CHEGADA DOS XOCÓS

A Tribo Kariri da Aldeia Urubu-Mirim( Porto Real do Colégio), mantia uma relação cultural, política com outros grupos indígenas do Baixo São Francisco. Entre os grupos que se relacionavam com os Kariris de Colégio, eram: os Karapotó de Tinguí-Al, Pacatuba do Rio Poxim-Se, Carnijós de Águas Belas-Pe, os Xocós da Ilha de São Pedro-Se e os Pankararus-Pe. No século XIX a política indigenista do Império do Brasil, foi arrazadora para os povos indígenas, publicou a Lei das Terras em 1850, declarando como Domínio Público. Nesta fase foram extintos muitos aldeiamentos nas províncias de Alagoas, Sergipe, Pernambuco e outras regiões do Império, por critérios raciais e discriminatórios, só para se aposarem dos territórios indígenas. Os Kariri de Colégio por manter relações com esses grupos indígenas ao longo de sua história, á eles era solidário, acolheu muitas tribos em sua tribo, casando uns com os outros fazendo parte de um único povo. É o caso dos Xocó da Ilha de São Pedro de Porto da Folha da Província de Sergipe, suas terras foram leiloadas e vendidas aos arrendatários do próprio território, por ordem do Império a parti de 1870. Liderados pelo Cacique Inocêncio Muirá, os Xocós lutaram bravamente para ficar na terra, mas os adversários eram poderosos coronéis da região do Sertão . O Cel., João Fernandes de Brito, maior rendeiro do território indígena, após várias investidas, finalmente expulsa os Xocós da Ilha de São Pedro em 1882, ficando no local só família de Inocêncio Muirá e Manoel Lapada. Os Xocós sairam de São Pedro em canoas, com seus pertences, foram buscar abrigo entre os Kariri de Colégio no lado da Província de Alagoas. Na grande mudança dos Xocós, alguns foram para Itabaiana, Carrapicho e Serra Negra em Sergipe, outros para Águas Belas-Pernambuco. Mais a maior parte dos Xocós ficaram mesmo em Porto Real do Colégio, na referida ” Rua dos Índios “. Com os casamentos inter-étnicos entre Kariri e Xocó, os indígenas de Porto Real do Colégio, formaram a Tribo Kariri-Xocó.Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. É uma grande alegria está fazendo este comentário, pois desde criança queria saber sobre a minha história, fui crescendo e as circunstancias da vida não mim permitiram buscar saber mais das minhas raizes bio-culturais. Pois bem, sou um Xocó, busquei saber sobre minha tataravó que que era india e se chamava “Patú”, tinha um outro nome de batismo, mas era assim que todos a conheciam, ela foi roubada dos seus pais quando ainda era criança, foi criada por brancos, teve um filho com um dos ricos donos de engenho em Porto da Folha, mas era apenas “mais uma que ele levava para o seu arém”, este filho foi o muito conhecido e respeitado “Galdino Mota” de Serra Negra (hoje Pedro Alexandre, no estado da Bahia), depois de ter tido um desentendimento com o seu Padastro (marido de Patú)em Porto da Folha, foi embora para Pedro Alexandre, logo depois ela foi embora morar com seu filho deixando para traz o esposo. lá em Pedro Alexandre a sua familia cresceu através de seu filho, hoje somos uns 20% a 30% da população do municipio, somos uma grande familia, todos com traços marcantes indigenas,mas só depois de longas conversas com os meus tios-avós, é que pude ter a certeza que de fato somos todos de descendencia Xocó, Graças a Deus, mas ainda não conheço a aldeia nem os meus irmãos Xocós da Ilha de São Pedro.
    se poderem me passar um contato, ficarei muito feliz.

    José Gilmar
    Salvador, Bahia 29/06/07.

  2. Que tristeza,esse texto é péssimo.Precisam fazer uma visita à Ilha de São Pedro e conhecer de perto seus ” românticos indianistas da cidade”.

  3. É, o texto é bom não é basicamente o que eu quiria e também não é um dos melhores mas me serviu.

  4. O texto não fala sobre a caiçára. local onde a maior parte dos XOKÓS habitaram a maior parte das suas vidas, inclusive meus pais e eu até os 5 anos de idade quando viemos para o RJ. obs. xokó é com k e não com c. o cacique atual Bá é meu primo.visitei a ilha de são Pedro recentemente.

  5. José Gilmar,gostei de saber que você é um parente meu;pois tambem sou Xocó, moro em Santana do Ipanema Alagoas. Espero em breve ter contatos com você para agente se conhecer melhor e te convidar para você conhecer seus parente. Meu telefone: 82-9993-0782. Abraços!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here