Hoje vim aqui como estudante e sobrinha de Maria Muniz conhecida por alguns amigos como Maya. Vim para falar dessa pessoa que é muito batalhadora, o que é fácil de ver observando toda trajetória de sua vida e o quanto ela fez pela nossa comunidade. Sua vida como professora começou em uma localidade chamada Palmira, muito jovem começou a trabalhar sem ter sequer o 1grau completo, mas o vereador chamado Brasilino achou que seria importante ela entrar nesse emprego e que ela precisava terminar os estudos. Ela já era casada com Lió, disse a Brasilino que iria falar com o marido e Lió concordou que ela trabalhasse como professora em Palmira. Assim, foi professora em Palmira e estudou em uma cidade chamada Ibicaraí. Quando nós índios retomamos o caramuru, hoje cede do posto indígena, toda sua família se mudou e ela começou a trabalhar como auxiliar de ensino, foi convidada a fazer um curso para professora e terminando esse curso começou a ensinar como professora alfabetizando vários índios. Alguns desses índios que Maria Muniz ensinou hoje já são professores. Maria Muniz desde o inicio de sua vida na escola sempre correu atrás dos nossos direitos como estudantes, cobrava da prefeitura e políticos a merenda escolar, os livros, os cadernos etc. Ao todo ela tem 39 anos de trabalho podendo se aposentar se quiser mas diz que quer continuar dando sua contribuição como educadora. Atualmente trabalha pela FUNAI como fiscal das escolas indígenas, observando qual o conteúdo que esta sendo passado para os alunos
Por isso minha homenagem a essa grande guerreira, acho que ninguém pode falar em educação no caramuru sem citar o nome de Maria, pois acho que na minha aldeia Maria Muniz é quem mais trabalhou pela educação.

Olinda Muniz

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here