Porque se precisarmos de um medicamento, temos que esperar meses, isso se o medicamento aparecer , só Deus sabe quando, na área da aldeia de brejo dos Padres fazem +ou- 3 meses que a população não tem atendimento medico, se passa mal é levado ao Hospital mais próximo, toma uma injeção de dipirona volta pra casa!

O médico não pode receitar um exame ou um remédio, é só atendimento de primeiros socorrros!

Se algum medico de outra área receitar um exame o paciente terá que se virar nos trinta para pagar, porque a Funasa diz não ter recursos para fazer esses exames particular!

Então, se o paciente não tiver o real pra pagar o exame , terá que aguardar meses por esse tal exame, terá que ir até a Capital Recife e esperar na fila do SUS!

Gente o caso é serio, até quando iremos aceitar esse tipo de coisa?

Passaram a saúde para a Funasa, pq a Funai não tinha competência para assumi! E quem irá assumi daqui para frente já que nem a Funasa tem essa competência!

A paciente Maria Izaura, diz que há 3 anos que vem sofrendo com pneumonia e sempre que passar mal vai ao hospital, no pronto socorro! Mas não tem um acompanhamento
médico.

A situação é lamentável, meu povo, vamos nos unir, nos organizar, lutar por uma saúde de qualidade, e um atendimento mais humano!

Diz o artigo 5 da Constituição Federal assegura cinco direitos Fundamentais:

Direito à vida
Direito à liberdade
Direito à igualdade
Direito à segurança
Direito à propriedade

o direito principal seria o de viver, pois
sem vida não será necessário ter liberdade, igualdade,segurança e propriedade!

Se fala tanto em direito, mas nada é feito, nem estamos tendo direito a vida imagina aos demais!

Tainá Pankararu
Tainá@indiosonline.org.br

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso ai parente, o atendimento medico da funasa e terrivel, para nos salve quem puder ou etregaremos, na mao do grande Deus.As vezes nao e grave e com demora fica grave a situaçao,em varios anos de ida e volta para recife e nada se resolve quandoa cordamos ja a morte ja esta no pé sem saida.E a funasa so chega com o caxão para o difunto
    E bom os demais da funasa,ler essa materia e pensar bem que aqui por perto tem tratamento perticilar, com qualidade recompensa mais eles pagar tratamento particupar com menos de um mes e gastar menos.

  2. Muito boa a materia!
    Eu juntaria esta com a outra que Alex fez ha tres dias….e bombardeava os jornais e a FUNASA com e-mails!

  3. Pois é parente a situação é muito grave. cada vez mais nós povo indígenas estamos sofrendo nas mãos dos dirigentes do nosso país.
    Aqui na região do xingu estamos infrentando mesma dificuldade, mesmo dor que vc sente na sua pele e eu sinto mesmo dor. Fico pensando a noite e o de dia. Porque meu povo não tem médico? poqrue meu parente não tem médico? O que dificultou indio não aprender durante 500 anos?
    essas perguntas não tem respostas para mim.
    Vamos lá, vamos vencer essa luta.

    abraço,

    do parente do Xingu

  4. PRECARIZAÇÃO DA SAÚDE
    Cada vez o sonhop de um SUS universal, no acesso e atendimento se distancia de uma possibilidade de se realizar…
    Posso dizer uma coisa, estresse pra quem trabalha nestas condiçoes, e estresse pra quem necessita de serviços, não imagino onde isso vai parar…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here