Nós, povos indígenas Pataxó hãhãhãe e Tupinambá de Olivença,após várias reuniões de Caciques ,Lideranças e comunidades em nossas Aldeias, tivemos a convicção de que a atual administração não vem usando os recursos em prol das comunidades Indígenas, que na maioria das vezes, são usados de forma errada nos repasses a seguir: Como diaria para os servidores, suprimentos de fundo e compras ilegal de peças para consertos de carros ilegalmente locados e etc.

A falta de transparencia de recursos destinados para a agricultura, a falta de apoio juridico para as Aldeias, e com isso vem levando a demora da demarcação do nosso territorio. Nós, Povos Indígenas do Sul da Bahia, sabemos a importância do funcionamento da FUNAI de Ilhéus para as nossas Aldeias, para que possamos desenvolver uma política de qualidade sustentável para as comunidades da região.

Queremos imformar a toda sociedade que Nós estamos a quatro (04) dias dentro da FUNAI de Ilhéus, reivindicando os nossos direitos, e que ela já vem a algum tempo com dificuldade de funcionamento.

CITAMOS ALGUMAS IRREGULARIDADES:

1- Três meses cortados água, luz, telefone e internet, e isso nos prejudicou a vinda das lideranças na AER, quando vinham reivindicar os interesses da comunidade sabendo que esses recursos são continuos na administração.

2- Queremos que seja investigados os recursos destinados para FUNAI de Ilhéus no exercicio de 2006 e 2007.

3- Consertos e aluguéis ilegais e contratos sem licitações de carros.

4- O mau uso do repasse das verbas da agricultura destinadas para as comunidades.

5- A falta de um maior apoio jurídico, com um procurador dentro da FUNAI de Ilhéus – BA.

6- Queremos a conclusão do relatório da terra Tupinambá de Olivença, e que a FUNAI, junto ao STF – Supremo Tribunal Federal, acelere o julgamento da terra Pataxó Hãhãhãe.

7- Durante três meses, mesmo com sede, a FUNAI funcionou na casa do servidor Joel Bezerra, sabemos que isto é ilegal.

8- Queremos que a auditoria, que vem intervir junto a FUNAI, ouça também lideranças e comunidades Indigenas.

9- Durante o periodo de 2006 e 2007, houve vários assasinatos com os índios, e
a administração de Ilhéus não tomou nenhuma providência.

Por isso, nós, revoltados com toda situação causada pelo mesmo, decidimos, com a comunidade, pedir a saida do administrador Agnaldo Francisco dos Santos da
AER de Ilhéus – BA. Diante dos fatos citados, exigimos uma auditoria para que investigue e apure o ocorrido na sede desta AER de Ilhéus, com o máximo urgência
e até mesmo para moralizar a política do partido PT na região.

Desde já queremos que sejam atendidas as nossas reivindicações pelo “PRESIDENTE DA FUNAI” – Brasília, e agradecemos pela compreenção e atenção de todos.

Povos Pataxó Hãhãhãe e Tupinambá de Olivença
Por Jaborandy Yandê Tupinambá
jaborandy@indiosonline.org.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Caros companheiros,

    È lamentavel a situação a que se chegou o movimento indigena. Um verdadeiro caos total.
    O que está acontecendo hoje no orgão indigenista, a Funai, é nada mais do que resultado de uma politca baseado na coptção de lideranção indigenas desenvolvidas pelo órgão federal na imagem de administradores e servidores corruptos, que são pagos com dinheiro de nossos impostos para atenderem bem e trabalharem pelos povos indigenas, quando na verdade, de maneira trágica discemina nas aldeia atraves de seus lideres, politicas fundamentadas no individualismo, usurpando o direito do indio que está na aldeia, e, por não ter acesso às informações acabam aceitando tudo ou quase tudo que pseudas lideranças os dizem.Que na maioria das veze, só são mentiras, ao invés de apresntar projetos de desenvolvimento na comunidade para que sejam independentes, e não reféns de uma instituião corrupta e desacreditada como a Funai é desde suas origens.
    Hoje um grupo de çlideraças estão comemorando o que eles acham que foi uma vitoria. Mas são incapazes de enchergar um palmo de ante dos narizes. Salvo alguns, os teleguiados. Mas,algumas de nossas supostas lideranças estão neste movimento simplismente para tirar proveito da situação, se aparecer como senhores donos da verdade e virtuosos. Busque a vida e convvencia de cada um (não são todos)dessas supostas lideranças, que irá perceber que o seu discruso estar longe de suas praticas, de suas atitudes na aldeia ond convevem. Os que estão aì hoje se vangloriando do fracasso administrativo do sr. Agnaldo Pataxó, são aqueles mesmo que estorquiram as comunidades indigenas durante suas administração. O fato de estarem revoltados hoje, além da inveja e cobiça, é simples de serem entendidos, Brasilia, diantes dos fatos ocorridos, fecchou as “torneiras”, acabando com a farra d muitas lideranças e servidores descontentes.
    A infelidade de Agaldo Pataxó, foi ter conduzida a sua administração à moda antiga, tendo como espelho o Planalto Central. Só que o mesmo se achando espeto de mais foi incapaz de de perceber que a esttrutura politica do nosso Estado brasileiro sempre foi ante-indigena, e acreditou estar abafando com seu genio de articulador e voz politica dos povos indigenas.
    Se tratando de nossas lideranças, busquemos mas uma vez as comunidades indigenas, ou seja, a nossa aldeia. Hoje com a politica intervecioneitas e liberalisanda, as aldeias indigenas, ques estão a julgo da AER/Ilheus, sofre hoje um verdadeiro caso politico, onde o povo bestializado não sabe a quem recorrer. Por que todos são caciques, todos são lideranças segundo os interesses de cada um. Com isso, surge os grupos de hipocritas com discursos de salvaçao e guardião da moral indigena, quando na verdad são imorais. Por trás desses grupos, estão as instituiçoes que sempre viveram de conflitos internos e externos, se passando no meio indigena de instituiçoes amigo do indio, quando na verdade estão interessando na receita e nos projetos milionarios para suas organizações.
    Muitos dos destaque feito na carta aberta pelos supostos revoltosos, estão provando teoricamente e na pratica que estão mal assessorados. Não sabem o que querem. O que cobram na sua grande maioria não é de atribuição de uma administração regional, ou seja, não depende só do administrador, e sim de gente muito mais poderosa, que politicamente falando não tem nenhum interesser em resolver. E alem do mais, reitegração de posse entre outros casos sempre aconteceram e poucas foram as lideranças que se perocuparam com casos como estes. É curioso que antecede a de Agnaldo Patxo aconteceu varias reitegraçoes de posse e idenizaçoes milionarias que aconteceram na administração anterior e niguém se manifestou. Será que era por que o administrador da epoca era um advogado, e que por isso, todos tinham que aceitar a sua verdade como unicamente verdadeira, devendo-lhes respeitar como tal, ou simplesmente, alguns lhes devia favores e outros ele usou os rigores da lei pra intimidá-los? Como é o caso de alguns revoltosos desse levante que tem mais caracteristica politica partidaria do que caracterisca de mopvimento indigena.
    Bem, vou encerrando meu comentário porque etenho certaze que se eu proceguir mais adiante, estarei colocando em xeque a legitimidade do movimento dos “revoltosos”.
    Quero lembra que não estou defendendo Agnaldo muito meno sua administração. Mas gostaria que as pessoas que pretendo fazer qualquer comentario sobre algeum ou algo, que faça antes uma analise politica da situação, e, que de fato esse movimento ou pensamento esta defendendo. Não deixando uma asnalise profunda de seus lideres, os que eles defendem tendo em consideraçao as suas origens, o seumportamento social e politico para que não nos deixe enganarmos tanto em nossas vida, preservando valores os individuais principios individuais de cada uma.

  2. muito bem parente, estamos com vc nessa reivindicação, nossos direitos tem que ser reconhecidos não apenas escritos e deixados como enfeites como muitas vezes acontece.

  3. Ok Parentes enquanto nós nos organizarmos como uma sociedade inteligente e pensate, conseguiremos alcançar todos os nossos objetivos e um deles sem duvidas é a melhoria na qualidade de vida de nossos povos indigenas. Isso meus parente vamos lutar e acabar com a corrupição que nos rodeia e fora funcionarios corrupitos.

  4. Parabéns a todos os parentes que estão envolvidos nessa luta que foi causada por uma pessoa que se diz indio quando na realidade ele esta fazendo papel de branco anti-indigenista que só pensa em destruir as comunidades ajudando a fazer divisões pra que?pra facilitar os investimento financeiros do proprio bolso né seu AGNALDO.
    Parabens Jaborandy pela sua matéria,que vem mostrar para todos nós os verdadeiros fatos e que as pessoas que falam que os indios são baderneiros que intendam que todo esse movimento toda essa luta que esta acontecendo é pelos nossos direitos

  5. É engraçado como os parentes hoje em dia proucuram palavras dificeis para resumir uma má administração, vejo alguns parentes “tipo q defendendo” os erros de outros parentes que se fez em cima de um movimento justo e verdadeiro, e teve oportunidades de mostrar para os anti- indigenas que nós somos diferentes e provar essa diferenças com atos na pratica (e não com palavras).
    As vezes temos que quebrar nossa crista de superior e ser humildes assumir os nossos erros e depois teremos força para levantar a cabeça e seguir o caminho,aí sim teras uma atitude de HOMEM.Palavras bonitas promessas isso ficou para POLITICOS q não são indios q não viveu nossa realidade.
    Fico muito triste ao ver PARENTES que moram na aldeia q vive estar realidade q acabei de citar em cima dizer q as lideranças q estavam lá era invejosas.Eu nem intimidade tinha ao Sr. Agnaldo, mais assinei qnd ele precisou para poder ser administrador, apoiei a decisão da minha Cacique em colocar um parente que se diz conhecedor de nossas necessidades (q hoje já tenho lá minhas duvidas) para poder ajudar nossas comunidades em cima de nossas dificuldades.
    Eu num preciso falar bonito para resumir uma má administração.
    É lamentavel mais é a realidade e tem q ser dita.

    AWERE!!!

  6. É lamentável vermos lideranças estarem se articulando, sem o conhecimento da comunidade para fazer um movimento desse. E sabemos que isso é uma falta de respeito com a comunidade, e tambem com o proprio indio que estar administrando, pois sabemos as falhas as que ele cometeu, não levando projetos para as comunidades, ou até mesmo não informando a falta de recurso na AER de ilhéus, acontece que, muitos que estão envolvidos nessa manifestação disnecessaria só que saber de si proprio, e não em conjunto, com a sua comunidade, e é como o parente acima cita, que isto só estar acontecendo por que muitos recurso, ou projetos individuais foram cortados, pois não somos cegos, de não ver muita dessas lideranças e membros da comunidade sendo beneficiados em outras administração. mas agora quem estava era um indio, indio conhecido e reconhecido pela sua comunidade e até mesmo a nível nacional e mundial, corriginndo a pessoa que em outro comentario acima estar dizer que AGNALDO não é indio, será que vc minha parente tem provas de que ele não é indio, ou que ele é anti indio? discriminar não é o necessario para se fazer qualque ato que seja.
    Na minha opinião, não acho correto e discordo como muita gente da minha comunidade tambem discorda desse tipo de manifestação, sem conhecimento da comunidade, enquanto a materia do meu grande amigo Jaborandi, ta certo em fazer, mas discordo quando sua materia diz que houve muitas reuniões coma comunidade. falo isso por que sou membro~atuante da comunidade Pataxó Hãhãhãe e não tenho conhecimento das reuniões que aconteceram aqui, e se teve essas reuniõs eu não fui informado, e ja podemos ver a falta de respeito com essas pessoas, pois sabemos que a comunidade é composta por todos que vivem na aldeia. Seria bom, se isso fasse verdade, pois se fosse verdade a nossa comunidade não apoiaria essa manifestação.
    Já que é a comunidade em peso que não queria mais o administrador indio, deveria ter feito a reunião comunitaria, juntamente com o administrador, para que fossem esclarecidos os problemas acontecentes. E isso não aconteceu. gente temos que lembrar que tudo que acontece tem que ser passado pra comunidade, e ta faltando isso. por isso discordo sim desse ato de pessoas que se articulam em grupos em envolvem pessoas que não tem nada ver, e que as vezes estar indo por insentivo das mesmas, e tenho certeza que se isso for pra uma reunião de comunidade vai gerar polemica, na verdade vcs que se articulam dessa forma não sabe o que é bom ou ruim, na verdade não sabe definir as coisas, separar as maneiras de agir, e as vezes acabam se arrependendo dos seus proprios atos.

  7. Revolto-me quando vejo matérias escandalosas envolvendo Homens públicos no que desrespeito a defraudar o erário alheio. As malversações e as improbidades se tornaram tão comuns quer muitos títeres chamam de roupa suja. Roupa surja é um adágio inventado por um sacripanta que gostava de meter a mão no que não lhe pertencia. Foi se o tempo em que Roupa suja se lavava em casa. Hoje, se lava na lavanderia. Quem ratazana o dinheiro do povo, não merece o mínimo de respeito e piedade.

    Quero aqui lançar um desafio aos defendentes do Sr. Agnaldo Francisco dos Santos, que marque uma audiência com o Ministério Publico e convide as comunidades para esclarecer os fatos e dar as devidas explicações, se é que tem. Defender-se na pagina de um site é muito fácil. Quero ver cara a cara, olho no olho. O governo Lula é anêmico e tem que tomar providências urgentes para apurar essas delatações, pois isso não pode mais continuar. Enquanto esses: chefinhos comem caviar, as comunidades comem pau e pedra.

    Se o supracitado não deve nada como tenta insinuar, como é que ele explica o sumiço de 960.000.000.00(novecentos e sessenta mil reais)? Se você quiser saber quanto foi em dinheiro para a FUNAI de Ilhéus, é só solicitar ao Procurador da FUNAI em Brasília. Ele tem a obrigação de lhe esclarecer.

    Durante esse tempo que o acusado esta na FUNAI de Ilhéus, quantas vezes ele já prestou conta do dinheiro que foi destinado a aquela instituição? Quantas comunidades se tornaram independentes na administração do Sr. Agnaldo? Mostre-me dois projetos vultosos que o insinuado realizou na sua gestão escabrosa? Acredito nos parentes do Sul. E lhes digo que a expulsão do chefe o posto de Ilhéus foi muito inteligente. Parabéns! Espero que os daqui do Extremo Sul (Itamaraju), faça o mesmo com o daqui.

    …Você já parou para pensar nesses três juntos…Que Deus tenha piedade de nós.

    conaferd@indiosonline.org.br

  8. para os parentes que propaga que levei dinheiro da funai,ou fazem sem min conhecer ou com segunda intencoes,ou sr. edmundo nao devo sastifacao e eu nao min defendo so no site se quiser falo pessoalmente a ate mesmo porque tenho coragem de encarar quqlquer desafio de cabeca erguida,ate hoje nao tive medo dos fazendeiros de pau brasil vou ter…eu moro na aldeia caramuru na aldeia e continuarei morando la,seria bom seu edmundo que vc usasem as palavras com mais respeito e quqndo encontrarmos pessoalmente conversaremos,aos demais estarei no foturo proximo publicando uma carta sobre a minha ges tao e motivo da saida, de maneira respitosa as comunidade e as liderancas, mais nao vou permitir que min sacrificam por falta do estado nao cumprir o que esta na lei obrigado atodos

  9. Prezados Parentes índigenas:
    Que decepção !!! É a primeira vez que acesso esse site, e infelizmente o que vejo são acusações e agressões verbais entre índios, iclusive do próprio povo e da mesma região!!!! Que coisa negativa…. horrível….como fico envorganhada nesse momento de ver o nome do povo Pataxó, exposto em um ambiente público e que todos veêm a desunião, a falta de organização política e social dos índígenas. Pelo pouco que conheço do Agnaldo Pataxó, acredito que passa por momentos difícies, não é fácil ter o seu nome e sua honra assim tão exposto, principalmente na internet. Ele ja não foi exonerado? Por que agora esse linchamento público? Ele também não é indígena? Ele foi posto na ADR de Ilhéus com apoio dos indígenas??? Digo isso, por que além de ser indígena também sou da área do Direito!!!Cuidado com o dizem!!! cuidado com o que escrevem… isso é um espaço público… quem ganha com isso é apenas os não – indígenas que desejam ver o fracasso dos índios. “Todos são inocentes até que provem o contrário”!!! Vamos aguardar a justiça, as investigações… não condene as pessoas antes, veja também o lado da outra parte!!! um dia poderão serem vocês a estar no lugar dele ocupando um cargo público!!!
    Não vejo motivo para parabenizar a ninguém pelo que está acontecendo no sul e extremo sul da Bahia e principalmente pela falta de respeito que estou vendo neste site de uns contra os outros, não é assim que vamos coseguir respeitabilidade e muito menos a consquista dos Direitos. Por que não vêm a Praça dos três poderes em Brasília, pra fazerem reivindicações das questões indígenas? Examente cobrar de quem detêm o poder político e financeiro.Os indígenas já são mal vistos pela sociedade e vcs ainda fazem isso …. tornando público todos os problemas que ocorrem nas aldeias e administrações POR QUE??? e PRA QUÊ??? é melhor resolver os problemas com a FUNAI, MP, PF…mas que isso seja uma questão interna.Então reafirmo, cuidado com o que dizem. A internet pode ser usado pela justiça, vcs poderem serem chamados em juizo!!! se querem dizer alguma coisa, expresse isso em reunião nas comunidades somente entre os indígenas, os Brancos não precisam serem testemunhas do que estou vendo aqui!!!!
    Boa noite!!!
    saudações indígenas!!!
    Anaiá Pataxó

  10. O que eu faço para visitar voces, pois tenho a vontade de conhecer a cultura e ter um dia com voces para conversar e quem sabe eu possa ser mais um membro para lutar com voces em beneficios de melhorias para a comunidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here