Não sei o que passa em minha aldeia, pois é muito dificil assintuação que vivemos em tempo de chuva, aqui, como a estrada é de barro, tudo fica em uma lameira  que Deus me livre, é dificil até de se  locomover aqui dentro.
Será que nimguem ver isso?
Esta certo que somos indios, mais não tão bestas de deixar isso acontecendo em nossa  aldeia.
È de tradição todas as aldeias de indio ser de terra, isso eu não tenho o que reclamar, pelo contrario, tem que ser sim de barro, mas prego para que seja preservada e cuidada com o que aqui não fiqui alagado e nem impocivel de andar aqui dentro.
Busco uma forma de alerta as nossa lideranças sobre essa sintiação, que atinge todos nós, e prejudica muito a nossa convivência, com tanta lama no caminho, fica até feia para nós indios da aldeia KARIRI-XOCÓ.
Faço um apelo a todos, principalmente a quem é por nós, que tenha um pouco de conciência e lute para que a nossa cominidade seja, não um  pouco, e sim muito preservada.
Buscar o melhor para a minha cominidade indigena, é sempre bom, e alerta a todos é melhor ainda, passar o que se passa em minha aldeia é um orgulho pra mim, espero que intendam, não só a minha, mais a sintuação de todos nós, obigado a conpreenção….
por favor deixe seu comentário….

FEITO POR: Yassury Santos
E-MAIL: yassury.indiosonline@gmail.com

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. é mesmo yassury temos que nos manisfestar diante dos problemas que a nossa aldeia passa, por que só de falar já estamos dando uma grande passo para resolve-lo e nunca ,nunca esperar pela FUNAI nem por orgãos que dizem proteger os indios.

  2. Amigo, essa é uma situação que não acontece só ai. Em quase todos os estados do Brasil os povos indígenas não tem estrura adequada para viver. O governo na maioria daz vezes se ocultam de suas obrigações. Outro sim , isso atrapalha a também a vida de milhares de alunos que tem que se deslocar para ir as escolas e Universidades. E a FUNAI, também não assume a responsabilidade.

    Alex Makuxi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here