O Conselho Indígena de Roraima (CIR) é uma organização indígena sem fins lucrativos que tem por objetivo a luta pela garantia dos direitos dos povos indígenas de Roraima. A criação do CIR tem seus primórdios na década de setenta, quando começaram a ser formados os primeiros conselhos regionais reunindo comunidades indígenas que buscavam alternativas políticas e econômicas frente a uma situação de extrema violência e opressão por parte de fazendeiros, garimpeiros e outros setores interessados na ocupação de seus territórios tradicionais. Em 1987 uma Assembléia Geral realizada na Missão do Surumu reunindo tuxauas de diversas regiões decidiu criar uma organização com sede em Boa Vista para representar e encaminhar as reivindicações dos povos indígenas do estado. Foi assim formalizada a criação do Conselho Indígena do Território de Roraima (CINTER), que mais tarde passou a ser denominado Conselho Indígena de Roraima (CIR).

A princípio o trabalho da organização concentrou-se na luta pela demarcação de seus territórios tradicionais, destacando-se a implantação do projeto do gado com os objetivos de ocupação territorial e melhoria alimentar nas comunidades, o qual abrange atualmente 130 comunidades e um rebanho de mais de 48 mil animais. O trabalho ampliou-se com sucesso nas áreas de saúde e educação, ajudando a estruturar o Distrito Sanitário Indígena do Leste de Roraima e uma rede de 210 escolas nas comunidades indígenas, onde atuam mais de 1.000 professores indígenas e um número de quase 12.000 alunos. Outro avanço significativo foi a conquista progressiva de espaços políticos, tornando-se o principal interlocutor das comunidades indígenas do estado frente às autoridades e órgãos competentes. Em nível nacional desponta como uma das mais atuantes organizações indígenas, participando da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) e outras instâncias de representação indígena no país. Em nível internacional sua atuação também é reconhecida, mantendo parceria com várias instituições voltadas à defesa dos direitos indígenas em nosso continente.

O Conselho Indígena de Roraima (CIR) é dirigido por uma coordenação geral, eleita na Assembléia Geral dos Tuxauas para um mandato de dois anos, e por uma coordenação ampliada composta de 28 pessoas, composta pelos representantes dos conselhos regionais e que se reúne de três em três meses para avaliação e planejamento das atividades. As Assembléias Gerais de Tuxauas acontecem anualmente, com a participação de tuxauas e outras lideranças como professores, agentes de saúde e movimento das mulheres, assim como as Assembléias Regionais que acontecem pelo menos uma vez ao ano em todas as regiões do estado.

A atuação do Conselho Indígena de Roraima no contexto da atenção à saúde no Distrito Sanitário Indígena do Leste de Roraima está alicerçada na sua representatividade histórica e na credibilidade conquistada junto às comunidades indígenas ao longo de quinze anos de execução de ações na área de saúde, ajudando decisivamente na implantação e estruturação dos serviços de saúde de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Subsistema de Saúde Indígena e considerando os marcos legais da complementaridade, controle social e gestão participativa.

Trecho retirado do artigo”Saiba qual a posição do CIR sobre a Saúde Indígena com o fim do contrato com a FUNASA” que fala do Histórico do Conselho Indígena de Roraima, a matéria completa ver no link: http://www.cir.org.br/portal/?q=node/644

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR
Indígena Makuxi - Raposa Serra do Sol; Acadêmico de História; Militante de Movimentos e Organizações Indígenas: OPIRR< CIR< ODIC< APIRR "Pode até Calar um Índio, Mais a Nação se levanta para Gritar" Alex Makuxi

1 COMENTÁRIO

  1. estou impressionnada com o trabalho de vcs, sou do povo macuxi, mais sai dai ainda bb, meu pai serviu na fonteira e qdo nasci,ele me trouxe para goiania-go.nao sei muito sobre a minha origem, mas quero muito conhecer o meu povo e a minha mae que se chama darcy mancini de lemos.as HIstorias que eu ouvi, acho que faco parte da comunidade RAPOSA SERRA DO SOL.Meus avos se chamam heraclito mancini de lemos e julia de lemos mancini. por favor entre em contato comigo, luisaccmancini@hotmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here