negro_indio

 

 

CIDADANIA

 

Condição de um cidadão, com seus direitos e obrigações, seria a premissa de uma cidadania plena de fato e de direito. No entanto a grande maioria dos brasileiros se diz cidadãos e desconhecem o verdadeiro protagonismo assistindo inertes aos descasos e desmandos através dos Poderes do Estado.

 

Uma grande parcela da população sem o mínimo de senso crítico, aceita migalhas como: cestas básicas, blocos, cimento, areia, dentadura, frete para mudança, pagamento de conta de luz ou água, remédios, etc.

 

Formados pela ignorância acreditam quer ser cidadão é apenas votar, servindo apenas de escada para indivíduos mal intencionados que apenas querem tirar proveito das necessidades básicas das pessoas que vivem em condições subumanas, abaixo da linha da pobreza se instalando nos corredores do Poder.

 

Desde a Idade Antiga que surgiu a idéia de cidadania que não absorvia todas às classes, acontecendo também com a união de dois grupos: o Rei e a burguesia.

Surgindo um novo tipo de Estado, o Estado de Direito, que é o norteador do modelo atual de exploração e dominação do capital.

 

Cidadania é a participação de todos em busca de benefícios sociais e igualdade. Mas a sociedade capitalista se alimenta da pobreza. No capitalismo, a grande maioria não pode ter muito dinheiro, afinal, ser capitalista é ser um grande empresário. Se todos fossem capitalistas, o capitalismo acabaria ninguém mais ia trabalhar, pois não existiriam mais operários.

Cria-se o homem consumidor alimentado fortemente pela mídia com suas propagandas, jogadas de marketing, telenovelas, reality show e o ápice da criação – shopping center por todos os lados e pão e circo oferecido pela maioria dos governantes. O homem que consome satisfaz as necessidades que outros impõem como necessárias para sua sobrevivência. É preciso mudar essa idéia e criar seus próprios conceitos e a escola parece como fundamental nesse processo de mudança.

 

O capitalismo não deseja ver a sua maior fonte de renda pensando, criticando, lutando pelos seus direitos, fiscalizando os recursos adquiridos através dos impostos, cobrando o cumprimento das leis, etc.

O buraco sem fundo foi instalado e a mente se esvaziou ninguém mais ouve ou enxerga é como se o mundo ficou bestializado, fundou-se a ignorância.

 

A máxima é corrupção, ganância, guerra, destruição, alienação, dominação, analfabetismo, preconceito, discriminação, endividamento, fome, drogas (alcoolismo, tabagismo e narcóticos) miserabilidade para muitos e riqueza para poucos.

 

É preciso urgentemente acordar e perceber que o universo é para todos, que a verdadeira cidadania é conhecer seus direitos e deveres.

 

 

                                                    DIREITOS DO CIDADÃO

 

Direito a Vida

 

A Reputação;

 

Reserva da sua vida privada;

 

Liberdade de Imprensa; e de Expressão;

 

Direito à manifestação nos termos da lei;

 

Direito de fixar residência em qualquer parte do território nacional;

 

Direito de indenização e responsabilidade do Estado;

 

Direito à liberdade e a segurança;

 

Direito à assistência Jurídica;

 

Direito de exercer o poder político através do sufrágio universal (Princípio ou vigência do direito de voto de todos os cidadãos que preenchem as qualificações previstas na lei, ou de ampla parcela da população, sem hierarquias ou restrições por critérios de classe, renda, etnia etc.);

 

Direito de apresentar petições, queixa, denuncia e reclamações perante a autoridade competente para exigir o restabelecimento dos seus direitos violados ou em defesa do interesse geral;

 

Direito de ação popular (indenização, direitos dos consumidores, preservação do meio ambiente e o patrimônio cultural, defender os bens do Estado e das Autarquias locais);

 

Direito de propriedade;

 

Direito ao trabalho;

 

Direito a greve;

Direito à Educação de qualidade;

Direito à Saúde de qualidade;

Direito à liberdade de criação cultural (cientifica, técnica, literária e artística);

Direito à assistência na incapacidade e na velhice.

 

 

                                                 DEVERES DO CIDADÃO

 

Respeitar e considerar os seus semelhantes, respeitando às diferenças existentes;

 

Servir a comunidade nacional, pondo ao seu serviço as suas capacidades físicas e intelectuais;

 

Trabalhar na medida de suas possibilidades e capacidades;

 

Preservar, e cuidar do patrimônio público (praças, jardins, monumentos, etc.);

Fisacalizar às contas públicas pagas com os recursos advindos dos enúmeros impostos pagos.

 

Infelizmente, o que vemos são homens e mulheres bestializados comentando nas ruas, bares, praça de alimentações dos shoppings, restaurantes, etc., sobre programas, novelas, grifes, modismo, futebol, festas, “pegação”, enfim, nada que acrescente a sua formação cidadã. Preferem à inércia vivendo na sulbaternização escravizados pela ignorância.

 

Ser cidadão é enriquecer seus conhecimentos, conquistar confiança e respeito das pessoas o qual se relaciona. Conhecer seus limites e respeitar o limite dos outros.

 

Cada Povo tem suas regras para uma boa convivência com o meio em que vive, basta segui-las!

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Yakuy pela matéria como sempre , muito esclarecedora. Temos muitos direitos sim a cobrar aos quais o governo deveria dar mais atenção e ser mais ativo , porém como vc mesmo diz: não podemos esquecer que todo cidadão tem deveres também . Se queremos ter uma sociedade mais justa e igualitária , temos que fazer nossa parte , só assim teremos uma vida mais saudável , com menas injustiças , e direitos respeitados !!! Grande lição de cidadania vc dá ao repassar ou relembrar estes conceitos tão importantes para um mundo melhor !!!! Um grande abraço guerreira !!! è sempre muito gratificante ler suas matérias !!!! Fica na Paz !!!!

  2. Devemos lutar para exercer a nossa cidadania, com os direitos e deveres que nos cabe e assim, contribuir para a construção de um mundo melhor!

  3. Belíssima matéria! Você nos contempla com uma grande lição de cidadania, o que hoje é esquecido por muitos cidadãos,pois muitos só pensão em seus direitos e esquecem de seus deveres.Devemos sim lutar pelos nossos deireitos e deveres para tentarmos construir um mundo melhor e mais igualitário, princiapalmente em nosso país que não é nada igualitário, pois aqui o rico sempre fica mais rico e o pobre cada vez mais pobre.
    Parabéns pela sua matéria Yakuy, desejo que você continue assim escrevendo belos texto, para que nós leitores possamos refletir e enriquecer os nossos conhecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here