Atualmente em Roraima, em Boa Vista em especial, estima-se que tenha um total de 700 a 1.000 alunos indígenas estudando em diversas Universidades e Faculdades, todos na maioria das vezes em busca de melhorias para as suas comunidades, seus povos, suas regiões. O problema é que na cidade desses mesmo total, talvez 75% não tem condições de se manter, estudando ou frequentando regulamente os seus devidos cursos.

Esses 75% tem que, pagar aluguel, alimentação, vestimento, transporte, xerox, compra de livros e outras coisas que precisam para estudar. No ano de 2007 a Universidade federal lançou o primeiro edital do Processo Seletivo para Indígenas – PSEI, no total de 11 vagas.E atualmente oferece 50 vagas por ano para alunos indígenas, em quinze cursos regulares. Saber que qualquer universidade lança vagas para estudantes indígenas, anima qualquer um parente que tenha concluído o ensino médio. Ainda mais saber que é em universidade pública, ai vem aquela ideia: se é pública é de graça. Engano nosso!!!

Fora essas vagas ofertadas pelo PSEI, temos ainda o curso de Gestão territorial Indígena, que por turma entram a cada Vestibular um total de 40 alunos, e o curso de Licenciatura Intercultural, que por vestibular entram 60 alunos. E ainda tem os alunos indígenas que estudam em Universidade e Faculdades Particulares. Os alunos de Gestão Territorial Indígena, contam com uma bolsa concedida pela Fundação Nacional do Índio – FUNAI, no valor de R$ 300,00, sendo que essa bolsa só é concedida em alguns meses do ano, no período em que os alunos deste curso estão em período Universitário, é desse mesmo dinheiro que eles tem que pagar os seus transporte, a sua alimentação, a sua moradia e os seus vestimentos e ainda outras coisas.

Diferente dos dois curso, os Alunos que entram no vestibular do PSEI e nos cursos das Universidade e Faculdades Particulares, tem que concorrer as Bolsas que são ofertadas pelas Instituição com os outros alunos não indígenas, e as ajuda de custo ofertada pela FUNAI para estes alunos é de R$214,00, e é desse mesmo dinheiro que esses alunos tem que pagar o transporte, a alimentação, os materiais didáticos, aluguel, a ainda tem uns que pagam as parcelas das suas Universidades/Faculdades.

Alunos Indígenas , no 1º Seminário Nacional de Educação Superior Indígena - Boa Vista RR - 2010

Primeiro o MEC, financia as Licenciaturas Indígenas, com convenio como o PROLIND e o SCDP, e os outros curso que os indígenas estão inseridos Ficam a mercê da Sorte para esses financiamentos. Ainda tem dúvidas do porque que alunos indígenas que entram nas Universidades/Faculdades desistem? Em outro caso que aqui vale citar, as bolsas oferecidas pela FUNAI, para o curso de Gestão Territorial, assim como, a ajuda de custo que são ofertadas para os alunos indígenas dos cursos não específicos, sempre atrasam, sem falar que as ajudas custo aqui citadas somam um total de 70, isso quer dizer que pra um aluno indígena entrar nela, outro tem que sair. Por que o MEC, não estuda políticas que venham beneficiar tanto as licenciaturas, como Bachareis, que também são uma necessidades das comunidades indígenas???

Depois de tudo, cheguei ao ponto que queria chegar, se o aluguel desse aluno atrasa, se ele não tem dinheiro para comprar xerox ou livro, para sua alimentação, para o seu transporte, quem vai pagar essa CONTA??? Ai se explica a evasão dos Alunos indígenas das UNIVERSIDADES.

As bolsas tanto ofertada pela Universidade, como a Bolsa e Ajuda de Custo ofertada Pela FUNAI, SEMPRE ATRASAM !!!! Isso não é ninguém que me disse não, pois eu mesmo passei por essas situações aqui citadas e muitos de meus amigos que estudam aqui Universidade Federal e nas Universidades e Faculdades me falam, e eu estou no dia a dia em convivo com esses mesmo estudantes indígenas, me ligam para saber e para contar que a parcela da Universidade/Faculdade estão atrasadas, que não tem dinheiro para pagar, que o aluguel venceu, enfim de tudo um pouco. Aí a pergunta: E se a conta atrasar que é que paga?


Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
Indígena Makuxi - Raposa Serra do Sol; Acadêmico de História; Militante de Movimentos e Organizações Indígenas: OPIRR< CIR< ODIC< APIRR "Pode até Calar um Índio, Mais a Nação se levanta para Gritar" Alex Makuxi

2 COMENTÁRIOS

  1. Realmente é dificil irmão Makuxi, essa é a realidade em todo Brasil,quando comecei a minha licenciatura não tinha condições, a FUNAI, se propos a nos ajudar,eramos muitos, sempre acontecia de atrasar a bolsa para pagar a faculdade e apostilas, todo material necessário para pesquisas , ficavamos constragidos, pois a faculdade nos proibia de fazer avaliações, e o recebimento das notas etc. Isso me magoava profundamente, tantas vezes pensem em desisti, pois ja não aguentava aquela situação humilhante.E muitos desistiram, outros por atrasos em pagamentos perderam periodos, tiveram que recomeçar.Sem falar de aluguel, alimentação e transporte!

  2. Então parentes, estou totalmente de acordo como vocês,
    é muito constrangedor o que fazem com os universitários indigenas,
    isso realmente chega a desanimar, mais se a verba não chega,como é que vamos comprar nossas apostilas,e nossa alimentação,resumindo,como que vamos arcar com as nossas despesas?
    Estamos nos esforçando para tentar levar-mos uma melhoria para as nossas aldeias,mas,na maioria dos casos não temos condições de nos bancarmos, e dependemos infelizmente da FUNAI!
    Será que o salário deles também atrasa, será que passam pela mesma humilhação qua passamos?
    Isso é um desrespeito a nós,por isso pensemos melhor na hora de escolher nossos representantes!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here