Brasília, 22 de setembro de 2009
Conversa com Senhor Antão
Etnia Xavante_ Aldeia Sangradouro (MT)
xavante
Conversei com o Senhor Antão durante 25min, a pedido do mesmo, para que ele fizesse um relato da atual situação de sua aldeia no Mato Grosso. Ele veio a Brasília a pedido do cacique da aldeia, Senhor Paxão. O senhor Antão nos chamou atenção para a questão da saúde indígena dentro da aldeia. Nos últimos dias haviam morrido mais quatro indígenas, entre eles parentes do Senhor Antão. Tal situação de morte de indígenas vem ocorrendo a alguns meses na aldeia. Perguntei para ele se ele saberia me dizer quais eram as causas das mortes e ele me respondeu que havia muitos indígenas morrendo de diabetes e febre, entre outras mortes desconhecidas. Falou um pouco também dos problemas que se tem com bebida alcoólica na aldeia, principalmente, entre os mais jovens.
A principal reclamação feita por ele a mim é o descaso do governo com a situação da aldeia. Eventualmente, se recebia a visita do agente da FUNASA, ele não soube me dizer com que freqüência. Falta remédios e recursos para tratar da saúde indígena, além de ser comum a chegada de remédios vencidos na aldeia. Ele fez alusão a respeito de desvio de verba e subutilização dos recursos que seriam destinados a saúde indígena da região. Falou que a situação era melhor quando a FUNAI cuidava da questão da saúde nas aldeias.
O senhor Antão veio até Brasília para pedir ajuda para sua aldeia. No dia de nossa entrevista ele foi até o senado, para também pedir ajuda. Falou com os assessores dos senadores Gilberto Goellner e Carlos Bezerra. O desejo dele e do cacique da aldeia, que pediu que ele viesse até Brasília, é que se façam reportagens na aldeia para que se mostre a situação da saúde dentro dela. Pediu que entrássemos em contato com os meios de comunicação, nacional e internacional. “Chamem os estrangeiros para filmar a situação de nossa aldeia.” – nas palavras do próprio. Ele se mostrava muito apreensivo com a situação e pediu enfaticamente, que fizéssemos alguma coisa.

OS: Vai em anexo desse texto uma cópia do pedido de ajuda feito no Senado pelo Senhor Antão.

CONTATOS DA ALDEIA:
(66) 3449.2000
(66)3400.7220

Redatora
Ellen Krohn
Estagiária do Memorial dos Povos Indígenas
(61) 3344.1155
(61) 3344.1154
(61) 9618.7168

Comentários via Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Parenetes, casos como esse vivenciado pelos Xavante é comum em outros povos também. É horrível percebermos como somos tratados, principalmente com relação a saúde. Um direito de todos acaba sendo negado e mal aplicado dentro das aldeias. O descaso dos órgãos competentes é visível. O que devemos fazer??
    Denunciar…Tornar essas notícias públicas para que todos percebam o que verdadeiramente acontece e para que possamos de alguma forma conseguir ajuda para resolver essas situações…
    A preocupação do Senhor Antão é igual a de muitas outras lideranças que preocupadas com seus povos buscam ajuda e lutam pelos seus direitos!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here