boris casoy 1

Como já não bastasse uma parte da imprensa muitas vezes castigar os povos indígenas, agora deparamos com situações constrangedoras e difamação dos da classe trabalhadora, em especifico os Garis. O qual já podemos esperar de alguns membros da burguesia que se diz classe dominante e civilizada, vem mostrar mais uma vez que o dinheiro não basta, mais sim o caráter e a ética profissional.

Como diz o meu pai “o dinheiro na vida não é tudo, mais a vida digna é tudo para conquistar seus valores morais e assim também financeiro, por meio da legalidade.”

Bem que o Sr. Boris Casoy, poderia ter lido essa frase de meu pai antes de dar um tapa na sociedade através dos meios de telecomunicação.

Como podemos aceitar a pronuncia de um sr que se diz âncora do telejornalismo, o qual diretamente ofende cidadãos que estão ganhando o seu pão do dia-a-dia com dignidade, pois não importa se eles são garis, essa realidade de trabalho destes cidadãos não dá o direito de ser julgado por um jornalista que se diz civilizado e com diploma universitário.

Ao deparar com essa situação, concluímos que o caráter vale mais que um diploma de baixo do braço.

Bem que o Sr. Boris Casoy para não falar besteira, poderia ter falado sobre os colarinhos brancos que acabam sim levando o dinheiro do povo, para quem sabe onde vai parar.

Nós vivemos em um país onde a renda é má distribuída, e muitos vivem na miséria e poucos vivem do luxo esbanjando o seu status financeiro.

O Sr. Boris Casoy poderia falar à frase que ele sempre fala para os outros nos telejornais “Isso….é…..uma….vergonha!….”

Pelos fatos expostos onde o Sr Boris Casoy ofende os GARIS , profissionais que trabalham na área de limpeza das cidades, concluímos que os Garis por ser cidadãos de direito, tem todo o direito de se manifestar desejando um FELIZ ANO NOVO para todos, o qual eu não vi nada de mais os garis desejar paz, amor e felicidades para todos em rede nacional.

Então Sr. Boris Casoy antes de o sr falar besteiras na televisão, certifique de que os equipamentos que te mascara esteja desligado, para não falar besteira.

De perto, ninguém é normal. O Sr. Boris Casoy que o diga. Em particular, demonstrou ter preconceito de classe. Segundo ele, a profissão de gari é uma profissão baixa, quando o mesmo diz:

“…que merda…dois lixeiros desejando felicidades…do alto de suas vassouras…dois lixeiros…o mais baixo da escala do trabalho…”

Sr. Boris Casoy como sr gosta de falar para os outros, eu digo para o sr:

Isso que você falou….é uma vergonha para um jornalista da televisão brasileira.

Segue o video em que o Sr. Boris Casoy fala mal dos os Garis.

Outro lado de Boris

Edcarlos (Carlinhos – Pankararu)

edpankararu@hotmail.com

Comentários via Facebook

6 COMENTÁRIOS

  1. Venho por meio desta matéria mostrar minha indignação e repúdia essa atitude preconceituosa desse homem que se diz cidadão.Pois como se diz âncora do telejornalismo, pois pra mim ele é uma âncora que afunda seu caratér, ética e o seu profissionalismo, se é que tem!

  2. Estou decepcionado com a atitude do âncora do telejornalismo BORIS CASOY, achava que ele fosse um senhor de respeito e no fim por dentro ele é um LIXO!!!
    Agora quanto ele for ao ar vou DESLIGAR A TV, antes eu gostava de assistir o jonrnal do BORIS, depois do que ele falou, melhor nem ver a cara desse VELHO.

    LUIS

  3. Eu me pergunto quando a imprensa no Brasil, esteve relamente con o povo, a hegemonia da Globo, que vende uma cara pública do Brasil bonito e algumas problemáticas.., reflete o poder que têm os canais de informaçao, que representam principalmente a “classe privilegida” sem dar cabida a setores que merecem dignidade, como os garis, nao me surprenende esse tal de Boris.C…, já pelo fator de ter título, prinicipalmente no Brasil, constitui uma classe “superior”. Tomara algum dia o povo realmente tenha um espaço nas midias populares como a TV.

    Alejandra.
    Posgraduanda em Ciência de Informaçao.

  4. Quem nunca fez uma piadinha num momento de descontração atire a primeira pedra. Será que existe alguém que nunca fez uma piadinha dessa, com homosexual, negro, branco, indio, introvertidos, extrovertidos, caipiras, mineiros….. me desculpem…. mas duvido, tenho certeza que o Sr Boris Casoy jamias faria esse comentario se não estivesse num momento de descontração com colegas de trabalho. É muito facil condenarmos as pessoas sem avaliarmos nossa propria conduta será mesmo que somos tão perfeito ao ponto de nunca termos cometido um deslize.

  5. esse fato demonstra o lado hipócrita do jornalismo brasileiro, onde se dizem em defesa dos direitos dos mais necessitados sendo que no fundo só visam seus próprios interesses… além de ser uma vergonha é uma total falta de ética profissional, no minímo na minha opinião o Sr. Boris Casoy deveria ser processado por preconceito.

  6. Agora vejamos a cara do Brasil,diante de um jornal bem assistido
    pelo menos até essa matéria,que depois não sei como fica as pessoas?

    Muito bem pela matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here