CABOCO ÍNDIO
O QUE ESTAR FAZENDO AQUÍ
EU ANDO PRO TERRA ALHEIA
PROCURANDO MINHA CIÊNCIA
OU CABOCO ÍNDIO
OU LÁ LÁ LÊ LÊ .

Nhenety Kariri-Xocó.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Destaco literatura criativa de uma população de origem indígena, numa região – Inahubs que orginalmente foi um aldeamento.

    Não se trata propriamente de ‘cordel’, mas de uma vasta inspiração popular presente e transmitida no dia-a-dia.

    Ilustro com o verso, ao perguntar ao Sr. Antônio Vicente: “como vai senhor Antônio?” … e ele no impoviso –
    “Vou bem … plantando mandioca e o rato comendo, fazendo a barba e ela crescendo”.

  2. Destaco literatura criativa de uma população algoana de origem indígena, numa região – Inahubs que orginalmente foi um aldeamento.

    Não se trata propriamente de ‘cordel’, mas de uma vasta inspiração popular presente e transmitida no dia-a-dia.

    Ilustro com o verso, ao perguntar ao Sr. Antônio Vicente: “como vai senhor Antônio?” … e ele no impoviso –
    “Vou bem … plantando mandioca e o rato comendo, fazendo a barba e ela crescendo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here