas experiencias,fiquei maravilhada em encontrar teu trabalho.Seringueiras-Ro.13/01/2008.

  6. Não tenho a menor intenção de macular nem este site nem qualquer pessoa, índia ou não-índia. Digo isso, porque apesar de indígena sou Cristão, Rosa-Cruz, Esoterista, Martinista e conheço e respeito as Leis deste país. Sou um velho com 66 anos de idade e quando emito um pensamento o faço com o devido escrúpulo. Parabenizo o trabalho de todos aqueles que se empenham em miscigenar posiitivamente todos os povos e por isso, ao ver essa foto das moças indígenas jogando futebol, duas delas, pelo menos, calçadas apenas de meias, sem sapatos ou chuteiras, não posso deixar de incentivar meus irmãos e irmãs indígenas a se manterem firmes em suas tradições e costumes indígenas, um deles certamente o uso de calçar apenas meias ou meias e sandálias. Acho que é uma opinião sensata, que em nada fere ou ofende nenhuim regulamento ou Lei e que trata apenas de defender o direito dos índios de se vestirem e calçarem como lhes for mais conveniente. Peço a Deus que perdoe quem achar o contrário.

Partilhe um comentário