Na década de 90, os povos indígenas de Alagoas e Sergipe reuniram-se em Maceió, para resolver os problemas de suas aldeias. Discutiram vários
temas, destacando a TERRA como ponto central,pelo cacique Cícero Kariri-Xocó. Segundo suas palavras a terra é o maior dos projetos, tudo estar nela. Com a terra temos saúde,ervas medicinais,o alimento e a paz.
Na educação a terra é o cenário dos conhecimentos, históricos,linguísticos,fauna, flora, relevo. No
desenvolvimento a terra abriga a floresta,a fonte que sustenta nossas gerações,com seus produtos: carne, frutas, mel, caças, barcos, etc. Até mesmo o rio está na terra,ela é a base do mundo. A ciência do indio é seu
conhecimento da terra e do céu, expressa em sua cultura. Essas palavras do cacique Cícero emocionou muitos indios na reunião, a parti daí tomamos novos rumos na luta pela conquista da terra.Com a terra temos
tudo,sem ela não temos nada.Porque a terra é um projeto global dos homens,dos animais, e das plantas.Todos sairam felizes da reunião por estavam lembrando de um conhecimento que vem desde nossos ancestrais.

Um abraço a todos Nhenety.
nhenety@indiosonline.org.br
=================================================
A GRANDE CAÇADA DIGITAL

A Grande Caçada é fruto da Educação Tradicional, com
dedicação cultural dos indígenas, executando suas faculdades no
ecosistema natural.
A Caçada Digital segue esse pensamento,mas a sua
realização é feita no cenário urbano das cidades, onde está os lugares
de caça :as instituições, ministêrio, empresas,ONGs, agências. Esses
campos de caças são fontes de recursos, direito, a saúde, a educação,
que os indios poderão acessar com o Arco Digital para realizar os
objetivos comunitários.Quando um projeto é elaborado pelos indígenas, e
aprovado pelas instituições nacional,a Caçada Digital só ficará
concretizada quando a comunidade indígena usurfruir deste projeto como
na Grande Caçada, um esforso coletivo para o bem de todos.Em grupos
sociais como os povos indígenas cada pessoa faz parte do corpo
coletivo,vivo e dinâmico.Se algum membro do grupo não executar sua
tarefa todo o corpo sentirá o efeito, atrofiar e deixar-lo com
insuficiência social. Ser indio é ser coletivo. A Caçada Digital poderá
ser uma pesquisa local na tribo,transformado em esperânça do grupo,
enviado pelo Arco Digital ao mundo externo, retornando á nossa tribo
como um bando de aves revoando o céu , trazendo a fartura ao ser caçada
como no começo. Abraços nhenety.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. CHAT

    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, ha uma nova materia no site CAÇADA DIGITAL…. bora leer e depois descutir aki?IVANA, DIEGO, yapoã, magrykori, lianpankararu, swyanixk,
    24/11/2006 ‹DIEGO› eu sou Pankararu
    24/11/2006 ‹swyanixk› SEBAS, sim
    24/11/2006 ‹IVANA› SEBAS, MASSA
    24/11/2006 ‹yapoã› ele ja tentou enviar por e-mail e não coseguiu
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, nhenety esta com vc?????????
    24/11/2006 ‹yapoã› não ele ja foi
    24/11/2006 ‹SEBAS› YApoa…entao voce vai me ajudar a cordenar etse debate!
    24/11/2006 ‹yapoã› esta bem
    24/11/2006 ‹SEBAS› Vamos falar da Caçada Digital
    24/11/2006 ‹SEBAS› tudo mundo ja leu
    24/11/2006 ‹SEBAS› esta na primeira pagina…é a primeira materia
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, sim acabei de ler, vamsolá
    24/11/2006 ‹lianpankararu› swyanixk, nossa
    24/11/2006 ‹SEBAS› quem pode explicar que significa arco digital – para que serve esse arco?
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, vc cordena
    24/11/2006 ‹SEBAS› a que se refere Nhenety quando fala do ARCO DIGITAL?
    24/11/2006 ‹swyanixk› SEBAS, estou lendo já concluo
    24/11/2006 ‹VivaCariri› volto depois
    24/11/2006 ‹SEBAS› o que é ARCO DIGITAL para Nhenety?
    24/11/2006 ‹VivaCariri› meu e-mail virev@hotmail.com.
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, pode falar
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, bom, tentarei expressar o q entendi, O Arco Digital é um meio pelo qual fazemos uma caçada de especialização tendo em vista o que levaremos para nossas comunidades o sentido coletivo da participação. nosso objeto de caça aqui é aprendizagem em alguma area
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, entenderam o q quis dizer ou não?
    24/11/2006 ‹SEBAS› Muito bem…. Voce já esta juntando o ARCO DIGITAL de Nhenety com o nosso CURSO
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, sim
    24/11/2006 ‹SEBAS› que de fato tem tudo a ver..e levam o mesmo nome
    24/11/2006 ‹SEBAS› Voce falou que é um meio!
    24/11/2006 * lianpankararu saiu ou está ausente do chat
    24/11/2006 * DIEGO saiu ou está ausente do chat
    24/11/2006 ‹SEBAS› MEIO..no caso o computador com a internet é o meio
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, no caso o curso é a caçada digital
    24/11/2006 ‹SEBAS› a caçada digital é o que vai acontecer depois….daqui a tres meses…
    24/11/2006 ‹SEBAS› quando voces começem a mandar projetos para instituçoes..solicitando..buscando..beneficios para suas aldeias.
    24/11/2006 ‹SEBAS› o curso ARCO DIGITAl é uma preparacao de arqueria… agente esta aprendendo a uSAR este novo ARCO
    24/11/2006 ‹SEBAS› a flecha é o projeto
    24/11/2006 ‹SEBAS› a flecha é o projeto
    24/11/2006 ‹SEBAS› conseguir um financiamento é um exemplo de uma flecha que deu no alvo
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, sim. mas o arco é o meio pelo o qual vamos empreender esta caçada assim é como senão houvesse esse meio não haveria caçada, entende?
    24/11/2006 ‹SEBAS› muitos indios ja fazem suas caçadas..poucos usam a internet
    24/11/2006 ‹SEBAS› internet é o meio novo…. é dessse meio que agente quer aprender junto
    24/11/2006 ‹SEBAS› concordam?
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, tambem tem razão, estou lembrando do primeiro anuncio q saiu sobre o arco sobre o manejo do memos aqui no indioson
    24/11/2006 ‹KIRIRI› olá boa tarde!
    24/11/2006 ‹magrykori›
    24/11/2006 ‹SEBAS› KIRIRI, magrykori, yapoã, swyanixk, vamos conversar mais sobre o ARCO DIGITAL
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, que decia esse anuncio..que foi que lhe chamou a atencao?
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, concordo,mas mim preucupo com esta firmação que temno texto: “Se algum membro do grupo não executar sua
    24/11/2006 * KIRIRI saiu
    24/11/2006 ‹SEBAS› exato… a grande dificuldade que eu vejo hoje, e acho que nhenety tambem, é as comunidades perdendo o senso de familia, de uniao…é o individualismo!
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, todo o corpo sentirá o efeito, atrofiar e deixar-lo com insuficiencia social”
    24/11/2006 * alapity titiah entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹SEBAS› se cada um usa o arco em beneficio proprio…se cada flecha voa só pensando num grupinho..se cada cacique quer sua caçada particular…..
    24/11/2006 ‹swyanixk› o arco significa coletividade
    24/11/2006 ‹SEBAS› as nacoes indigenas…. vao perder seus valores…O MUNDO CAPITALISTA BUSCA ISSO!
    24/11/2006 ‹SEBAS› uma grande caçada nao é feito por um indio só… e nao busca o beneficio de um indio só!
    24/11/2006 ‹swyanixk› todos que fizerem o curso irão de maneira coletiva
    24/11/2006 ‹swyanixk› irão levar para suas comunidades todos os conhecimentos em beneficios de todos
    24/11/2006 ‹SEBAS› é feita por um grupo e busca o beneficio de todos!!!
    24/11/2006 ‹SEBAS› ai o grande desafio! Pensar comunitariamente
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, comumgo da afirmação de vcs, algumas comunidades além de estarem perdendo estes valores estão colocando suas culturas como objetos comecializáveis (exenplo de objetos sagrados vendido por meros artesanato)
    24/11/2006 ‹yapoã› olha esta um pouco ruim aqui
    24/11/2006 ‹swyanixk› alapity titiah, boa parente
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, nao é importante que voce ensine “coisas”as outros indios…eu vejo como importante que na hora que voce se decide em escrever um projeto..voce pense em todos!
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, ta ruim por que?
    24/11/2006 ‹SEBAS› BENVINDO TITIAH
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, apesar q não é culpadas comunidades indigenas a muitos fatores sociais q o levam a acontecer isto
    24/11/2006 ‹yapoã› é que as veses não envia
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, CONCORDO e assusta..especialmente quando falamos da dimensao do espiritual!
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, aki tb acontece…..sua conexao nao esta muito forte!
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, esse projeto acho, quer dizer vai propocionar isto uma nova consciencia ou mesmo despertar esta nas pessoas pelo menos acho q é uma das idéias do projeto.
    24/11/2006 ‹SEBAS› deve ter muits nuves na frente do satelite
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, esse é tambem um grande desafio!
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, ensinar a escrever projetos nao é tao complicado como preservar a IDEOLOGIA DO COMUNITARIO!
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, mas tudo isto em relação ao espiritual ainda é reflexo da catequização.
    24/11/2006 ‹SEBAS› alapity titiah, ardaga! GOSTO MUITO DELE!!!
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, COMO ASSIM?
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, numacha
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, ME EXPLIQUE MELHOR A ideai
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, bom um dos pensamentosdo jesuita era fazer com que o indio negasse sua identidade religiosa, por isso que eles procuravam acabar com os pajés
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, sim! estrategia!
    24/11/2006 ‹SEBAS› de quem tem alma ruim
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, o índio tem uma cosmovisõa diferente da do europeu, isso é inegavel, foram muitos os recursos psicologico que este padres usaram para na catequização
    24/11/2006 ‹SEBAS› sim.. vc estava falando de como alguns indios hj vendem coisas sagradas como mero artezanato…..
    24/11/2006 ‹SEBAS› e eu falei…vendendo ate o espiritual…nesse ponto concordamos que é uma presao..um sistema..uma sobrevivencia…
    24/11/2006 * Gilzapataxo entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, voce esta acompanhando?
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, e vc esta lendo com agente?
    24/11/2006 ‹yapoã› estou
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, chegando a espalhar, ordenar que o indio devia esquecer sua religião porque a católica era a verdadeira esquecendo q Deus semanifesta dediferentes formas nas mais variadas culturas. mas vcs podem dizer q o pensamento deles era fruto de uma época, e eu pergunto e pq esse pensar de catequizar não acabou ainda?
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, complete por favor sua ideia!
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, desculpem o descurso acho q falo pelos cultuvelos
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, nao era fruto de uma epoca….. ou se for é uma época muito cumprida….que acho que anda em 30.000 anos
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, vc digita pelos cutuvelos??? rsrrsrrsr
    24/11/2006 * irက entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, estas ai?
    24/11/2006 * irက saiu
    24/11/2006 * irက entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 * irက saiu
    24/11/2006 ‹SEBAS› informe: o MEC tive um problema e nao compadecerá a CHAT hoje
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, a questão é nós indio do nordeste infelismente tivemos o contato primeiro e isso fez com que a perseguiçaõ conosco começasse mais cedo e pela falta da indentdade dos mais jovens está ocorrendo esses fatores de venda do sagrado(objetos ) q claro oartesanatoép vender é uma fonte de renda mas …
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, posso colocar nosso papo como comentario na materia de Nhenety?
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, ao vender o sagrado…. ele perde valor..ao ponto de deixar de ser sagrado!
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, pode mas acho q seria perguntar se os outros parentes concordam
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, swyanixk, swyanixk, que voces acham?
    24/11/2006 * Gilzapataxo saiu ou está ausente do chat
    24/11/2006 ‹yapoã› por mim tudo bem
    24/11/2006 ‹SEBAS› todos podem falar!
    24/11/2006 * alapity titiah saiu ou está ausente do chat
    24/11/2006 ‹SEBAS› alapity…. voce leu a materia CAÇADA DIGITAL
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, por mim tudo bem ficarei feliz.
    24/11/2006 ‹swyanixk› SEBAS, vc acha que o artesanato é algo sagrado?
    24/11/2006 ‹SEBAS› entao….. o que voces acham de melhor estrategicamente para que as nacoes indigenas nao percam o valor do coletivo..?
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, acho que o artesanto é o artesanato
    24/11/2006 ‹SEBAS› e o sagrado é o sagrado
    24/11/2006 ‹SEBAS› e que cada pessoa pode sacralizar um objeto ou banaliza-lo
    24/11/2006 ‹SEBAS› eu posso comprar um cachimbo sagrado e fumar qualquer coisa nele!
    24/11/2006 ‹SEBAS› ou posso comprar um simples colar…e usarlo como minha guia, minha protecao…
    24/11/2006 ‹SEBAS› mas…. acho que as vezes o artesanato começa a sair uma saida de sobrevivemncia de um povo que traz muitos perigos!
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyani que vc acha disso?
    24/11/2006 ‹yapoã› SEBAS o artezanato aqui é um meio de sobrevivencia
    24/11/2006 ‹SEBAS› as vezes a comunidade deixa de ser unida porque ficam compitindo..para ver quem vende mais….
    24/11/2006 ‹magrykori› swyanixk, um exemplo nós indigenas temos objetos q são sagrados como o paú, se é algo sagrad para nó pq vamos colocar-lo aà venda p todos usarem sem ter o sentido do pq esta usando.
    24/11/2006 ‹SEBAS› sei que em kariri e em xucuru é um meio de sobrevivencia….
    24/11/2006 * swyanixk saiu ou está ausente do chat
    24/11/2006 ‹SEBAS› em pankararu tb é..em pataxo tb é
    24/11/2006 ‹magrykori› swyanixk, SEBAS, vcmim entende? não édizendo p não vendermos q deve ter certas restrinções pq senão aquilo q vendemos vai perder a sacralidade p nós memos;
    24/11/2006 ‹SEBAS› eu entendo…. esse ponto e concordo….e quero acrescentar mais uma coisa para agente pensar junto!
    24/11/2006 ‹SEBAS› antigamente na GRANDE caÇADA..a tribo era unida!
    24/11/2006 ‹magrykori› senão daq apoucoestmaos perdedndo o sentido comunitario de nossa sobrevivencia e estremos sendo mais um no mercado destruido do capitalismo
    24/11/2006 ‹SEBAS› Hoje quando existe uma feira de ARTEZANATO a tribo as vezes fica mais desunida!!!
    24/11/2006 ‹magrykori› destruidor do mercado de trabalho (completando odestruidor)
    24/11/2006 ‹SEBAS› VAO na cidade é fazem sua caçada..porem voltam e cade de repatir os frutos??? o artesanato as vezes leva para o individualismo….
    24/11/2006 ‹SEBAS› Yapoã? que voce pensa?
    24/11/2006 * irက entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 * irက saiu
    24/11/2006 ‹SEBAS› ?
    24/11/2006 ‹magrykori› swyanixk, yapoã, SEBAS, lembro qem minha csa iriamos para a pequena mata meus tios (9) e qnd votavamos no outro dia era aquela festa na repartiçao oggi no, esta mais cada quem por si
    24/11/2006 * Ivana entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹SEBAS› esse é o ponto!
    24/11/2006 ‹magrykori› claro ainda se reparte as coisas mas no era como antes, e isso não acontece só minha comunidade vejo em outras comu q já visitei
    24/11/2006 * YURAN entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 * swyanixk entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹magrykori› nostro
    24/11/2006 ‹SEBAS› como dizem o kiriri..antes do trator todos trabalham e cantavam juntos…hoje brigamos para ver pela terra de quem que vai passar o trator
    24/11/2006 ‹magrykori› desculp
    24/11/2006 ‹SEBAS› magrykori, tenho a mesma leitura! a mesma dor!
    24/11/2006 ‹magrykori› realmente
    24/11/2006 ‹SEBAS› swyanixk, yapoã…quero ouvir a opiniao de voces..voces que vivem em comunidades que vendem artesanato
    24/11/2006 ‹magrykori› SEBAS, ñ podemos nos deixar sermos engolidos pelo “monstro” do capirtalismo, artur cabral antropologo dizia que nós somos os verdadeiros modelos de comunismo, não querendo mudar a democracia mas era memso
    24/11/2006 ‹magrykori› eu vou mim calar falo demais tabem?
    24/11/2006 ‹magrykori› heheheeheheheeeeeeee
    24/11/2006 ‹SEBAS› digita pelos cutuvelos!!! rrssrrsr igual que eu
    24/11/2006 ‹swyanixk› SEBAS, magrykori, oconcordo com o pensamento de vocês desde a cateczação a venda de sagrados
    24/11/2006 ‹SEBAS› porem…acho que a forma tradicional dos povos indigena….é a chave do PORTAL para uma nova HUMANIDADE
    24/11/2006 ‹YURAN› opa, tudo certo?
    24/11/2006 ‹SEBAS› como fazer essa mudanza?
    24/11/2006 ‹Ivana› hum… o papo tava tão bom que cheguei e fiquei qiuetinha… APRENDENDO… PENSO ASSIM TB… o capitalismo selvagem cega…
    24/11/2006 ‹magrykori› minha diz q apesar de meus 22 anos penso como um velho ( onda dela)
    24/11/2006 ‹SEBAS› o ARCO DIGITAL pode coolaborar nesse sentido… de expandir a visao INDIGENA pelas cabeças (computadores) mundo afora!
    24/11/2006 ‹YURAN› Ivana, é verdade minha advogada, fui no fdonte da conversa, só observando
    24/11/2006 ‹magrykori› huuuuuuuuuuuuuhuuuuuuuuuuuuuuu viva os povos indígenas!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    24/11/2006 ‹Ivana› VIVA!!!!!!!!!!!!!!!!!
    24/11/2006 ‹YURAN› viva!!!!
    24/11/2006 ‹SEBAS› VIVA os FILHOS do ARCO IRIS!
    24/11/2006 ‹Ivana› AMIGOS!!!! A MUDANÇA COMEÇOU!!! VAMOS NOS UNIR NO ARCO DIGITAL E FAZER HISTÓRIA
    24/11/2006 ‹YURAN› magrykori, tudo em paz meu parente?
    24/11/2006 ‹magrykori› kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    24/11/2006 ‹SEBAS› estamos nessa… soiltando as primeiras flechas!
    24/11/2006 ‹YURAN› SEBAS, cansado?
    24/11/2006 ‹yapoã› SEBAS vc sabe que o artezanato é um meio de sobrevivencia aqui então aqui não tem essa de um querer ser mais de que ooutro
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, beleza..bom ouvir isso!
    24/11/2006 ‹magrykori› magrykori, sou de uma ordem religiosa e agora tenho q mim retirar, obruigado
    24/11/2006 ‹yapoã› aqui muitas veses nos ajudamos uns aos outros
    24/11/2006 ‹magrykori› desculpem nãoficar mais
    24/11/2006 ‹YURAN› swyanixk, por aí?
    24/11/2006 ‹magrykori› kuekatu!!!!
    24/11/2006 ‹Ivana› magrykori, VOLTA SEMPRE
    24/11/2006 ‹SEBAS› yapoã, as pessoas se juntam para trabalhar, para fazer, para dividirse nos eventos, para compartilhar as doacoes…..?
    24/11/2006 ‹SEBAS› Cueca tu???
    24/11/2006 ‹magrykori› ëhë d´rönönyo i´i
    24/11/2006 ‹SEBAS› linda tarde?
    24/11/2006 ‹SEBAS› katu = lindo?
    24/11/2006 ‹swyanixk› YURAN, tudo bem
    24/11/2006 * Ivana saiu
    24/11/2006 * inucenciokariri entrou na sala Bem vindos
    24/11/2006 ‹YURAN› estou ancioso pela minha primeira aula do Arco Digital, e atravessar fronteiras
    24/11/2006 ‹yapoã› SEBAS ayrá quer falar com vc
    24/11/2006 ‹magrykori› yapoã, swyanixk, SEBAS, Ivana, YURAN, ene´pituna!

  2. O comentário da Caçada Digital no Chat,foi uma reunião coletiva como no princípio,como a Grande Caçada.Discutimos como seria uma Caçada Digital. Fiquei muito feliz porque essa participação coletiva pelo bem de todos é assim que nossos ancestrais faziam a Grande Caçada ao se reunir na grande maloca.Acho que estamos se preparando para a Caçada Digital.Um abraço a todos Nhenety.

  3. Estou muito feliz por vocês, pois acompanho o que posso(muito pouco) para saber como estão lutando para sobreviver.Parabéns amigos!
    Sou artista plastica e estou tentando retratar esse momento tão importante para vocês indios brasileiros nessa inclusão digital lutando com todas as forças para sobrevivência de todos vocês.
    Se conseguir colocar em uma tela essa batalha pelo direito de viver com a mãe natureza, enviarei uma foto para vocês.Estou tentando dar minha humilde contribuição para vê-los felizes, alimentados, com saúde , direitos e com suas tradições deixadas pelos seus antepassados como também para vocês deixarem para nossas futuras gerações.Se quizerem, me escrevam, desenhem, façam um comentário.
    Também gostaria muito de saber sobre a tribo chamada de Kaiabis ,não sei se é assim que se escreve.Cheguei a chorar muito por vê-los na situação de fome,abandono e com os grileiros derrubando uma grande área da floresta, pois tenho uma filha que ama e precisa da natureza assim como eu e tantas outros brancos para lutarem por ela.
    Ficarei grata se puderem me informar a respeito dessa tribo,se estão bem e vivos.
    Respeitosamente, agradeço.
    Artista Plastica e professora de Educação Artística Liliana Martins

  4. Estou muito feliz por vocês, pois acompanho o que posso(muito pouco) para saber como estão lutando para sobreviver.Parabéns amigos!
    Sou artista plastica e estou tentando retratar esse momento tão importante para vocês indios brasileiros nessa inclusão digital lutando com todas as forças para sobrevivência de todos vocês.
    Se conseguir colocar em uma tela essa batalha pelo direito de viver com a mãe natureza, enviarei uma foto para vocês.Estou tentando dar minha humilde contribuição para vê-los felizes, alimentados, com saúde , direitos e com suas tradições deixadas pelos seus antepassados como também para vocês deixarem para nossas futuras gerações.Se quizerem, me escrevam, desenhem, façam um comentário.
    Também gostaria muito de saber sobre a tribo chamada de Kaiabis ,não sei se é assim que se escreve.Cheguei a chorar muito por vê-los na situação de fome,abandono e com os grileiros derrubando uma grande área da floresta, pois tenho uma filha que ama e precisa da natureza assim como eu e tantas outros brancos para lutarem por ela.
    Ficarei grata se puderem me informar a respeito dessa tribo,se estão bem e vivos.
    Respeitosamente, agradeço.
    Artista Plastica e professora de Educação Artística Liliana Martins

  5. Muito boa a sua matéria, porém eu gostaria muito de saber sobre a tribo chamada de Kaiabis ,não sei se é assim que se escreve.Cheguei a chorar muito por vê-los na situação de fome,abandono e com os grileiros derrubando uma grande área da floresta, pois tenho uma filha que ama e precisa da natureza assim como eu e tantas outros brancos para lutarem por ela.
    Ficarei grata se puderem me informar a respeito dessa tribo,se estão bem e vivos.
    Abraços, parente!!!!!!!!!!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here