Nós XUCURÚ-KARIRÍ

Nós XUCURÚ-KARIRÍ fizemos um tipo de oficina onde nós se juntamos para fazer entrevistas, fotos, pesquisas e colher matérias reais com os indios jovens, adultos e os mais velhos. Para mim foi uma coisa muito importante por que nas entrevistas que eu fiz, eu ouvi histórias que eu nunca tinha ouvido antes, muitas histórias eram de vitória e outra eram muito triste que eu cheguei a mim emocionar ao ouvi-la – isso para mim foi mais uma vitória na minha vida.

A minha ida a outra maloca XUCURU KARIRI (Cafurna de Baixo) eu fui recebido de braços abertos pelo povo de lá e ao entrevistar o cacique foi ai que eu fiquei sabendo que lá é a maloca mais velha dos XUCURU KARIRI, já outra pessoa diz que a maloca mais velha é a aldeia FAZENDA CANTO, pois então eu não sei qual é a mais velha.

Ao ver o cacique falar dos deveres e obrigação de um cacique para min foi muito importante por que eu nunca tinha ouvido isso antes e quando ele diz que é considerado e respeitado pela comunidade dele e por outras comunidades não parece que ele estar mentido por que eu sempre ouço as pessoas falarem bem dele e deu para notar o respeito que o povo da comunidade dele tem por ele a autoridade que ele tem eu ainda não vi em nenhum outro cacique nas outras aldeias que eu já fui.

Este trabalho foi um trabalho muito bom por que eu nunca tinha entrado em comunicação com outras malocas da minha tribo como eu entrei dessa vês e também nuca tinha ouvido tantas historias tão interessantes do povo XUCURU KARIRI.

TANAWY 16anos

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here