Que antigamente utilizada era como uma fonte alimentar de sobrevivência. Todo seu preparo desde, arrancar a pornunsa até a quixibá pronta é feito exclusivo pelas mulheres,

acompanhada de seus filhos pequenos que as ajudavam. Hoje a Quixibá não é mais um prato tradicional na alimentação dos Pankararu com freqüência. São poucas as pessoas que conhece e sabem fazer a Quixibá.

A Quixibá é feita a partir da tapioca e manipueira (água extraída da mandioca depois de ralada) de pornunsa de olho vermelho (espécie de mandioca).

Arranca-se, as pornusas. Depois descasca a pornunsa, lava com água, depois ralada e acrescenta um pouco de água se estiver muito apurada a manipueira, depois é espremida em um trançado de palha de licurizeiro.

Depois se coloca a manipueira para ascentar e extrair a matéria prima para engrossar a Quixibá (a tapioca). Quando a tapioca estiver ascentada. Côa a manipueira, leva ao fogo para cozinhar.

Quando estiver fervendo a manipueira retira-se a espuma, depois retira toda a espuma. Cozinha a manipueira por cerca de 3 horas até ficar adoçada e de cor amarela.

Depois se retira um pouco da manipueira cozinhada e deixa esfriar e dissolve a tapioca na manipueira retirada e junta a que esta no fogo cozinhando, mexendo sempre para não embolar ou encaroçar, deixa no fogo por mais uns 3 ou 5 minutos. Dica: pode-se acrescentar umbu quando colocar a tapioca dissolvida.

Sandra Monteiro (sandrapank)
Sandra_monteiropank@yahoo.com.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. parabéns Sandra, temos que estar mostrando de um tudo, até mesmo nossa culinária que apesar de estranha para alguns é rica em nutriêntes e protéinas, e talvéz possa até ajudar crianças necessitadas que não têm condições de uma alimentação boa.

    vamos mostrar de tudo um pouco da nossa cultura…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here