As atividades femininas na arte da cerâmica, se destaca como fonte de renda para os Kariri-Xocó desde a época do Brasil colônia. Porque antes do contato com o europeu essa arte de cerâmica utilitária servia só para suas necessidades cotidianas. O processo de confecção da cerâmica utilitária segue várias etapas no feitio das peças(objetos cerâmicos): do pote, panela, frigideira, jarras e outros. A mulher responsável por esta arte aprende a trabalhar quando criança com sua mãe, que ensina toda a técnica. Quando a pessoa do sexo feminino chega a fase joven ou adulta já pode dominar a técnica de confecção. Primeiro a mulher vai até a fonte de argila( o barreiro ) para retirar o barro. Quando chega em casa o barro é quebrado os torrões, agoa a argila para desmanchar os bolos de terra. Após essa operação vai ser retirado as pedras contidas na argila, pinicando com os dedos o barro molhado. Segue outra etapa na preparação da argila, a mulher indígena vai amassar o barro, pulverizando-o com cinza e areia para amaciar a argila. Vamos agora fazer as peças da cerâmica, tira um bolo de barro já preparado e começa a socar até fazer um buraco no centro para dar forma a criação artística: pote, panela ou outro objeto. Definindo o tipo da peça inicia a modelação do objeto frojando, formando um bojo aparecendo já um pouco com o pote. Deixa secar durante umas duas horas para colocar as bocas das peças, botando uma tira de barro tipo cobra sobre o bojo rodando no acento até formar a boca do pote. Frojar é a formar a boca do pote, modelando-o com um pano molhado modelando toda a parte de cima da peça. Entra a fase de capiar o pote, é uma operação de raspar ao redor da peça para melhorar o objeto. Botar tauá é colocar argila amarela sobre a peça, dando um banho de tinta no objeto para iniciar o alisamento, com a semente de mucunâ. Os ojetos cerâmicos vai para o Sol, secando aos poucos durante dois dias consecutivos. Pintar os potes é fazer desenhos florais nas peças com tauá branco, ussando como pincel um capucho de algodão molhado na panela com o recipiente. A louceira como é chamada mulher que trabalha com esta arte faz seus desenhos na peça com muita criatividade. Para finalizar o processo de confecção da cerâmica vai ser colocadas as peças no forno pra queimar os objetos. O queimador homem responsável na operação de cocção, colocando lenha em fogo na boca do forno até queimar as peças. Estar pronto os objetos cerâmicos em todas suas fases do iníocio ao fim do processo desta bela arte indígena. Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here