Acompanhar as ações formuladas pelo Fórum de Educação Indígena da Bahia é um dever de todos os índios.

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) sedia, terça-feira (18), das 8 às 17 horas, o Fórum Estadual de Educação Indígena. O evento, aberto à comunidade, tem o objetivo de debater a construção, de forma aberta e coletiva, da política pública de educação para as 14 etnias indígenas do Estado. A promoção é da Secretaria da Educação da Bahia (SEC).

Dentre os temas abordados estão a formação inicial e continuada de professores, sistema de cotas e permanência de estudantes indígenas nas universidades e faculdades da Bahia. “Serão identificadas demandas educacionais e levantados subsídios para a construção das diretrizes estaduais de educação escolar dos povos indígenas”, salienta Rosilene Cruz de Araújo, da Diretoria de Educação Indígena da SEC.

É esperada a participação de cerca de 30 representantes de comunidades indígenas, da SEC e da Direc 02, além de professores e estudantes universitários. Os trabalhos serão desenvolvidos na sala 01 da Pós-Graduação em Letras e Educação da Uefs no módulo 2 do campus universitário.

FSA, 13/5/10

Ascom/Uefs

Texto retirado do portal da uefs:

www.uefs.br/portal

Jandair- Tuxá. / jandairribeiro @hotmail.com/(75)88076332/91988479.

Um grande projeto idealizado pela professora Lilian Pacheco da UEFS(PIBID) e aprovado pela CAPES , é uma das grandes conquistas que o Governo da Bahia deve investir de imediato, já que a formação dos professores e a elaboração de material didático está em voga nesse trabalho.
Os Professores do Magistério Indígena da Bahia, sonham em ter sua carreira reconhecida e formalizada, com salários dignos, formação continuada de qualidade e autonomia para trabalhar.
Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Nossa que bela iniciativa…
    Como gostaria de participar,mas como não posso desejo a aqueles que irão prestigiar o evento que tenha um encontro de produtivas reflexões e conquistas.

  2. Em gostem muito proque um povo que a vive na aldeia a muitos anos e que porteje a nossa floresta deve mereser muitos crario e gatidão pro tudo isso minha tatara avó era india e o nome do trimbro delar e eles erão chamados indios cariries eu também só indio proque ainda core sague de indio na minha veia eu sou Christian Fonseca Dantas e a minha familia queseu por causa que os bracos se alogarão-se ale estuparão ela .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here